Blog da euroClinix sobre sáude    Todos empenhados pela sua sáude

5 Efeitos secundários comuns da pílula

Postado a: Saúde Feminina 05 Mar, 2015

A pílula é o método contraceptivo de eleição da maioria das mulheres em idade fértil, por ser fácil de usar e não obrigar à interrupção da relação sexual para recorrer à contracepção. Tornou-se assim um método contraceptivo muito conveniente, estando particularmente indicada a mulheres numa relação estável e que possam prescindir do uso do preservativo, uma vez que a pílula não protege contra doenças sexualmente transmissíveis.

Quando tomada de forma correcta e sempre à mesma hora todos os dias, a taxa de eficácia da pílula é de 99%, o que significa que apenas uma mulher em 100 tem uma gravidez indesejada durante o primeiro ano de uso da pílula.

Podem distinguir-se dois tipos de pílulas, as pílulas combinadas, com estrogénio e progesterona, e as minipílulas apenas com progesterona. Apesar de a pílula ter na sua composição diferentes versões sintéticas das hormonas estrogénio e progesterona, para que se adapte da melhor forma a cada mulher, podem ocorrer alguns efeitos secundários enquanto recorre a este tipo de contraceptivo. Estes incluem:

  • Spotting: Cerca de 50% das mulheres que usam a pílula sofrem de spotting nos primeiro 3 meses. O spotting traduz-se por perdas de sangue entre menstruações e tende a desaparecer assim que o corpo se habitua à concentração hormonal da pílula. Apesar destas perdas de sangue, a pílula continua a ser eficaz desde que tomada correctamente.

  • Náuseas: Este sintoma também é mais comum durante os primeiros meses de toma e pode ser reduzido se optar por tomar a pílula com alimentos ou ao deitar.

  • Sensibilidade mamária: a pílula contraceptiva aumenta o tamanho dos seios e a sua sensibilidade, sendo esta particularmente notada nas primeiras semanas. Se sentir muito desconforto pode optar por um sutiã com maior apoio, bem como reduzir o consumo de sal e de cafeína pode ajudar a minimizar a sensibilidade.

  • Baixa libido: A pílula pode afectar o seu desejo sexual devido às hormonas presentes na sua composição. Porém, a baixa libido nem sempre é um efeito da pílula e pode estar relacionada com outros problemas como a depressão, o cansaço e o stress.

  • Ausência de menstruação: Por vezes, podem ocorrer ausências na menstruação, mesmo se tiver tomado a pílula tal como indicado e sempre à mesma hora. Isto pode dever-se a factores como stress, doença ou viagens que possam ter impacto no seu equilíbrio hormonal. Se não teve a última menstruação a tomar a pílula, faça um teste de gravidez antes de iniciar uma nova embalagem. Se as ausências de menstruação se repetirem, consulte o seu médico.

Os efeitos descritos acima tendem a desaparecer à medida que o seu corpo se adapta à concentração hormonal da pílula. Contudo, se sofrer efeitos como dor abdominal, dores de cabeça fortes, dores no peito e inchaço nas pernas, deve procurar ajuda médica imediatamente.

Insira o seu comentário
  • O seu nome:*
  • O seu email:
  • O seu comentário:*
Continue lendo
Descubra as categorias do Blog euroClinix
Discover more
Com a pandemia de gripe H1N1 no Brasil, afetando em maior proporção o... Continue lendo
O Brasil tem visto um salto repentino nos casos do vírus H1N1, popularmente... Continue lendo
Tamiflu, medicamento que combate o vírus influenza, também conhecido como... Continue lendo