Outros Tratamentos

Atrasar Menstruação

Formas de Atrasar a Menstruação

Muitas mulheres já estiveram em situações, quer seja em uma ocasião especial ou de férias, em que a menstruação não era bem-vinda. Contudo, graças à ajuda de medicamentos para atrasar a menstruação, a opção de adiar o ciclo menstrual, durante duas semanas, é agora possível, até que seja conveniente o seu começo. Estes medicamentos atrasam a sua menstruação por controlarem o revestimento uterino, cuja liberação acontece imediatamente antes do seu período.

A euroClinix oferece forma segura, confidencial e cômoda para as mulheres que pretendem atrasar a menstruação com eficácia e que não têm disponibilidade para uma consulta presencial. O processo se dá através de uma consulta online e confidencial, com o preenchimento de um questionário no momento em que fizer seu pedido. Dessa maneira, os nossos médicos podem assegurar que você está apta a seguir este tratamento de prescrição. Se a sua consulta for aprovada por um dos nossos médicos, o seu tratamento para atrasar a menstruação será enviado da nossa farmácia diretamente para você.

Saiba mais sobre Atrasar Menstruação
Nossos Serviços
Encontre o seu tratamento
Sobre nós
Nossos Serviços
Seleccione Medicamento
Preencha o formulário
O médico emite a sua prescrição
Entrega expresso para qualquer área de residência
Sobre nós

euroClinix é uma empresa que presta cuidados de saúde a nível internacional, oferencendo serviços médicos diferenciados, em múltiplas línguas.

Nós já tratamos mais de

1381614 pacientes

Veja o que eles pensam sobre nós...

  • Diagnóstico especializado e prescrição médica onlineNão desperdice seu tempo na sala de espera do médico
  • Entrega Expressa Grátis com máxima discrição4-6 (UPS) ou 7-12 (Correios) dias úteis em todo Brasil
  • Medicamentos originais e serviço de confiançaApenas o médico tem acesso à sua informação
4.7 4,388Comentários
Noretisterona 5mg

Noretisterona

4.9 (109 Opiniões)
  • Você poderá ter mais controle sobre o seu período menstrual
  • Disponível em doses de 5mg
  • Pode atrasar a menstruação até 2 semanas
Mais Informação

O que é atrasar a menstruação?

Atualmente, a mulher pode escolher se quer atrasar a menstruação graças ao uso de alguns tratamentos específicos, que geralmente contêm uma elevada dose de progesterona artificial, para atrasar o início do ciclo menstrual. A progesterona está naturalmente presente no corpo feminino, desempenhando um papel importante durante a menstruação. O tratamento Noretisterona para atrasar a menstruação, mimetiza a ação desse hormônio, fornecendo uma solução temporária.

O atraso da menstruação também pode se dar com o uso da pílula anticoncepcional combinada, de acordo com a orientação médica.

No caso de o atraso da menstruação não se der pelo uso de remédios específicos, a mulher não deve ficar preocupada, uma vez que isso não significa, necessariamente, que se trate de uma gravidez. O ciclo menstrual depende muito do equilíbrio das funções orgânicas e da quantidade de hormônios presentes na corrente sanguínea.

Diversas situações podem fazer a menstruação atrasar, como, por exemplo, excesso de estresse, vivência de emoções mais fortes, alterações hormonais ou até mesmo consumo exagerado de bebidas alcoólicas ou de cafeína.

Sempre que houver qualquer desequilíbrio, ocorrem alterações no ciclo menstrual, podendo ser consequência do uso de pílulas anticoncepcionais ou de qualquer problema orgânico que interfere no funcionamento da hipófise, a glândula responsável pelo controle dos hormônios.

A ocorrência de atraso na menstruação, quando acontece esporadicamente, pode, portanto, ser absolutamente normal. No entanto, a mulher deve saber que tudo o que pode atrasar o fluxo menstrual, também pode provocar excesso na menstruação.

A ausência da menstruação, também conhecida como amenorreia, não se trata de uma doença, mas sim de um sintoma de algo errado no organismo e, se houver atraso constante, é necessário procurar um médico para analisar as causas.

É normal a menstruação atrasar? Quantos dias?

Normalmente, quando houver atraso de menstruação, esse atraso pode chegar a alguns dias, ou mesmo chegar a até dois meses. Quando a menstruação atrasar por mais de três meses e a mulher não conseguir identificar sua causa, deve procurar um ginecologista.

Dependendo da condição apresentada, o médico poderá recomendar o uso de algum medicamento para fazer com que a menstruação retorne ao normal. Além disso, o ginecologista também pode solicitar exames clínicos, como o teste de progesterona e dosagem de prolactina para identificar os motivos do atraso e, assim, indicar o tratamento mais adequado.

Em muitos casos, o atraso na menstruação é consequência da própria atividade física, como intensidade de exercícios, falta de calma, excesso de estresse ou falhas na alimentação que, principalmente para as mulheres, deve ser equilibrada e com maior variedade de vitaminas e sais minerais, ajudando a regular o organismo e o ciclo menstrual.

O mais correto, para manter o equilíbrio, é que a mulher faça consultas regulares com o seu ginecologista, buscando identificar possíveis problemas de saúde ou a presença de problemas, como endometriose, síndrome dos ovários policísticos, bulimia, anorexia, hiper ou hipotireoidismo, que podem gerar alterações no ciclo menstrual.

Quando a mulher está com a menstruação atrasada e já realizou pelo menos 2 testes de gravidez com no mínimo 7 dias de intervalo, é bastante provável que não esteja grávida e que o atraso possa estar relacionado a algumas situações.

Normalmente, quando houver atraso de menstruação, esse atraso pode chegar a alguns dias, ou mesmo chegar a até dois meses. Quando a menstruação atrasar por mais de três meses e a mulher não conseguir identificar sua causa, deve procurar um ginecologista.

Confira na tabela abaixo os fatores que podem influenciar no atraso da menstruação:

Fatores que podem atrasar a menstruação
  • Excesso de atividades físicas, com exercícios de maior intensidade, como ocorre com atletas que estejam se preparando para uma competição esportiva;
  • Dietas mais restritivas de emagrecimento;
  • Má alimentação ou qualquer tipo de distúrbio alimentar, como anorexia ou bulimia, entre outros;
  • Excesso de estresse provocado pelo trabalho ou por qualquer atividade profissional ou pessoal;
  • Alterações nos ovários;
  • Presença de qualquer doença que esteja afetando a hipófise ou o hipotálamo;
  • Alterações hormonais, que podem ser causadas por problemas ou doenças, como síndrome dos ovários policísticos, presença de mioma, endometriose ou uso da pílula do dia seguinte;
  • Uso de pílula anticoncepcional de forma continuada, que pode levar ao atraso ou ausência de menstruação;
  • Cirurgia ou curetagem recente na região pélvica;
  • Período próximo à menopausa, ou mesmo ocorrência de menopausa precoce;
  • Período pós-parto, já que a menstruação pode atrasar enquanto a mulher estiver amamentando, embora isso não evite a possibilidade de uma nova gravidez;
  • Uso de anticoncepcionais por tempo mais prolongado, que pode causar a ausência de menstruação até mesmo por um ano, principalmente depois da administração de injeção anticoncepcional.

Essas condições podem levar a mulher a ter atraso ou ausência de menstruação algumas vezes por mais de três meses. Quando isso ocorrer, é recomendado procurar um ginecologista.

Em adolescentes, a menstruação pode ser considerada atrasada para quem já completou pelo menos 16 anos de idade e ainda não tenha menstruado nenhuma vez. A condição é denominada amenorreia primária, devendo ser investigada pelo ginecologista.

Nesse caso, o atraso da menstruação pode ser relacionado a problemas os mais diversos, como defeitos no aparelho reprodutor, septo vaginal ou outras condições orgânicas.

A pílula do dia seguinte pode atrasar a menstruação?

As mulheres que utilizam a pílula do dia seguinte podem apresentar atrasos na menstruação, uma condição provocada pela falta de equilíbrio hormonal, causada pelo próprio medicamento, exigindo que o organismo faça uma adaptação dos hormônios ingeridos.

Quando a mulher utiliza a pílula do dia seguinte, normalmente a menstruação vai ocorrer em torno de uma semana de atraso na data esperada. No entanto, cada mulher pode apresentar reações diferentes, podendo o tempo variar para alguns dias antes, com a antecipação do fluxo menstrual, ou alguns dias depois, causando atraso na menstruação.

É importante salientar que a pílula do dia seguinte só deve ser usada casualmente, em situações de emergência, e nunca como um método de prevenção da gravidez. Isso porque o medicamento contém uma dosagem mais alta de hormônios, o que pode provocar atraso ou antecipação no ciclo menstrual.

A pílula do dia seguinte apresenta maior concentração de hormônios exatamente para impedir a fixação do óvulo no útero, mas essa concentração também provoca alterações na menstruação.

Como parar ou atrasar a menstruação?

Existem alguns meios para parar ou atrasar a menstruação por um determinado período: fazendo uso de alguns medicamentos específicos, por meio da pílula anticoncepcional, aplicação do DIU com hormônio, ou tomando alguns tipos de chás recomendados para esse objetivo.

Algumas mulheres costumam usar meios mais precários, como, por exemplo, tomar água com sal, água com vinagre ou ainda recorrer à pílula do dia seguinte. Esse tipo de tratamento não é recomendável, podendo ser prejudicial à saúde, além do que, a pílula do dia seguinte pode alterar os níveis de hormônios no organismo.

Um dos medicamentos não recomendados para atrasar a menstruação é o Ibuprofeno, já que não oferece qualquer efeito sobre o ciclo menstrual, não servindo, portanto, para atrasar, adiantar ou interromper a menstruação, além de apresentar efeitos colaterais desagradáveis e uma série de contraindicações.

Remédios para atrasar a menstruação

Entre os medicamentos utilizados para atrasar a menstruação, a mulher pode fazer uso de Primosiston ou de Norestiterona, sendo os mais indicados pelos ginecologistas. Os medicamentos não apresentam efeitos colaterais mais graves e, normalmente, podem atrasar a menstruação por até duas semanas.

Se a mulher pretende ficar pelo menos um mês sem menstruação, um dos meios mais práticos e também recomendados é emendar o uso da pílula anticoncepcional que está habitada a tomar, passando para o primeiro comprimido de uma nova cartela sempre que a cartela anterior acabar.

Combinar o fim da pílula anticoncepcional com a implantação de um DIU também se mostra como método eficiente, desde que o DIU seja implantado por recomendação médica, para não oferecer qualquer risco ao sistema orgânico.

Quando a vontade ou necessidade da mulher é parar ou atrasar a menstruação por mais tempo, o método é usar a pílula de uso contínuo, já que ela possui menor carga hormonal, podendo ser usada sem pausa, evitando o ciclo menstrual.

O DIU também atende essa necessidade, embora deva ser recomendado apenas por um ginecologista depois de alguns exames. Ambos os métodos, apesar de atender a necessidade de atraso na menstruação, no entanto, podem provocar pequenos sangramentos em qualquer período do mês.

Como funciona o atraso da menstruação?

Os medicamentos para atrasar a menstruação, como Primosiston ou Norestiterona, contêm níveis elevados de estrogênio. Isso faz com que o seu corpo retenha o revestimento uterino por mais tempo, levando consequentemente ao atraso do seu ciclo menstrual.

Para compreender melhor, é necessário conhecer o papel da progesterona durante o ciclo menstrual. A progesterona é responsável pelo crescimento do revestimento uterino. Assim, quando um óvulo for fertilizado, este pode implantar-se no revestimento uterino e crescer durante a gravidez. Os níveis de progesterona libertados permanecerão relativamente elevados durante toda a gravidez. Contudo, se um óvulo não for fertilizado, os níveis de progesterona diminuem, causando a libertação do revestimento uterino.

Veja abaixo as concentrações dos diferentes hormônios durante o ciclo menstrual:

niveis-hormonais-ciclo-menstrual

Para quem é indicado interromper ou adiar a menstruação?

O ginecologista deve sempre ser consultado quando a mulher pretende interromper ou atrasar a menstruação. Em algumas situações, o próprio profissional pode considerar necessário interromper o ciclo menstrual por um determinado período, principalmente quando a perda de sangue não é recomendada.

Essas situações podem ser analisadas quando a mulher apresenta anemia, endometriose ou miomas uterinos. Nesse caso, o ginecologista deve indicar o melhor método para parar a menstruação durante um tempo determinado, até que haja o total controle sobre o problema orgânico apresentado e a mulher possa novamente manter o seu ciclo menstrual normal.

É necessário salientar, no entanto, que adolescentes com menos de 15 anos de idade devem evitar atrasar a menstruação, uma vez que, durante os primeiros anos do ciclo menstrual, é importante conhecer o intervalo entre as menstruações, além da quantidade do fluxo e da presença ou não de sintomas de tensão pré-menstrual (TPM).

Esse conhecimento será bastante útil durante a vida fértil da mulher, permitindo avaliar de forma mais correta o seu sistema reprodutor e sua saúde sexual.

Contraindicações de se atrasar a menstruação

O atraso na menstruação é uma medida que deve ser aplicada com acompanhamento médico, muito embora os medicamentos para esse fim sejam bastante seguros. No entanto, sempre há riscos associados à administração de medicamentos, que devem ser avaliados criteriosamente.

Lembramos que o atraso na menstruação provocado pelo uso de medicamentos não oferece riscos para a mulher, desde que sua saúde esteja estável e que ela não apresente qualquer problema orgânico. Em alguns casos, os medicamentos devem ser evitados, como, por exemplo, nas seguintes condições:

  • Para mulheres que estejam grávidas ou pretendendo engravidar;
  • Para mulheres que estejam amamentando;
  • Para mulheres que possuem coágulo em uma veia ou artéria, ou que tenham tido algum antes dos 45 anos;
  • Para mulheres que apresentam problemas de pressão alta ou que sejam fumantes;
  • Para mulheres que são portadoras de enxaquecas fortes e recorrentes;
  • Para mulheres que tiveram câncer de mama, portadoras de diabetes ou com peso acima do normal.

Os medicamentos para atrasar a menstruação não devem nunca ser usados como anticoncepcionais. Seu uso deve ser feito de forma ocasional, uma vez que o consumo repetido pode provocar efeitos colaterais indesejáveis, além de complicações orgânicas.

Quais as vantagens e desvantagens de parar ou atrasar a menstruação?

Quando a mulher atrasa a menstruação, ela tem condições de melhor aproveitar sua vida, tendo mais liberdade para decidir quando pretende menstruar. Essa condição é ideal, por exemplo, para mulheres que praticam alguma atividade esportiva, podendo se beneficiar através do controle do ciclo menstrual.

Além disso, ao escolher medicamentos para atrasar a menstruação como método para evitar o ciclo menstrual, as mulheres que sofrem com os sintomas pré-menstruais, como cólicas, dores de cabeça e enjoo, podem se livrar desse tipo de problema por um tempo determinado.

A maior parte dos medicamentos que servem para atrasar a menstruação não interfere na proteção apresentada pelos anticoncepcionais, desde que sejam corretamente usados. Contudo, é importante destacar que os medicamentos não irão oferecer proteção contra uma gravidez indesejada, se a mulher não estiver fazendo uso de qualquer anticoncepcional eficaz.

Ainda que de de natureza leve, os efeitos colaterais mais comuns causados por medicamentos para atrasar a menstruação podem incluir os destacados na tabela abaixo:

Efeitos Colaterais dos Medicamentos para Atrasar a Menstruação ( Noretisterona)

Riscos de se atrasar a menstruação

Embora o atraso na menstruação possa oferecer uma série de vantagens, evitando o sofrimento com os sintomas de TPM ou causando desânimo nas mulheres que sofrem com cólicas durante o período, sentindo mal-estar geral, é preciso entender que existem alguns riscos de se atrasar a menstruação.

Para a maior parte dos médicos, existem vantagens em interromper o ciclo menstrual, desde que a mulher apresente sintomas negativos relacionados à menstruação. No entanto, se ela convive bem com o ciclo, não existe qualquer motivo para interrompê-lo.

Um dos maiores riscos apresentados é o aumento dos níveis hormonais no organismo. Mesmo que os hormônios se mostrem seguros, ainda não se conhecem os efeitos no organismo humano em longo prazo.

Por outro lado, os ginecologistas e especialistas em reprodução humana são unânimes em afirmar que não existem doenças conhecidas relacionadas com o atraso da menstruação. De acordo com os estudos, atrasar a menstruação ainda reduz as chances de alguns problemas, como a síndrome do ovário policístico ou endométrio.

As possibilidades de engravidar, no entanto, não são eliminadas com o atraso na menstruação. Quando a mulher para de tomar um anticoncepcional, por exemplo, pode engravidar no primeiro contato sexual e, se não estiver usando anticoncepcionais e sim apenas medicamentos para atrasar a menstruação, corre o mesmo risco.

A recomendação, portanto, é que, se não apresentar qualquer problema durante o ciclo menstrual, a mulher continue tendo seu ciclo normal, evidentemente desde que isso não atrapalhe sua rotina. Para a mulher que, por algum motivo, pretenda atrasar a menstruação, a melhor coisa a fazer é consultar um ginecologista, seguindo suas recomendações e utilizando os medicamentos por ele indicados.

Como comprar remédios online para atrasar a menstruação?

Para quem pretende atrasar a menstruação e possui uma prescrição médica, basta entrar em contato com a euroClinix, enviando a receita e fazendo o pedido do medicamento indicado.

Caso não tenha uma prescrição, basta preencher um questionário, que será encaminhado para um de nossos profissionais médicos, devidamente registrados, que irá analisar as condições apresentadas, oferecendo a prescrição. O medicamento será enviado para o endereço indicado em poucos dias, com total segurança.

Lembramos que a venda de medicamentos online é totalmente legal, embora haja a necessidade de escolher uma clínica online de confiança, que ofereça medicamentos originais, evitando aquelas que vendem medicamentos sem prescrição ou que não exigem receita médica.

É importante destacar que a saúde é a mais importante condição para qualquer pessoa e é necessário evitar o risco de tomar medicamentos falsificados ou que não tenham uma proveniência garantida.

Fontes:

Como Funciona
Escolha o Medicamento
Preencha o Formulário Médico
O médico emite a sua prescrição
Medicamento é enviado da farmácia
Entrega gratuita
Feedback

Seu feedback

Como você classificaria o nosso site?