Viagra vs Levitra - diferenças e similaridades

A disfunção erétil ou impotência sexual é uma condição de saúde temida por muitos homens – consiste na dificuldade ou incapacidade de obter e/ou manter uma ereção.

Este problema afeta quase todos os homens em idade reprodutiva em algum momento da vida. Pode ser episódica, ou recorrente – caso este em que se recomenda acompanhamento médico e o uso de fármacos.

Hoje em dia existe uma variedade muito maior de medicações para disfunção erétil no mercado do que no passado – até 2003, o único medicamento disponível para o tratamento desta condição era o Viagra. Desde então surgiram vários fármacos concorrentes com eficácia similar e princípios ativos distintos, o que tornou a decisão sobre qual medicamento tomar um pouco mais difícil.

No presente artigo vamos comparar duas das medicações para disfunção erétil mais eficazes do mercado atual: o Viagra e o Levitra.

Viagra Levitra

Principais Similaridades

De forma geral o Viagra e o Levitra possuem mais semelhanças que diferenças. As similaridades vão desde a forma como atuam no organismo, como são tomados, a duração do efeito até suas advertências. Vamos analisar cada uma delas e comparar estes tratamentos de impotência.

Como funcionam

O Viagra e o Levitra são duas medicações muito populares para o tratamento de disfunção erétil. Embora os dois tenham princípios ativos diferentes, eles atuam de maneira muito semelhante já que ambos são vasodilatadores e inibidores da enzima PDE5.

Depois de ingeridos, ambos os remédios passam a agir em poucos minutos dilatando os vasos sanguíneos da região genital e facilitando o fluxo de sangue para o pênis – processo responsável pela ereção.

Grupos de Risco e Contra-indicações

As precauções a tomar quando inicia um tratamento para impotência são geralmente semelhantes.

A seguinte tabela informa sobre as contra-indicações e Grupos de Risco de Viagra e Levitra:

Grupos de Risco (tomar com precaução): Contra-indicações(não tomar):
  • Idosos
  • Homens com Ligeira diminuição da capacidade hepática
  • Homens com Ligeiro/moderado Compromisso renal
  • Homens que sofrem de doenças cardio-vasculares
  • Homens com deformidades anatómicas do pénis(ex: Peyronie)
  • Homens com uma úlcera péptica activa
  • Homens com hemofília (ou outra alteração do sangramento)
  • Mulheres e menores de 18
  • Ataque de coração, AVC ou derrame cerebral recentes
  • Tensão arterial baixa (hipotensão)
  • Toma de Nitratos (doses altas)
  • Compromisso Hepático ou Renal grave
  • Problemas oftalmológicos graves
  • Alergia a qualquer um dos princípios activos do medicamento

Efeitos secundários

Abaixo indicamos a lista dos Efeitos Secundários de Viagra e Levitra. Em tabela os mais comuns ( menos de 10% dos pacientes) e após uma ligeira descrição dos mais raros e muito raros.

Efeitos Secundários Muito Comuns e Comuns
  • Dor de Cabeça(Cefaleia)
  • Rubor Facial
  • Rinite(congestão nasal)
  • indesposição
  • Tonturas
  • Ligeira alteração na visão(hipersensibilidade à luz)
  • Palpição

Em relação aos efeitos secundários mais raros do Viagra e os efeitos secundários mais raros do Levitra, as semelhanças mantêm-se quase na totalidade. Listamos estes efeitos que acontecem a menos de 1% dos usuários:

Semelhantes:

  • Alterações acentuadas na tensão arterial e desmaio

Diferentes:

  • Levitra - Glaucoma e angina.
  • Viagra - Perda de audição, Hemorragia nasal, AVC, Ataque Cardíaco

Principais Diferenças

De forma geral os dois fármacos são muito semelhantes, no entanto, existem pequenas diferenças desde a sua aparência ou dosagem. Vamos analisar mais detalhadamente:

Quando foram lançados e quem os comercializa

O Viagra foi lançado no longínquo ano de 1998 pela farmacêutica Pfeizer. Obteu autorização e estatudo pela Food and Drug Administration Americana (FDA) como medicamento eficaz para tratamento da disfunção erétil. Desde então já ajudou centenas de milhões de homens com esta condição constrangedora.

O Levitra é comercializado pelo complexo farmacêutico alemão Bayer. Foi lançado em 17 de Março de 2013 depois de obtida a devida autorização por parte da Agência Europeia de Medicamentos. Mais tarde começou a ser distribuído no continente Americano. Na altura foi o terceiro medicamento contra impotência lançado no mercado, além do Viagra e Cialis.

Dosagens disponíveis

O Viagra existe nas doses de 25mg, 50mg e 100mg.

O Levitra está disponível nas doses de 5mg, 10mg e 20mg.

Se não tem qualquer problema de saúde, a recomendação usual é que comece com a dose média. Pode depois ajustar conforme necessidade. A qualquer momento que sofra com efeitos secundários severos, deve diminuir a dose e procurar aconselhamento médico.

No caso de sofrer de algum tipo de problema de saúde, ou seja, se pretence a algum grupo de risco, deve inicar a toma sempre com a dose mais baixa. Só poderá aumentar caso tenha indicação médica para o fazer.

Posologia e Forma de administração

Ambos devem ser tomados no mínimo meia hora antes da relação sexual (mas é recomendável que sejam tomados 1 hora antes para garantir a sua absorção pelo organismo) e no máximo 4 horas antes da mesma. Pode tomar a qualquer hora do dia. Não se deve ingerir mais de um comprimido por dia.

O uso de altas doses de álcool podem interferir na eficácia destes fármacos. Já em doses moderadas, não há evidência de qualquer risco.

Os dois remédios tem, por padrão, uma duração de 4 a 5 horas. Há no entanto relatos de indivíduos que afirmam que o efeito do Viagra ou do Levitra chegou a durar até mais de 8 horas. Estes casos podem acontecer em decorrências de condições específicas pontuais, dependentes de indivíduo para indivíduo.

Como escolher entre eles?

Tanto o Viagra como o Levitra estão ambos testados e comprovados clinicamente como sendo eficazes para o tratamento da impotência sexual, tornando-se por isso difícil tomar uma decisão. Por esta razão, os médicos urologistas que tratam pacientes com algum nível de disfunção erétil frequentemente recomendam a toma de um pacote experimental de impotência inicial com as principais medicações disponíveis para que o paciente teste e descubra qual surte melhor efeito e com menores efeitos secundários.

Pacote Experimental Impotência

Leia mais sobre o pacote experimental para impotência

Fonte:
  1. Remédios para impotência sexual - disfunção erétil (AUTOR: DR. Pedro Pinheiro, 1 de agosto de 2016) - URL: mdsaude.com
  2. Viagra, Levitra e Cialis - URL: saude.hsw.uol.com.br
  3. Cialis vs. Levitra vs. Viagra: How Each Stacks Up - URL: healthline.com

Atualizado em 6 de Setembro de 2016

Como funciona
Passo 1 - Escolha o medicamento
Passo 2 - Preencha o formulário médico
Passo 3 - O médico analisa os seus detalhes e emite a sua prescrição
Passo 4 - O seu medicamento será enviado no mesmo dia ou no dia seguinte
Entrega gratuita