Blog da euroClinix sobre sáude    Todos empenhados pela sua sáude

Como controlar a dor da zona? (Herpes zóster)

Postado a: Saúde Geral 06 Oct, 2015

A zona (herpes zóster) trata-se de uma reativação do vírus da varicela, que após a doença permanece no organismo em estado latente. Esta reativação pode ocorrer sobretudo depois dos 50 anos, e é geralmente associada a uma maior debilidade do sistema imunitário ou a períodos de maior stress emocional.

É uma infeção particularmente dolorosa e incomodativa, sendo que em alguns casos a dor se pode prolongar para além do tempo de resolução das bolhas. Este prolongamento da dor é designado por nevralgia pós-herpética, e afeta sobretudo os idosos.

No entanto, existem fármacos que podem ajudar no alívio da dor e podem melhorar a qualidade de vida dos doentes.

Antivíricos

Atualmente estão disponíveis 3 antivíricos para o tratamento da zona, que são o aciclovir, o valaciclovir, e o famciclovir. São indicados para o tratamento da doença, atuando diretamente sobre o vírus, de forma a que este não se reproduza tão extensamente. No entanto, estes fármacos não são capazes de eliminar definitivamente o vírus do organismo, o que na maioria das vezes não é problemático tendo em conta que a taxa de recidiva da infeção ronda os 4%.

Para além de reduzirem a duração da infeção, sobretudo quando tomados nos primeiros 3 dias após a manifestação dos sintomas, estes fármacos podem acelerar a cicatrização e diminuir a intensidade da dor.

Anti-inflamatórios

Têm como mecanismo de ação a atenuação da reação inflamatória despoletada pelo sistema imunitário, que é também responsável pela sensação de dor. Inibem uma enzima responsável pela produção de moléculas pró-inflamatórias que por sua vez estimulam os nervos da dor. Assim, os anti-inflamatórios reduzem esta sensação por algum tempo.

Quando tomados por via oral estes fármacos podem demorar uns minutos a atuar, sendo que dependendo do fármaco em questão e da dose administrada, o seu efeito poderá durar entre 4-8 horas.

Paracetamol

Embora seja associado aos anti-inflamatórios, o mecanismo de ação deste fármaco permanece desconhecido. No entanto, sabe-se que a sua ação é unicamente analgésica, sendo usado no alívio das dores provocadas por esta infeção.

Anestésicos locais

Podem igualmente ser usados anestésicos locais, com o objetivo de alívio rápido da dor. Atuam nas extremidades dos nervos sensitivos dessensibilizando-os, o que reduz a sensação de dor. É exemplo disso a lidocaína, que pode ser encontrada sobre a forma de emplastro, gel ou creme.

O efeito destes medicamentos tem uma duração relativamente curta e geralmente inferior à dos anti-inflamatórios.

Opióides

Em situações mais graves, e quando a dor é insuportável, pode recorrer-se a esta classe de fármacos. Neste caso, o fármaco mais utilizado para o tratamento da zona é o tramadol, podendo recorrer-se à morfina em casos excecionais. Estes fármacos são muito eficazes no combate à dor e têm um início de ação muito rápido, o que justifica o seu potencial para causar dependência.

Insira o seu comentário
  • O seu nome:*
  • O seu email:
  • O seu comentário:*
Continue lendo
Descubra as categorias do Blog euroClinix
Discover more
Com a pandemia de gripe H1N1 no Brasil, afetando em maior proporção o... Continue lendo
O Brasil tem visto um salto repentino nos casos do vírus H1N1, popularmente... Continue lendo
Tamiflu, medicamento que combate o vírus influenza, também conhecido como... Continue lendo