Perguntas e Respostas mais frequentes sobre Cialis

O Cialis é, atualmente, um dos medicamentos mais procurados e utilizados no mundo todo para o tratamento de disfunção sexual (impotência sexual masculina), tendo superado em volume de vendas o tradicional Viagra.

Como o aumento em sua procura e utilização, é natural que também surjam perguntas e exigências de esclarecimentos por parte dos homens que sofrem com disfunção erétil.

Conheça as questões mais frequentes relacionadas ao Cialis e saiba as respostas.

Para que é usado o Cialis?

O Cialis é um medicamento indicado para o tratamento de disfunção erétil, problema antes denominado impotência sexual masculina. O princípio ativo do Cialis é o Tadalafil, uma substância classificada como inibidora da fosfodiesterase tipo 5, ou DPE-5. Esse tipo de substância oferece ação de relaxamento para os vasos sanguíneos penianos, propiciando maior afluência de sangue ao órgão e possibilitando a ereção completa e duradoura para uma relação sexual satisfatória.

No entanto, o paciente deve estar consciente de que o Cialis só oferece seus efeitos se houver estimulação sexual prévia, como acontece normalmente em qualquer relacionamento.

Dessa maneira, se o homem não apresenta um diagnóstico prévio de disfunção sexual e se quiser usar o Cialis apenas para melhorar o seu desempenho sexual, ele não irá apresentar qualquer reação maior. O Tadalafil é indicado somente em situações em que o homem não consegue manter a ereção para permitir uma atividade sexual normal.

Além da disfunção erétil, o Cialis também é indicado para tratamento da hiperplasia benigna da próstata (HBP), servindo para oferecer maior circulação sanguínea nesse órgão e promover sua regeneração celular, prevenindo o aumento do seu tamanho.

Confira abaixo a composição química do princípio ativo Tadalafil:

modo de ação do cialis

Como tomar Cialis?

O Cialis é comercializado no formato de comprimidos para administração oral. Ele deve ser ingerido inteiro, juntamente com água. Não há qualquer necessidade de tomar o medicamento simultaneamente ou próximo das refeições, já que isso não vai interferir em seus efeitos orgânicos.

Os efeitos do Cialis se apresentam, de forma geral, em apenas 30 minutos depois de ingerido. O tempo de ação no organismo pode chegar a 36 horas e, durante esse período, se houver estímulos sexuais, o princípio ativo do Cialis vai agir, permitindo que o homem tenha uma ereção normal.

O Cialis é fornecido em doses diferenciadas, para ser usado de acordo com a prescrição médica e diante da frequência da atividade sexual do paciente:

  • Cialis 10 ou 20 mg, que é indicado para atividade sexual ocasional, quando o paciente estiver se preparando para um relacionamento mais íntimo e pode estar com problemas de ereção;
  • Cialis 2,5 ou 5 mg, ou Cialis Diário, indicado para atividades sexuais mais frequentes, quando o homem não tem previsão específica de um próximo encontro ou para homens que mantém frequência semanal mais elevada.

As doses do Cialis para cada caso apresentam duas opções, uma vez que, em qualquer situação, o paciente poderá fazer o ajuste da dosagem em função da resposta orgânica ao medicamento.

A administração diária de Tadalafil oferece ao paciente com disfunção erétil maior confiança, uma vez que, sempre que houver qualquer grau de excitação, ele conseguirá obter a ereção imediatamente.

Com o Cialis de uso ocasional, é necessário aguardar entre 45 minutos e uma hora para obter a ereção, além de haver algumas variáveis, como bebida e comida ingerida, sem menosprezar os efeitos das bebidas alcoólicas com o Cialis.

Que doses de Cialis existem?

Como informamos na pergunta anterior, o Cialis é disponibilizado em quatro dosagens, de 10 e de 20 mg, e de 2,5 e 5 mg. As formulações disponíveis devem ser prescritas de acordo com a frequência da atividade sexual, do histórico clínico do paciente e de suas condições atuais de saúde, além de interações medicamentosas que possam surgir e o estágio da disfunção erétil.

Assim, o paciente pode fazer uso do Cialis normal, cujo uso deve ser feito em caso de necessidade e se o indivíduo antever a ocorrência de uma próxima atividade sexual, ou o Cialis Diário, que é indicado para tratamentos de prazo mais prolongado, ou quando a frequência da atividade sexual se justificar.

O Cialis de 10 mg é normalmente recomendado quando o paciente vai ser medicado pela primeira vez, quando houver qualquer suspeita de maior propensão aos efeitos colaterais, a interações medicamentosas com outros medicamentos em uso, ou em condições limitantes, como doenças hepática ou renal.

A dosagem mais baixa no começo do tratamento sempre é mais conveniente, uma vez que, em caso de não eficácia, poderá ser aumentada, se não houver qualquer outro risco associado.

O Cialis de 20 mg é somente indicado quando a dosagem de 10 mg não se mostrou efetiva, para casos em que a disfunção erétil seja mais grave e desde que a dosagem não traga riscos para o paciente.

Conheça as diferentes dosagens do Cialis:

diferentes-dosagens-cialis

Existe genérico de Cialis?

O Cialis é uma marca registrada dos laboratórios Lilly, tendo em sua formulação o princípio ativo Tadalafil, inibidor da PDE-5, para tratamento de disfunção erétil.

No entanto, como a patente já expirou, é possível encontrar o Cialis genérico em qualquer farmácia.

Ao comprar um medicamento genérico, é fundamental que o paciente tenha consciência dos riscos de ter em mãos um produto cuja proveniência não seja totalmente conhecida. Para encontrar o medicamento, é preciso buscar em farmácias certificadas, como a euroClinix, que é aprovada pela Agência Europeia de Medicamentos.

Além disso, quando um produto ilegal é adquirido, o paciente também está se envolvendo em atividade criminosa.

Quais os efeitos colaterais do Cialis?

Da mesma forma como outros medicamentos de prescrição, o Cialis pode apresentar determinados efeitos colaterais, ou secundários, de severidade variada que, no entanto, muitos homens nem chegam a experimentar.

Na maior parte dos casos, os efeitos colaterais são leves e passageiros, desaparecendo com o uso do medicamento depois que o organismo se adapta ao mesmo.

Em menos de 10% dos pacientes que fazem uso do Cialis, é comum ocorrer dores de cabeça, indigestão e rubor facial. Se houver persistência nos sintomas, o paciente deverá procurar o seu médico para evitar qualquer prejuízo em sua qualidade de vida, já que o Cialis permanece no organismo por mais de 36 horas. Além disso, pode ser necessário proceder a um ajuste na dose.

Alguns outros sintomas menos comuns podem surgir, que devem merecer a atenção e a consulta médica em caso de persistência, como fadiga, cansaço, boca seca, visão turva, dores no peito, náuseas e palpitações.

Raríssimos casos de reação alérgica ou problemas resultantes de outros casos de saúde não diagnosticados foram reportados, como hipertensão ou priapismo. Em casos desses gêneros ou outros não relatados, o paciente deve entrar em contato com seu médico imediatamente.

Que resultados posso esperar do Cialis?

Os efeitos apresentados pelo Cialis começam em média em 30 minutos depois de ingerir o medicamento. Essa ação vai se estender por até 36 horas e, por esse motivo, o Cialis é conhecido como o Viagra de fim de semana.

Durante esse período, se houver estimulação sexual, o Tadalafil vai agir nos vasos sanguíneos do pênis, levando-os ao relaxamento e promovendo o afluxo de sangue necessário para que o homem tenha ereção e consiga uma relação sexual satisfatória. A ereção só vai ocorrer em caso de estímulo sexual e, nesse caso, não havendo qualquer contato íntimo, o paciente pode levar sua vida de forma totalmente normal.

No início do tratamento é comum que o médico prescreva uma dosagem menor, de 10 mg, para que possa avaliar, de forma segura, a resposta do paciente ao medicamento. Não havendo qualquer condição de saúde que o impeça e se a dosagem anterior não apresentar os efeitos desejados, é possível aumentar a dose para 20 mg. Essa quantidade de Tadalafil permite o tratamento das formas mais graves de disfunção erétil.

Veja abaixo como funciona os inibidores PDE-5:

Inibidores PDE-5

Como reconhecer Cialis original?

Pelo menos na Europa não é permitida a venda do genérico correspondente do Cialis, sendo um medicamento que só pode ser comercializado mediante prescrição médica. Contudo, com a propagação dos serviços online de venda de produtos farmacêuticos, existe a possibilidade de adquirir medicamentos não regulamentados e que, por esse motivo, não oferecem as devidas condições de segurança.

O paciente deve ficar atento às informações de como identificar o Cialis original, como, por exemplo, se estiver sendo oferecido sob a designação de Cialis Genérico, a preços abaixo daqueles praticados pelo mercado, ou se a clínica que o está oferecendo não está exigindo receita médica.

O Cialis original sempre é vendido mediante apresentação da receita médica, ou, no caso de compra online, a clínica distribuidora disponibilizar a consulta online, com a emissão da respectiva prescrição.

O cliente deve se certificar de que todo o trabalho de diagnóstico e distribuição seja conduzido por farmácias e por médicos registrados na União Europeia, além de comprar em sites seguros, onde o endereço da empresas e dados da mesma estejam constando no site.

Quais as principais diferenças entre Cialis e Viagra?

O Cialis e o Viagra são ambos medicamentos inibidores da PDE-5, sendo vendidos medicante prescrição, com princípios ativos diferentes (Tadalafil e Sildenafil, respectivamente).

Ambos são indicados para o tratamento da disfunção erétil e problemas de impotência sexual. O mecanismo de ação dos dois medicamentos é similar, uma vez que atuam diretamente no aumento do fluxo sanguíneo para os corpos cavernosos do pênis. O resultado é que o homem consegue obter uma ereção que irá tornar a relação sexual mais satisfatória e com a duração desejável.

Uma das principais diferenças entre o Cialis e o Viagra é o tempo de duração do efeito de cada medicamento. Enquanto o Tadalafil oferece um tempo de meia-vida de até 36 horas, o Sildenafil apresenta eficácia no organismo por apenas um prazo máximo de 6 horas.

Compare os medicamentos Cialis e Viagra nas tabelas abaixo:

Viagra (Sildenafila)
Sildenafil
Ação: 30-60 min
Duracão: até 5 horas
Dosagens: 25mg, 50mg, 100mg
Mais sobre Viagra (Sildenafila)
Cialis (Tadalafila)
Cialis Packung und Tabletten
Ação: 30-60 min
Duracão: até 36 horas
Dosagens: 10mg, 20mg
Mais sobre Cialis (Tadalafila)

Os médicos recomendam que o paciente passe por uma consulta médica antes de fazer uso de qualquer tipo de medicamento, já que a prescrição leva em conta o histórico médico do paciente e, portanto, como maiores chances de êxito no tratamento, além de probabilidade de menos efeitos colaterais.

O Cialis pode ser usado por jovens?

Medicamentos como o Cialis foram desenvolvidos para tratamento de condições físicas específicas, ou seja, para o tratamento de disfunção erétil. De forma geral, os jovens possuem suas condições físicas adequadas, não exigindo um medicamento para esse tipo de condição.

O Cialis não deve ser usado para manter ereções por mais tempo ou para permitir que o jovem consiga ter mais relações sexuais em menor espaço de tempo. O uso de Cialis por homens mais jovens pode oferecer determinados riscos, como o fato de criar uma dependência psicológica e só conseguir ereção com o uso do Cialis.

Caso um homem mais jovem esteja tendo problemas de disfunção erétil movido por ansiedade ou por medo de falhar, deve procurar ajuda médica e conhecer as causas do seu problema, fazendo o tratamento específico e necessário para sua condição.

Quais são as contraindicações do Cialis?

O Cialis é um medicamento que não pode ser indicado para pacientes que apresentam alergia ou hipersensibilidade ao princípio ativo Tadalafil ou a qualquer dos componentes de sua fórmula.

O Cialis só pode ser usado por pessoas do sexo masculino, maiores de 18 anos, com problemas de disfunção sexual. Seu uso é terminantemente contraindicado para mulheres.

Além dessas contraindicações, o Cialis não é recomendado para doentes nas seguintes circunstâncias:

  • Pacientes com alterações na pressão arterial ou que apresentem episódios de problemas cardíacos, como ataque cardíaco ou acidente vascular cerebral;
  • Pacientes portadores de doenças coronárias presentes ou passada, principalmente quando impeça qualquer atividade sexual;
  • Pacientes com neuropatia ótima isquêmica não arterítica anterior (doença ocular);
  • Pacientes que estejam fazendo uso de nitratos ou dadores de óxido nítrico, como aqueles medicamentos indicados para tratamento de angina de peito.

O Cialis pode ser usado com outros medicamentos?

O Cialis pode provocar interação com outros medicamentos e, portanto, o paciente deve sempre conversar com seu médico sobre outros fármacos que estiver usando ao receber a prescrição de Cialis.

Entre os medicamentos estão os indicados para problemas de doença cardiovascular, pressão alta, problemas da próstata, antibióticos, medicamentos para tratamento de doenças oportunistas em pacientes soropositivos, medicamentos para tratamento de infecções provocadas por fungos e leveduras e aqueles indicados para doenças que afetam o sistema digestivo, entre elas a gastrite e a úlcera.

O Tadalafil não deve ser usado juntamente com maior concentração de bebidas alcóolicas, já que pode causar queda na pressão arterial.

O Cialis pode causar infertilidade?

Em razão do fato de que o espermatozoide seja obrigado a se movimentar para alcançar e fertilizar o óvulo, o princípio ativo do Cialis, quando em excesso, pode prejudicar esse movimento, já que reduz sua motilidade, segundo estudos publicados no American Journal of Obstetrics and Gynecology.

Portanto, ao ser prescrito para tomar o Cialis, o paciente deve seguir rigorosamente a receita médica, evitando fazer mal-uso do medicamento. Muito embora o estudo tenha sido feito com pequena amostragem em homens com idade entre 18 e 44 anos, é necessário levar em consideração o fato.

O paciente com disfunção erétil deve ter em mente que o tratamento deve ser feito de acordo com a orientação médica, não sendo o Cialis um medicamento para aumentar o desempenho sexual, e sim para corrigir problemas de disfunção.

O Cialis pode causar problemas cardíacos?

Embora sejam considerados efeitos colaterais bastante raros, o Cialis pode provocar problemas cardíacos em homens com condições pré-existentes para esse tipo de incidência.

Os principais problemas cardíacos causados em menos de 1% dos pacientes tratados se manifestaram através de taquicardia, aumento da pressão arterial e dores no peito. No caso de o paciente sentir efeitos colaterais similares, a recomendação é buscar ajuda médica imediata, discutindo sobre a possibilidade de redução na dose do medicamento.

Posso partir o comprimido de Cialis ao meio com os mesmos resultados?

Os resultados apresentados pelo Cialis dependem de sua dosagem. Dessa forma, diferentes miligramas produzem diferentes efeitos e uma quantidade maior do que aquela prescrita pelo profissional de saúde pode não ser efetiva para o tratamento desejado.

Uma pesquisa recente foi conduzida para entender se tomar um comprimido de Cialis de 10 mg teria o mesmo efeito de um comprimido de 20 mg dividido ao meio.

A pesquisa constatou que, dependendo dos casos, os resultados podem ser bastante diferentes. São diversos os fatores que podem levar a esses resultados, como, entre outros, a perda do princípio ativo durante o corte, a alteração na velocidade de absorção pelo organismo, etc. A regra deve ser sempre a mesma: havendo necessidade de tomar uma dose menor do que a que o paciente tiver em mãos, deve consultar o seu médico antes de fazer um corte ou de usar o medicamento.

Fontes:

Como Funciona
Escolha o Medicamento
Preencha o Formulário Médico
O médico emite a sua prescrição
Medicamento é enviado da farmácia
Entrega gratuita
Feedback

Seu feedback

Como você classificaria o nosso site?