Blog da euroClinix sobre sáude    Todos empenhados pela sua sáude

Amamentação: Benefícios para a saúde da mulher

Postado a: Saúde Feminina 07 Dec, 2015

A amamentação é a melhor forma de alimentar o recém nascido, sendo por isso encorajada pelos médicos. O leite materno contém todos os nutrientes de que o bebé precisa, adapta o seu conteúdo ao desenvolvimento do sistema digestivo do recém nascido, e contribui ainda para fortalecer a ligação emocional entre mãe e filho.

No entanto, para além dos benefícios óbvios que traz para o bebé, a amamentação pode ser também importante para a saúde e bem estar da mulher.

Recuperação do peso

A produção de leite exige não só um desvio dos nutrientes que a mãe consome para a glândula mamária, mas também um gasto de energia para a sua manutenção e funcionamento. Assim, a amamentação aumenta o gasto calórico do organismo da mulher, permitindo que perca peso mais rápido.

Redução do risco de hemorragia uterina

O ato de amamentar estimula a libertação de oxitocina, que é responsável pela libertação do leite. Esta hormona auxilia também o útero a retomar ao seu tamanho inicial, reduzindo assim o sangramento uterino pós-parto.

Redução do risco de anemia

A mulher que amamenta perde a menstruação até deixar de o fazer. Uma vez que a hemorragia menstrual provoca uma perda de ferro superior àquela que é desviada para o leite na amamentação, isso poderá ser vantajoso para reduzir o risco de anemia pós-parto.

Contraceção natural

Até 6 meses após o parto, e enquanto a amamentação se mantiver, não há possibilidade de ocorrer gravidez em 98 a 99% das mulheres. Este mecanismo biológico permite que o recém nascido tire o melhor proveito do leite da mãe, e uma recuperação completa da mesma. Assim, a amamentação pode funcionar igualmente como método anticoncepcional natural, já que uma mulher que tenha dado à luz e não amamente poderá engravidar ao fim de quatro semanas.

Redução do risco de diabetes pós gestacional

A diabetes gestacional é uma situação intolerância à insulina transitória, e que se tende a resolver algum tempo após o parto. No entanto, sabe-se que as mulheres que sofrem de diabetes gestacional têm um maior risco de desenvolver a doença de forma definitiva. Assim, e para estas mulheres com um risco aumentado, também a amamentação poderá ser útil já que os níveis de açúcar no sangue são diminuídos.

Redução do risco de desenvolvimento de várias doenças

Alguns estudos indicam que a amamentação reduz o risco de vir a desenvolver cancro da mama e dos ovários. Além disso, pensa-se que poderá afetar também a saúde óssea reduzindo também o risco de osteoporose, que é particularmente comum nas mulheres.

Insira o seu comentário
  • O seu nome:*
  • O seu email:
  • O seu comentário:*
Continue lendo
Descubra as categorias do Blog euroClinix
Discover more
Com a pandemia de gripe H1N1 no Brasil, afetando em maior proporção o... Continue lendo
O Brasil tem visto um salto repentino nos casos do vírus H1N1, popularmente... Continue lendo
Tamiflu, medicamento que combate o vírus influenza, também conhecido como... Continue lendo