Outros Tratamentos

Disfunção Eréctil – Causas e Tratamentos

A disfunção erétil, ou impotência sexual, é a incapacidade do homem em obter e manter uma ereção para o ato sexual. Esta condição pode estar relacionada a doenças crônicas, como diabetes e hipertensão, ou problemas psicológicos, como depressão, ansiedade ou estresse.

Um homem só pode considerar-se como portador de disfunção erétil se os problemas de ereção ocorrem em 4 das 10 vezes em que ele tenta manter relações sexuais.

A estimativa é de que milhões de homens no mundo inteiro sofram de disfunção erétil (impotência sexual) e 1 a cada 10 homens sexualmente ativos são atingidos por problemas de impotência.

Entre os tratamentos mais indicados para disfunção erétil estão o Viagra (Sildenafil), Cialis (Tadalafil), Levitra e Spedra (Stendra).

O que é a disfunção erétil (impotência sexual)

A disfunção erétil, ou impotência sexual, como também é denominada, é a incapacidade apresentada pelo homem em conseguir e manter a ereção suficiente para conseguir relações sexuais satisfatórias, tanto para si quanto para sua parceira.

Se um homem apresenta problemas de ereção em algumas ocasiões, isso não é, necessariamente, motivo para preocupação. No entanto, se o fato ocorrer pelo menos 4 em 10 vezes em que ele procura manter relações sexuais, pode se considerar portador de disfunção erétil.

De acordo com sua gravidade, a disfunção erétil pode ser classificada em três categorias: mínima, moderada ou completa.

A disfunção erétil mínima se caracteriza por falhas eventuais entre períodos de relações sexuais totalmente normais e satisfatórias. Se esses períodos se tornam menores e quando as falhas acontecem com maior frequência, a disfunção erétil pode ser classificada como moderada.

A partir daí, não havendo feito tratamento adequado, o homem pode chegar à disfunção erétil completa, ou seja, não conseguir mais manter qualquer relação sexual totalmente completa e satisfatória.

O problema da disfunção erétil é muito grave, principalmente porque, quando se torna constante, pode provocar no homem situações de extremo estresse, afetar sua autoconfiança e contribuir para prejudicar o seu relacionamento.

Além disso, sempre é importante destacar que, quando o homem apresenta a condição de disfunção erétil, isso pode ser um sinal de alguma condição de saúde subjacente, como diabetes ou problemas cardiovasculares, que pode exigir tratamento mais adequado.

Para enfrentar o problema e buscar uma solução definitiva, o homem deve saber que se trata de um problema físico que, mesmo podendo ter causas psicológicas, vai interferir seriamente em sua vida pessoal e, em muitos casos, prejudicar seu relacionamento, além de gerar problemas em sua vida profissional ou social.

Entenda a diferença entre um pênis flácido e o pênis ereto:

diferenca-penis-flacido-penis-ereto

Quais são as causas da disfunção erétil (impotência sexual)?

Existe uma variedade de causas que pode prejudicar o bom desempenho sexual masculino, tanto físicas quanto psicológicas.

As causas psicológicas incluem qualquer disfunção ou condição mental que não permita ao homem conseguir uma boa performance sexual. Entre as causas psicológicas mais comuns da impotência sexual estão as seguintes:

  • ansiedade
  • depressão
  • estresse no trabalho
  • problemas mentais ou no relacionamento

Como causas físicas podemos considerar uma série de outras, como, por exemplo:

  • consumo excessivo de bebidas alcoólicas
  • tabagismo (o cigarro prejudica seriamente a boa condição sexual)
  • abuso de determinadas substâncias consideradas ilícitas (a exemplo de drogas mais pesadas, como cocaína e crack)
  • obesidade
  • diabetes
  • problemas cardiovasculares
  • determinados medicamentos (que podem apresentar efeitos colaterais ligados à função sexual)
  • alguns procedimentos cirúrgicos, como a cirurgia da próstata ou da bexiga
  • anomalias físicas no órgão genital masculino

Confira abaixo com as causas físicas da disfunção erétil:

causas-fisiologicas-disfuncao-eretil-impotencia

Para grande parte dos profissionais de saúde, as causas psicológicas são as que mais influenciam quando surge algum problema de disfunção erétil, muito embora as causas físicas não devam ser desprezadas, uma vez que, nesse caso, é necessário buscar tratamento também para essas causas subjacentes.

Em grande parte dos casos, no entanto, a disfunção erétil pode ser uma combinação tanto de causas físicas quanto de causas psicológicas, exigindo maiores cuidados por parte do profissional de saúde.

Quando ocorre a condição de disfunção erétil, muitos homens imaginam que o único sinal do problema é a falta de ereção ou a dificuldade em mantê-la para conseguir uma relação sexual completamente satisfatória.

Evidentemente, o sintoma experimentado com mais facilidade é a incapacidade de obter ou de manter a ereção. Contudo, não é o único sinal. O homem deve estar atento à sua condição física, não ignorando qualquer alteração em suas funções sexuais, principalmente a partir da meia-idade.

Sintomas mais comuns da disfunção erétil (impotência sexual)

Entre os sintomas mais comuns da disfunção erétil, podemos destacar os seguintes:

Sintomas da Disfunção Erétil
  • Impossibilidade de conseguir uma ereção, com essa ocorrência estando presente em pelo menos 25% das tentativas de relações sexuais;
  • Ejaculação precoce, quando o homem atinge o orgasmo mais rapidamente do que o habitual, ou quando chega ao orgasmo mesmo sem uma ereção completa;
  • Sentir menos ereçõesespontâneas pela manhã;
  • Quando o homem precisa de maior concentração para manter a ereção durante toda a relação sexual;
  • Quando o homem sente dificuldade em conseguir a ereção em determinadas posições que antes eram comuns;
  • Quando o homem sente redução no tamanho do pênis ou na sua rigidez;
  • Em momentos em que sente simplesmente incapacidade de conseguir ou de manter a ereção;
  • Quando percebe redução nos pelos corporais;
  • Quando sente atrofia ou ausência dos testículos;
  • Em casos de deformação acentuada do pênis;
  • Em homens que são portadores de uma doença vascular periférica;
  • Em homens portadores de neuropatias, ou seja, algum distúrbio das funções do sistema nervoso.

É importante destacar ainda que apenas o envelhecimento não é um motivo para justificar a disfunção erétil. O homem precisa sempre estar atento às suas condições de saúde ou a qualquer sinal que possa estar conectado à condição da disfunção em qualquer idade a partir do início da vida sexual ativa.

Prevenção da disfunção erétil (impotência sexual)

A prevenção da disfunção erétil vai depender também de cada homem e das suas próprias condições físicas, além, é claro de sua educação sexual na família ou na escola. A educação sexual garante que ele tenha autoconfiança e autoestima em níveis elevados, combatendo, em primeiro lugar, os preconceitos e tabus, além de ideias erradas sobre a sexualidade.

A prevenção da disfunção erétil de causas físicas pode ser feita através da adoção de hábitos de vida mais saudáveis, como os descritos abaixo:

  • Fazer exercícios físicos regulares
  • Ter uma alimentação balanceada
  • Evitar o consumo exagerado de bebidas alcoólicas
  • Evitar o tabaco
  • Combater o estresse da vida diária

Para homens que apresentem qualquer condição relacionada à disfunção erétil, como doença cardiovascular ou diabetes, o melhor é tratar diretamente essas doenças e observar se possuem alguma influência na performance sexual.

Outra forma de prevenção da impotência sexual é ter um acompanhamento psicológico, além de diálogos abertos com pessoas com quem o homem se sinta à vontade.

Tratamentos da disfunção erétil (impotência sexual)

A medicina oferece diversos tipos de tratamento para ajudar o homem que apresenta problemas de disfunção erétil. Em casos de disfunção erétil por causas psicológicas, o homem pode dispor de psicoterapias com profissionais capacitados para essa atividade, por exemplo.

Contudo, se as causas forem físicas, existem tratamentos disponíveis com medicamentos, procedimentos cirúrgicos (que, no entanto, podem ser mais dolorosos e deixar marcas físicas, como cicatrizes) ou ainda tratamentos alternativos.

Medicamentos de prescrição

O tratamento com medicamentos para a disfunção erétil vem se tornando a melhor forma de tratar o problema para a maior parte dos homens. Os medicamentos, conhecidos como inibidores da PDE-5, mostram-se eficazes para a maior parte dos homens com disfunção, podendo ser aplicados em tratamento de curto ou de longo prazo.

A função desses medicamentos inibidores da PDE-5 é de dilatar os vasos sanguíneos, possibilitando que maior quantidade de sangue circule nos tecidos do pênis, tornando mais fácil a obtenção da ereção.

Os principais medicamentos indicados para o tratamento da disfunção erétil são o Viagra, Cialis, Levitra, Cialis Diário e Levitra Orodispersível (ou Levitra OD).

Com relação ao Levitra Orodispersível, trata-se de um medicamento solúvel, que pode ser tomado sem água quando necessário, enquanto que o Cialis Diário consiste em uma dose diária mais baixa, sendo indicado para o tratamento contínuo da disfunção erétil.

É preciso destacar que todos esses medicamentos são de prescrição, ou seja, é necessário que o homem passe por uma consulta médica, já que podem apresentar efeitos colaterais adversos. A melhor indicação deve ser a prescrita pelo médico, depois de uma análise clínica mais apurada.

Veja abaixo os medicamentos mais indicados para disfunção erétil:

Viagra (Sildenafila)
Sildenafil
Ação: 30-60 min
Duracão: até 5 horas
Dosagens: 25mg, 50mg, 100mg
Mais sobre Viagra (Sildenafila)
Cialis (Tadalafila)
Cialis Packung und Tabletten
Ação: 30-60 min
Duracão: até 36 horas
Dosagens: 10mg, 20mg
Mais sobre Cialis (Tadalafila)
Levitra (Vardenafila)
Levitra Packung und Tabletten
Ação: 30 min
Duracão: até 5 horas
Dosagens: 5mg, 10mg, 20mg
Mais sobre Levitra (Vardenafila)
Spedra (Stendra)
Spedra
Ação : 15 min
Duracão: até 6 horas
Dosagens: 50mg, 100mg, 200mg
Mais sobre Spedra (Stendra)

Como posso comprar estes tratamentos?

O paciente com disfunção erétil pode encontrar os medicamentos indicados em qualquer farmácia física, havendo, contudo, a necessidade de ter uma receita médica. No entanto, se sentir-se incomodado com uma consulta pessoal com um médico, poderá fazer sua consulta online na euroClinix, fazendo o pedido e recebendo o medicamento em sua própria casa, em embalagem discreta e sem menção ao conteúdo.

A euroClinix dispõe de um serviço bastante seguro e discreto, principalmente para pacientes que não se sentem à vontade para uma consulta pessoal com o médico, podendo ter sua condição física avaliada por um médico de nossa equipe, que poderá administrar o tratamento mais adequado.

Estes tratamentos resolvem mesmo a condição?

Os médicos urologistas, especializados em tratamento de disfunção erétil, afirmam que os tratamentos disponíveis atualmente no mercado farmacêutico não devem ser considerados como uma cura ou solução permanente para o problema.

Esses tratamentos devem ser considerados mais como uma ajuda, tendo o objetivo de melhorar a vida dos pacientes com disfunção erétil, uma vez que, até o momento, a medicina não encontrou uma cura definitiva para essa condição.

Como cada homem apresenta uma condição diferente, o diagnóstico também é bastante variável. Assim, cada pessoa poderá reagir de uma forma diferente aos diversos tratamentos existentes para a disfunção erétil.

Caso o homem opte por fazer uma consulta online, adquirindo o seu tratamento através da euroClinix, é importante, dessa forma, que responda o questionário da consulta com toda a sinceridade, não omitindo qualquer informação solicitada. Isso porque é através de suas respostas que o médico poderá avaliar se o seu pedido de determinado medicamento é pertinente, ou se é necessário indicar outro tipo de produto ou de tratamento.

Tratamentos alternativos para a disfunção erétil

Entre os tratamentos alternativos para a disfunção erétil podemos destacar:

Cirurgia e outros procedimentos médicos

A cirurgia peniana é um dos tratamentos menos aplicados em casos de disfunção erétil, principalmente por serem mais dispendiosos e por estarem associados a riscos mais elevados para o paciente.

A cirurgia mais comum consiste na inserção de hastes ao longo do músculo peniano. Para isso, existem diferentes tipos de hastes. As hastes podem ser levantadas no momento da penetração, ou podem ser usadas hastes infláveis, mais sofisticadas, existentes no mercado.

Outro tipo de tratamento pode ser feito com a terapia de injeção intracavernosa, que pode ser administrada pelo próprio paciente em sua própria casa. A terapia exige a injeção de Alprostadil nos tecidos do pênis, permitindo que os vasos sanguíneos levem mais sangue para os corpos cavernosos do pênis. O Alprostadil pode também ser inserido na uretra sob a forma de uma pequena esfera, que oferece efeitos diretos sobre os tecidos do pênis, atendendo algumas condições físicas que não permitem o uso de inibidores da PDE-5.

Aconselhamento

Em situações em que a disfunção erétil seja resultado de condições psicológicas, que são bastante comuns, o paciente deve conversar com seu médico e com sua parceira ou seu parceiro sobre o assunto. Caso a impotência seja resultado de problemas emocionais ou de estresse, pode considerar o aconselhamento ou psicoterapia.

Esse tipo de terapia pode ser bastante eficaz para encontrar as causas psicológicas que estão promovendo a disfunção erétil. Se a ansiedade e o estresse se mostrarem como promotores do problema, o terapeuta poderá encontrar formas de relaxamento para que o paciente possa readquirir autoconfiança e manter novamente relações sexuais normais.

"Existem casos em que a disfunção erétil pode acontecer em razão de problemas de relacionamento e, nessas situações, buscar terapia ou aconselhamento matrimonial pode ajudar o casal a melhorar a comunicação e reduzir as possíveis tensões. Além disso, o terapeuta também pode recomendar exercícios que ajudem a relaxar e a estimular o casal antes das relações sexuais, melhorando sua confiança sexual e intimidade."

Ajuda mecânica para conseguir a ereção

A ajuda de equipamentos mecânicos pode trazer ao homem uma solução temporária para o problema de disfunção sexual. No entanto, esse tipo de tratamento vem se tornando menos popular, desde a introdução da medicação oral na indústria farmacêutica.

As bombas penianas são um dos estimulantes sexuais disponíveis mais populares, funcionando com a criação de vácuo em torno do pênis, o que vai estimular a circulação sanguínea a ponto de haver pressão suficiente para que o homem tenha uma ereção sustentável.

Existem também os anéis penianos, que são úteis para conseguir obter a ereção e mantê-la. Os anéis podem ser usados inclusive depois da aplicação das bombas de vácuo.

Em pacientes com lesões na coluna, que estão impossibilitados de manter a ereção, existem vibradores que podem ser bastante úteis para aumentar a circulação sanguínea no pênis.

Alteração do estilo de vida

Para garantir um bom desempenho sexual, no entanto, o homem deve se prevenir desde cedo, quando entra na vida sexual ativa. Para isso, é necessário evitar excesso de bebidas e cigarro, além do uso de drogas ilícitas.

A saúde física é de extrema importância para manter a saúde sexual e a adoção de hábitos de vida saudáveis certamente poderão prevenir que o homem, ao chegar à meia idade, tenha qualquer problema de disfunção sexual.

Fontes:

Como Funciona
Escolha o Medicamento
Preencha o Formulário Médico
O médico emite a sua prescrição
Medicamento é enviado da farmácia
Entrega gratuita
Feedback

Seu feedback

Como você classificaria o nosso site?