Efeitos Secundários do Lescol

O Lescol é um tratamento oral diário para o colesterol muito bem tolerado em geral, porém, existem pacientes que podem ser mais susceptíveis a desenvolver efeitos secundários. Os efeitos secundários mais comummente experienciados pelos doentes que usam Lescol têm geralmente uma natureza ligeira. Contudo, este tratamento não irá afectar todos os seus utilizadores.

Neurológicos

As dores de cabeça moderadas são um efeito secundário comum do Lescol. A dificuldade em dormir também pode ocorrer.

Gástricos

Os problemas de estômago como a dor abdominal e a náusea são efeitos secundários comuns desta medicação. As dores de estômago severas são muito raras, mas devem ser relatadas a um médico, uma vez que podem indicar dificuldades pancreáticas.

Pele

Podem ocorrer reacções como a comichão ou rash.

Musculares

Os efeitos secundários que afectam os músculos como a fraqueza, a dor ou sensibilidade na área muscular são raros mas podem ocorrer.

Efeitos secundários do Lescol

Clique na zona pertinente do corpo para saber como esta pode ser afectada pelo Lescol

Efeitos secundários comuns

A dificuldade em dormir, as dores de cabeça, os problemas de estômago, a dor abdominal e a náusea podem ser experienciados por 1 em cada 10 utilizadores, apesar destes efeitos secundários serem pouco prováveis de ser graves e serem por vezes a indicação de que o seu corpo se está a ajustar ao tratamento. Podem também ser uma forma do seu médico perceber se precisa de uma dose mais baixa, por isso, se estes efeitos secundários o incomodarem ou se tornarem mais graves, informe o seu médico.

Efeitos secundários Comuns Raros ou muito raros Outros
Dificuldade em dormir
Dores de cabeça
Problemas de estômago
Dor abdominal
Náusea
Dor e sensibilidade muscular
Hepatite
Reacção alérgica
Formigueiro ou dormência
Diminuição da sensibilidade
Fraqueza muscular
Reacções de pele
Sinais de inflamação ou lesões na pele
Dor severa na parte superior do estômago
Perturbações do sono
Perda de memória
Dificuldades sexuais
Depressão
Problemas respiratórios

Efeitos secundários raros ou muito raros

Os efeitos secundários classificados como raros ou muito raros ocorrem em menos de 1 a 10 pessoas em cada 10.000, tendo por isso uma frequência muito reduzida. Muitos dos efeitos secundários mencionados têm o potencial de se tornar muito graves e podem requerer tratamento imediato.

Outros efeitos secundários

As alterações de humor, as dificuldades respiratórias ou as dificuldades sexuais podem por vezes desenvolver-se em pessoas que usam estatinas, sendo que alguns destes efeitos secundários podem ser graves.

Saiba como baixar o Colesterol Elevado

Como funciona
Passo 1 - Escolha o medicamento
Passo 2 - Preencha o formulário médico
Passo 3 - O médico analisa os seus detalhes e emite a sua prescrição
Passo 4 - O seu medicamento será enviado no mesmo dia ou no dia seguinte
Entrega gratuita