Blog da euroClinix sobre sáude    Todos empenhados pela sua sáude

Orgasmo Feminino: Qual o seu papel na sexualidade da mulher?

Postado a: Saúde Feminina 22 Apr, 2014

A modernização da sexualidade permite a discussão de vários assuntos que se relacionam com este tema e o orgasmo é um deles. Apesar de a maioria das mulheres saber o que é o orgasmo e de já o terem conseguido atingir, a verdade é que cerca de 10% das mulheres nunca experienciou um orgasmo, quer seja com um/uma parceiro(a) ou através da masturbação, desconhecendo o impacto que este tem nas suas vidas.

Segundo os especialistas, para algumas mulheres, conseguir um orgasmo exige alguma aprendizagem, sobretudo ao nível do equilíbrio entre a tensão e o relaxamento, durante a masturbação e sobretudo aquando das relações sexuais. Este equilíbrio proporcionará à mulher uma maior facilidade em conseguir atingir o orgasmo, o que por sua vez melhorará a qualidade da sua vida sexual.

Por onde começar?

Antes de tudo, é importante conhecer que a excitação sexual e todo o processo que leva ao orgasmo tem início no cérebro. É neste órgão que são recepcionados e processados os estímulos de diferentes partes do corpo, motivo pelo qual este tem um forte impacto na capacidade de orgasmo da mulher. Apesar de o orgasmo feminino poder ser obtido por diversas vias: clítoris, vagina, estimulação anal ou mamária, raramente é conseguido a menos que a mulher relaxe e consiga responder à estimulação, sendo que estas áreas erógenas também se podem alterar ao longo da vida e consequentemente a via para o orgasmo. Este conceito não deve porém ser confundido com inércia, está comprovado que é necessária alguma tensão muscular, principalmente nos músculos da pélvis, para que a quantidade de sangue necessária flua para a zona genital e o orgasmo se desencadeie.

O relaxamento é assim a grande chave para o orgasmo nas mulheres, principalmente por este ter uma componente mais emocional que nos homens. O pensamento positivo durante as relações sexuais pode fazer milagres, pelo que acreditar que consegue chegar ao orgasmo e captar a máxima estimulação durante o sexo é um começo que tem tudo para dar certo.

Condições que afectam a capacidade de orgasmo

A dificuldade em conseguir um orgasmo está contemplada na disfunção sexual feminina. Para além da componente psicológica, que se pode relacionar com traumas, historial de más relações, depressão, ansiedade ou outras desordens psiquiátricas, a dificuldade em conseguir um orgasmo pode estar relacionada com a falta de estimulação sexual ou até com a toma de certos medicamentos como a pílula contraceptiva, β-bloqueadores e antidepressivos. É importante perceber as causas que podem levar à dificuldade em conseguir um orgasmo e tentar ultrapassá-las.

O orgasmo é algo muito importante para a mulher e para o seu relacionamento com o parceiro, pelo que os problemas na sua obtenção podem causar baixa autoestima e ansiedade relativamente à sua prestação sexual. Devido à componente psicológica do orgasmo feminino, este leva sensivelmente mais tempo a atingir do que o orgasmo masculino, sendo que a grande maioria das mulheres apenas consegue o orgasmo 20 minutos após a estimulação. Investir nos preliminares pode ser uma solução para atingir a estimulação suficiente que possa desencadear o orgasmo.

Insira o seu comentário
  • O seu nome:*
  • O seu email:
  • O seu comentário:*
Continue lendo
Descubra as categorias do Blog euroClinix
Discover more
Com a pandemia de gripe H1N1 no Brasil, afetando em maior proporção o... Continue lendo
O Brasil tem visto um salto repentino nos casos do vírus H1N1, popularmente... Continue lendo
Tamiflu, medicamento que combate o vírus influenza, também conhecido como... Continue lendo