Blog da euroClinix sobre sáude    Todos empenhados pela sua sáude

Ser vegan combate a obesidade e protege o ambiente

Postado a: Saúde Geral 02 Mar, 2015

Um estudo realizado pela ONG "Physicians Comitee for Responsible Medicine" afirma que uma dieta de 18 semanas com base em alimentos de origem vegetal, pode aumentar a produtividade e reduzir a ansiedade, a depressão e a fadiga, tendo tido como participantes empregados da companhia de seguros GEICO, com diabetes tipo 2 e com um Índice de Massa Corporal igual ou superior a 25.

Ao substituir as refeições do refeitório por sandes de húmus, saladas, chili de feijão preto e vários vegetais e fruta, os investigadores conseguiram estabelecer uma dieta baixa em gordura e açúcares e rica em fibra. Para além desta alteração na dieta, foram também introduzidas sessões de esclarecimento sobre a preparação destas e de outras refeições vegans.

Quais os benefícios de uma dieta vegan?

Para além dos efeitos na ansiedade, depressão e fadiga, a dieta vegan contribui para a perda de peso, para a redução das LDL (mau colesterol) no sangue e para um melhor controlo da glicémia. O estado de espírito e humor também beneficiam uma vez que alimentos presentes nesta dieta como o arroz integral e a aveia, ajudam a regular os níveis da substância química serotonina, responsável por controlar o humor.

Qual o primeiro passo?

Comece por comer mais fruta, vegetais, leguminosas, cereais integrais ou sementes ao mesmo tempo que reduz o aporte de produtos animais na sua dieta: carne, ovos, leite e derivados. Cabe-lhe a si decidir se que ter uma alimentação completamente vegetal ou se quer continuar a comer alimentos de origem animal. Algumas pessoas optam por reduzir as porções de carne e peixe, enquanto que outras os eliminam por completo.

Deve ter em atenção que no caso de eliminar por completo produtos animais da sua dieta, deve recorrer a suplementos de vitamina B12. Consulte o seu médico ou nutricionista para monitorizar a sua saúde e para que lhe sejam recomendados os devidos suplementos. Assim será mais fácil seguir uma dieta equilibrada mesmo tendo por base apenas produtos vegetais.

Mesmo que consuma carne ou peixe durante as refeições, limite as suas porções. A porção de carne ou peixe deve ser inferior a ¼ do prato, enquanto que os vegetais e fruta devem corresponder a 2/4. O restante ¼ deve ser preenchido por cereais integrais.

Como é que comer mais vegetais protege o ambiente?

Uma dieta sustentável e rica em vegetais, fruta, cereais integrais, leguminosas, sementes e frutos secos, tem um impacto ambiental mais reduzido do que uma dieta rica em proteína animal.

A emissão de gases com efeito de estufa nas dietas vegan, vegetariana e mediterrânica é menor, o que as torna mais mais amigas do ambiente, uma vez que a criação de gado está associada a gastos energéticos e de água elevados, para além de aumentar as emissões de gases nocivos.

Insira o seu comentário
  • O seu nome:*
  • O seu email:
  • O seu comentário:*
Continue lendo
Descubra as categorias do Blog euroClinix
Discover more
Com a pandemia de gripe H1N1 no Brasil, afetando em maior proporção o... Continue lendo
O Brasil tem visto um salto repentino nos casos do vírus H1N1, popularmente... Continue lendo
Tamiflu, medicamento que combate o vírus influenza, também conhecido como... Continue lendo