Criação do Cialis

A companhia farmacêutica Eli Lilly (frequentemente chamada apenas de Lilly) é uma empresa estadunidense criada há 136 anos na capital do estado de Indiana pelo Coronel Eli Lilly – veterano da guerra civil dos EUA que percebeu, em seus anos de combate, que as medicações utilizadas na época não eram devidamente eficazes e não passavam pelo rigor científico necessário para assegurar um bom funcionamento, segurança e qualidade.

Desde sua gênese, portanto, a empresa teve o compromisso de produzir apenas fármacos aprovados por médicos e cientistas em testes rigorosos de qualidade. Nos primeiros anos da companhia, a Lilly se dedicou especialmente em estudar as medicações já disponíveis na época, mas, em pouco tempo, passou a trabalhar em fármacos originais.

Revelando-se, dede o início, enquanto empresa de vanguarda, a Lilly logo se transformou em protagonista na indústria farmacêutica lançando a primeira insulina comercial em 1923 e tendo sido a primeira a produzir penicilina em larga escala 20 anos mais tarde. Além disso, a empresa foi responsável pelo desenvolvimento da primeira vacina contra poliomielite e dos primeiro antibiótico do grupo das eritomicinas e cefalosporinas.

Com este histórico, não é de surpreender que a empresa tenha revolucionado o mercado mais uma vez ao lançar uma das melhores drogas para o tratamento de disfunção erétil em 2003.

Como e quando o Cialis foi criado

Em 1993 a farmacêutica estadunidense Icos começou uma série de estudos sobre uma substancia inibidora da enzima PDE5 conhecida então como IC351. Curiosamente, o elemento não estava sendo testado para a disfunção erétil – esta propriedade só seria descoberta anos mais tarde como um efeito colateral da substância.

A companhia registrou a patente para a IC351 em 1994 e iniciou os testes clínicos em 1995. Foi apenas em 1997, no entanto, que começou a testar a substância em pacientes com disfunção erétil. No ano seguinte, a Icos e a Eli Lilly se juntaram com o propósito de comercializar o fármaco para tratamento de disfunção sexual. Em 2000, a Lilly renomeou o composto para Cialis e submeteu o medicamento à agência reguladora FDA como fármaco para tratamento de disfunção erétil.

Dois anos mais tarde, o laboratório apresentou suas novas descobertas na 97ª reunião anual da American Urological Association, na Flórida. Eles mostraram que, ao contrário do concorrente, o Viagra, cujo efeito durava apenas 4 horas, o Cialis permanecia no organismo e atuava por até 36 horas – o que provavelmente seria mais atrativo para a maioria dos pacientes.

Naquele mesmo ano o Cialis foi aprovado para uso na Europa, e, um ano mais tarde, nos Estados Unidos. Em pouco tempo ele passou a ser preferido a outras medicações de ação semelhante justamente por poder ser usado consideravelmente antes da relação sexual – inclusive, no dia anterior – o que dá ao usuário maior liberdade e espontaneidade, especialmente quando este não possui uma parceira/o fixa/o.

O Cialis é comercializado na dose de 2.5mg, 5mg, 10mg e 20mg de acordo com o grau da disfunção do paciente, mas a dose de 10mg é a mais comumente receitada. Ele é um medicamento vendido preferencialmente sob prescrição médica, sem a necessidade de retenção de receita. O remédio tem como princípio ativo o tadalafil e age como vasodilatador aumentando a circulação e o volume de sangue na região genital através do bloqueio da ação da enzima PDE5, que pode impedir a ereção ou torná-la mais difícil de manter.

Como identificar o Cialis original da Lilly

Existem vários detalhes que devem ser observados na hora de identificar se o Cialis que comprado é original, ou se é uma falsificação. O primeiro indicador é a cor da pílula: o Cialis original é laranja escuro, enquanto versões genéricas e falsificações apresentam cor mais clara ou até mesmo branca.

O formato da pílula também é importante: o Cialis tem forma de amêndoa. Ele não é vendido em versão de cápsula, sublingual ou líquida. Se ele tiver qualquer outro formato também é uma falsificação.

A pílula do Cialis original tem um letra C impressa junto ao número da dosagem (2.5mg, 5 mg, 10 mg ou 20 mg).

Não compre Cialis de pessoas ou farmácias que prometerem um efeito mais duradouro do que 36 horas, efeito mais rápido, ou dosagem maior que 20mg. Desconfie preços muito inferiores à média do mercado.

Onde comprar o Cialis original

O Cialis pode ser adquirido hoje em qualquer farmácia física ou pela internet. No entanto, é necessário obter uma prescrição médica. É preciso ser criterioso na hora de escolher onde comprar a medicação.

Existem muitos casos de falsificação de comprimidos com composições adulteradas bem como casos de comprimidos que não possuem qualquer substância ativa. Estas versões, é claro, são vendidas a preços muito inferiores ao do produto original, mas este é um daqueles casos em que o barato pode sair muito caro.

Se você deseja adquirir o Cialis original, prefira comprar em farmácias ou sites de redes conhecidas e confiáveis. Remédios falsos ou adulterados podem ser muito danosos para a saúde.

Saiba mais sobre o Cialis

Fonte:
Uncomo: The history of Cialis | Lilly: Sobre a Lilly | Medicinanet: Cialis

Como funciona
Passo 1 - Escolha o medicamento
Passo 2 - Preencha o formulário médico
Passo 3 - O médico analisa os seus detalhes e emite a sua prescrição
Passo 4 - O seu medicamento será enviado no mesmo dia ou no dia seguinte
Entrega gratuita