Blog da euroClinix sobre sáude    Todos empenhados pela sua sáude

Que perigos podem trazer as carraças?

Postado a: Saúde Geral 17 Apr, 2015

As carraças são semelhantes aos insectos e às aranhas, porém, não pertencem a nenhuma destas classes. As carraças são artrópodes invertebrados com pernas, que pertencem à classe dos aracnídeos e das térmitas e se alimentam exclusivamente do sangue de outras criaturas.

Existem dois tipos de carraças, as carraças duras e as carraças moles, sendo que a principal diferença é a proteção que as carraças duras têm, que limita a sua ingestão de sangue. Pelo contrário, as carraças moles podem alimentar-se mais rapidamente, não tendo nenhuma proteção a restringi-las.

Algumas carraças alimentam-se do sangue de um animal em particular, enquanto outras são menos selectivas e se alimentam de qualquer animal. O hospedeiro é localizado pelo seu odor, calor corporal e vibrações. Apesar de as carraças não saltarem, conseguem deslocar-se para o hospedeiro quando este se desloca por campos relvados ou arbustos, inserindo o seu tubo para alimentação na pele. O tempo que a carraça permanece agarrada ao hospedeiro varia de carraça para carraça, podendo decorrer vários dias até que a carraça se encontre completamente cheia.

Doença de Lyme – o principal perigo

As carraças podem ser difíceis de notar, a menos que ande activamente à sua procura. Para além de serem pequenas, injectam uma substância com propriedades anestésicas no local da picada, impedindo muitas vezes que o hospedeiro note a sua presença.

Contudo, o desconforto da picada é o menor dos perigos das carraças, sendo que o principal é a quantidade de patogéneos que estas transportam. As carraças podem causar doença de Lyme, uma infecção causada pela bactéria Borella que se caracteriza por febre, fadiga e dores de cabeça. Se deixada por tratar, a doença de Lyme pode afectar o coração, as articulações e o sistema nervoso. O tratamento pode ser feito com antibióticos como a doxiciclina e a amoxicilina, principalmente nas fases iniciais da doença.

Para que as carraças possam causar a doença, precisam de se encontrar agarradas ao hospedeiro durante 36-48 horas para que as bactérias possam ser transmitidas. Para prevenir a doença de Lyme, é importante que inspecione o seu corpo após as saídas de campo, para verificar a presença de carraças e evitar que estas permaneçam agarradas à sua pele. As carraças são mais activas durantes os meses de Verão, entre Abril e Setembro.

Insira o seu comentário
  • O seu nome:*
  • O seu email:
  • O seu comentário:*
Continue lendo
Descubra as categorias do Blog euroClinix
Discover more
Com a pandemia de gripe H1N1 no Brasil, afetando em maior proporção o... Continue lendo
O Brasil tem visto um salto repentino nos casos do vírus H1N1, popularmente... Continue lendo
Tamiflu, medicamento que combate o vírus influenza, também conhecido como... Continue lendo