Cialis já ajudou milhões de homens

Em 1998 duas farmacêuticas norte-americanas (Icos e Eli Lilly) se juntaram com o propósito de comercializar um fármaco que já vinha sendo testado pela Icos havia alguns anos – a IC351. Em 2000, a Lilly renomeou o composto para Cialis e submeteu o medicamento à agência reguladora FDA como fármaco para tratamento de disfunção erétil. Este foi o início de uma revolução no tratamento para impotência sexual.

Cialis é comercializado atualmente nas doses de 2,5mg e 5mg (Cialis Diário), 10mg e 20mg (Cialis ocasional) de acordo com o grau da disfunção do paciente, mas a dose de 10mg é a mais comumente receitada. Ele é um medicamento vendido sob prescrição médica, sem a necessidade de retenção de receita, e usado para o tratamento de disfunção erétil (impotência sexual). O remédio tem como princípio ativo o tadalafil e age como vasodilatador aumentando a circulação e o volume de sangue na região genital e bloqueando a enzima PDE5, que pode impedir a ereção ou torná-la mais difícil de manter.

O Cialis ajuda mais de 7 milhões de homens por ano apenas nos Estados Unidos. Em 2015, ele ultrapassou o Viagra como medicação para disfunção erétil mais vendida no mundo.

Saiba mais sobre o Cialis

Cialis foi aprovado pela FDA

O FDA é o órgão responsável pela aprovação de novos fármacos nos Estados Unidos. O órgão possui regras tão rigorosas que a média de aprovação de novos fármacos é de 1 para cada 5000 medicamentos submetidos para avaliação.

Quando uma droga chega ao FDA, ela já passou por vários estudos clínicos promovidos pela própria farmacêutica que está produzindo a medicação. Depois deste processo, relatórios são preparados e entregues ao FDA que irá comparar aqueles resultados com os resultados de seus próprios testes.

O processo de fabricação de um medicamento desde a sua descoberta até sua chegada ao mercado leva, em média, de 8 a 12 anos. Estima-se que mais de 500 milhões de dólares sejam investidos por uma companhia farmacêutica até o cumprimento de todos os passos necessários para que um fármaco possa ser legalmente comercializado.

O FDA pode aprovar um medicamento e exigir, ainda assim, que a companhia continue fazendo testes nos usuários para verificar se o uso do fármaco não é prejudicial a longo prazo.

Mas você pode se perguntar: qual é a importância desta aprovação na prática? O selo de aprovação da FDA, além de garantir a legalidade da medicação dentro do território norte-americano, garante que o remédio foi extensamente avaliado por especialistas (médicos, químicos e cientistas) e foi considerado seguro para consumo desde que observadas as restrições indicadas por seu fabricante no bulário.

Segurança do Cialis

Todos os medicamentos para disfunção erétil apresentam algum risco para pacientes com problemas cardíacos – especialmente aqueles com doenças mais graves. Isso não acontece necessariamente em decorrência do uso do medicamento, mas sim porque a própria atividade sexual possui um risco cardíaco potencial para pacientes com doença cardiovascular. É, portanto, contraindicado o uso de fármacos para o tratamento de disfunção erétil nos casos em que atividade sexual é desaconselhável.

Se você faz tratamento farmacológico para problemas cardiovasculares ou se tem problemas cardíacos, renais ou no fígado, o Cialis não deve ser usado sem indicação e acompanhamento médico. Em nenhum caso deve-se utilizar mais de 1 comprimido de Cialis por dia.

Mesmo que seja possível adquirir o Cialis sem indicação, é preciso lembrar que apenas um especialista poderá administrar os efeitos colaterais do medicamento casos estes venham a ocorrer, e apenas depois de realizar uma consulta e alguns exames de rotina será possível determinar a dosagem mais indicada para o seu caso e avaliar se você não possui nenhuma condição de saúde que possa ser potencializada pelo uso de medicamento.

Observadas todas as recomendações do fabricante mencionadas acima, bem como aquelas indicadas no bulário, o Cialis é perfeitamente seguro para consumo. Lembre-se de que usar o Cialis sem prescrição ou sem a necessidade de tratar problemas de disfunção erétil pode ser danoso à saúde.

Diferencial do Cialis

O Cialis é preferido a outras medicações de ação semelhante porque pode ser usado consideravelmente antes da relação sexual – inclusive, no dia anterior – o que dá ao usuário maior liberdade e espontaneidade, especialmente quando este não possui uma parceira/o fixa/o. Seu efeito dura, em média, 36 horas. Seus principais concorrentes tem efeito médio de apenas 4 horas e precisam ser tomados pelo menos 1 hora antes da relação sexual.

Em oito estudos publicados em revistas especializadas, pesquisadores ofereceram Viagra e Cialis a casais durante seis meses. Ao final do teste, 2 em cada 3 casais preferiram o Cialis.

Onde comprar Cialis

O Cialis pode ser adquirido hoje em qualquer farmácia física ou pela internet. No entanto, é preciso ser criterioso na hora de escolher onde comprar a medicação.

Existem muitos casos de comprimidos falsificados com composições adulteradas bem como casos de comprimidos que não possuem a substância ativa. Neste caso, é claro, o medicamento é vendido a preços muito inferiores ao do produto original, mas este é um daqueles casos em que o barato pode sair muito caro.

Se você deseja adquirir o produto, prefira comprar em farmácias ou sites de redes conhecidas e confiáveis. Remédios falsos ou adulterados podem ser muito perigosos para a saúde.

Fonte:
  1. Cialis - Bula do remédio - URL: medicinanet.com.br
  2. The Most Popular Erection Drug Is ... NOT Viagra - URL: psychologytoday.com

Como funciona
Passo 1 - Escolha o medicamento
Passo 2 - Preencha o formulário médico
Passo 3 - O médico analisa os seus detalhes e emite a sua prescrição
Passo 4 - O seu medicamento será enviado no mesmo dia ou no dia seguinte
Entrega gratuita