Blog da euroClinix sobre sáude    Todos empenhados pela sua sáude

Abortos Espontâneos Evitados Com Alterações ao Estilo de Vida

Postado a: Saúde Feminina 24 Feb, 2014

O aborto espontâneo ocorre normalmente nas primeiras 12 semanas de gravidez e afecta cerca de 15% de todas as gravidezes, sendo frequentemente uma preocupação das mulheres e dos casais à espera do primeiro filho.

Segundo um estudo realizado recentemente na Dinamarca, onde foram analisadas mais de 91.427 gravidezes, entre os anos de 1996 e 2002, as alterações ao estilo de vida podem prevenir 25% dos abortos espontâneos ocorridos.

Alguns dos factores que influenciam o aborto espontâneo são o levantamento de pesos, nomeadamente superiores a 20Kg diariamente durante a gravidez, a obesidade ou o baixo peso e a idade, sendo as mulheres acima dos 30 anos mais afectadas. Factores como o consumo de álcool ou trabalhar por turnos durante a noite, tornam também esta condição mais frequente.

Perante estes dados, é importante adoptar algumas alterações ao estilo de vida, de forma a evitar estas causas desde o início da gravidez.

Que alterações devem ser adoptadas?

Durante a gravidez, é importante que o bebé em desenvolvimento receba todos os nutrientes que necessita, devendo ser evitado o consumo de álcool e o tabagismo, sob o perigo de estas substâncias nocivas serem transmitidas ao bebé e afectarem o seu desenvolvimento.

Apesar de os desejos durante a gravidez poderem levar a melhor, é importante manter uma alimentação equilibrada e saudável tanto para a mãe como para o bebé. Deve dar-se preferência a alimentos não processados, ricos em vitaminas e minerais, evitando-se o excesso de sal e açúcar. Apesar de a quantidade de alimentos ingeridos ser superior durante a gestação, a ideia de que a mulher deve comer por dois deve ser descartada, sendo o mais importante optar por uma alimentação variada e com todos os nutrientes.

Para além de todos os nutrientes essenciais, o ómega-3 tem revelado um papel importante no desenvolvimento inicial do cérebro e da função cognitiva, tendo sido também provados os seus efeitos anti-inflamatórios no sistema imunitário imaturo do embrião. Os principais alimentos ricos em ómega-3 são o abacate, o atum, o salmão e os frutos secos.

Outro factor frequentemente descurado pela maioria da população adulta é o descanso. Durante a gravidez é importante que a mulher mantenha uma rotina de sono e um bom equilíbrio entre a vida activa e o descanso. Deve, assim, deitar-se cedo e assegura-se que dorme pelo menos 8 horas por dia. Da mesma forma, uma rotina de exercício leve a moderado, ajuda a manter o corpo activo e a estabelecer um bom fluxo sanguíneo por todo o organismo, incluindo o útero e os outros órgãos de suporte ao bebé em desenvolvimento.

Insira o seu comentário
  • O seu nome:*
  • O seu email:
  • O seu comentário:*
Continue lendo
Descubra as categorias do Blog euroClinix
Discover more
Com a pandemia de gripe H1N1 no Brasil, afetando em maior proporção o... Continue lendo
O Brasil tem visto um salto repentino nos casos do vírus H1N1, popularmente... Continue lendo
Tamiflu, medicamento que combate o vírus influenza, também conhecido como... Continue lendo