Perguntas frequentes sobre o Levitra

Levitra é usado para tratar problemas de função sexual masculina (impotência ou disfunção eréctil-ED). Em combinação com estimulação sexual, o Vardenafil, substância ativa do Levitra, funciona através do aumento do fluxo sanguíneo no pênis para ajudar um homem a conseguir e manter uma ereção. Neste artigo esclarecemos as dúvidas mais frequentes sobre o medicamento.

Levitra pode causar dependência?

O Levitra não leva a dependência orgânica ou química de nenhum tipo. Existem homens que sempre terão que recorrer ao medicamento para atingir a ereção devido a questões de saúde como diabetes e problemas arteriais, mas isso não é o mesmo que desenvolver dependência.

Se o homem, no entanto, não tem nenhum problema erétil e decide usar o remédio de maneira recreativa, ele pode desenvolver uma impotência sexual de ordem psicológica na qual só consegue ter um desempenho sexual satisfatório quando faz uso de fármacos. Esta é uma das muitas razões pelas quais os urologistas alertam que medicamentos deste tipo só devem ser usados com indicação médica.

Levitra cura impotência?

O Levitra facilita a ereção em casos de disfunção erétil com muita eficácia – independentemente de sua origem ou gravidade. No entanto, não é possível dizer que o medicamento cure a impotência – em casos de disfunção sexual de ordem orgânica, é muito possível que o paciente precise usar o remédio em todas as relações sexuais. Em casos de disfunção psicológica, no entanto, o paciente pode vir a superar a disfunção erétil e deixar de fazer uso de fármacos – mas isso não acontece em decorrência do uso do Levitra, e sim, porque o paciente superou o impedimento de ordem emocional que interferia em seu desempenho.

É importante lembrar que o medicamento também pode não surtir efeito em uma minoria de pacientes. Nestes casos, existem outras alternativas para tratar a impotência sexual que devem ser debatidas com um médico especialista.

Composição do Vardenafil

Levitra aumenta a libido?

Este é um engano bastante comum sobre medicamentos para disfunção erétil em geral. É preciso esclarecer, portanto, que o Levitra não é um fármaco desenvolvido com a intenção de aumentar a libido – nos casos de impotência sexual relacionada a falta de libido são tratados com outros tipos de fármacos e acompanhamento terapêutico eou psiquiátrico.

O Levitra não atua sobre o desejo sexual dos usuários e qualquer relato neste sentido não passa de efeito placebo. Sua atuação é vaso dilatadora e facilitadora da ereção. O homem que estiver sob efeito da medicação, portanto, alcançará a ereção com muito mais facilidade diante de estímulos táteis e visuais.

Enquanto estiver sob efeito do medicamento vou poder continuar a ter relações sexuais mesmo após ejacular?

O efeito do Levitra dura, em média, 4 horas. Isso significa que durante esse período o paciente estará mais suscetível a ter e manter ereções diante de algum estímulo sexual. No entanto, isso não quer dizer que a ereção se manterá durante todo o tempo de atuação do remédio.

Depois do orgasmo, deve haver um intervalo até que a ereção possa acontecer novamente, assim como acontece sem o uso de remédios, pois fisiologicamente, o natural é que o clímax sexual leve ao término da ereção pouco tempo depois.

O que acontece com muitos usuários do Levitra, no entanto, é que o tempo entre uma ereção e outra seja menor do que costuma ser sem o uso do medicamento (naturalmente este intervalo é de, em média, meia hora).

É preciso, por outro lado, ficar atento aos casos de priapismo (ereção por um longo período de tempo e que frequentemente permanecem após a ejaculação). Este é um efeito conhecido – ainda que muito raro – de medicamentos para disfunção erétil. Este tipo de reação não é comum e nem desejável, e caso venha a acontecer, um médico deve ser consultado imediatamente, pois esta não é uma reação normal ao uso do medicamento e pode causar desconforto físico e psicológico aos usuários do remédio, além de poder vir acompanhado de outros efeitos secundários perigosos.

Levitra pode ser comprado sem receita?

O Levitra, bem como seus concorrentes, pode ser vendido sem retenção da receita médica, mas é necessário ser recomendado por um médico especialista antes de fazer uso do memo.

Mesmo que seja possível adquirir o medicamento sem indicação, é preciso lembrar que este é um fármaco em que se há a necessidade de prescrição médica. Isso acontece porque apenas um especialista poderá administrar os efeitos colaterais casos estes venham a ocorrer, e apenas depois de realizar uma consulta e alguns exames de rotina será possível determinar a dosagem mais indicada para o seu caso e se você não possui nenhuma condição de saúde que possa ser potencializada pelo uso do medicamento.

Uma única consulta, portanto, é o suficiente para que o usuário possa tirar máximo proveito do Levitra de maneira mais eficaz e segura.

Onde comprar Levitra?

O Levitra pode ser comprado em qualquer farmácia física ou pela internet, mas recomenda-se cuidado e critério na hora de escolher onde comprar a medicação.

Dê preferência sempre a comprar o medicamento em farmácias ou sites de redes conhecidas e confiáveis e que possuem certificações. Isto evitará que você compre produtos alterados ou falsificados que podem por sua saúde em grande risco.

Fonte:

  1. Cialis vs. Levitra vs. Viagra: How Each Stacks Up - URL: healthline.com
  2. Levitra (vardenafil) - URL: centerwatch.com
 
Como funciona
Passo 1 - Escolha o medicamento
Passo 2 - Preencha o formulário médico
Passo 3 - O médico analisa os seus detalhes e emite a sua prescrição
Passo 4 - O seu medicamento será enviado no mesmo dia ou no dia seguinte
Entrega gratuita