Rinite Alérgica

Tratamento das Alergias Sazonais

A rinite alérgica é uma reação do sistema imunológico às partículas inaladas consideradas estranhas. Essas partículas são denominadas alérgenos e irritam o nariz, que é a porta de entrada para o ar, carregando também as substâncias nele presentes.

Muitas vezes, o nariz não consegue filtrar todas as impurezas e elas provocam reações, gerando a rinite alérgica. A rinite, portanto, é um quadro de inflamação das mucosas nasais, causada por uma reação exagerada do sistema imunológico às partículas presentes no ar.

Na euroClinix, você pode ter acesso a medicamentos eficazes para o tratamento da Rinite Alérgica, como o Beclometasona, Desloratadina, Dymista, Levocetirizina e Nasonex, sem ter de visitar um médico. Prencha um rápido e discreto questionário médico e receba o seu tratamento de forma rápida e discreta.

Saiba mais sobre Rinite Alérgica
Nossos Serviços
Encontre o seu tratamento
Sobre nós
Nossos Serviços
Seleccione Medicamento
Preencha o formulário
O médico emite a sua prescrição
Entrega expresso para qualquer área de residência
Sobre nós

euroClinix é uma empresa que presta cuidados de saúde a nível internacional, oferencendo serviços médicos diferenciados, em múltiplas línguas.

Nós já tratamos mais de

1323229 pacientes

Veja o que eles pensam sobre nós...

  • Diagnóstico especializado e prescrição médica onlineNão desperdice o seu tempo na sala de espera do médico
  • Entrega Expressa Grátis com máxima discrição7-10 dias úteis em todo Brasil
  • Medicamentos originais e serviço de confiançaApenas o médico tem acesso à sua informação
4.7 3,844Comentários no
Spray Avamys

Avamys

5 (1 Opiniões)
  • Alivia sintomas como corrimento nasal
  • Reduz a inflamação e desconforto dos seios nasais
  • Administração por pulverizador nasal
Mais Informação

O que é rinite alérgica?

Mesmo tendo semelhanças com a gripe ou o resfriado, a rinite alérgica possui seus próprios mecanismos e suas causas distintas.

O resfriado e a gripe são provocados por vírus, enquanto que a rinite alérgica é uma inflamação do revestimento das mucosas do nariz e seus sintomas têm início logo após o contato com o alérgeno. Na maior parte das vezes, esses alérgenos são a poeira, inclusive a doméstica, e os ácaros.

Em pessoas que não apresentem o quadro de rinite alérgica, o nariz filtra naturalmente as impurezas, levando o ar puro para os pulmões, umidificando e aquecendo esse ar antes que ele seja utilizado pelo organismo.

Nas pessoas que possuem rinite alérgica, a reação aos alérgenos é exagerada, já que o sistema imunológico reage mais intensamente às substâncias estranhas, buscando defender o organismo de possíveis riscos.

Quando a crise de rinite alérgica acontece, a pessoa começa a ter obstrução nasal e coriza, começa a espirrar e a ter coceira no nariz. No caso de já ter predisposição para a asma, também irá apresentar uma crise de asma, tendo falta de ar e cansaço.

Veja a diferença entre a mucosa nasal normal e a inflamada:

diferenca-mucosa-nasal-normal-e-inflamada

A rinite alérgica, como outros tipos de alergia, geralmente possui características genéticas. Assim, quando algum dos pais possui alergia, a criança tem a probabilidade de 50% de desenvolver o mesmo tipo de problema.

Assim que entra em contato com qualquer alérgeno, a pessoa que tem a predisposição passa a apresentar uma reação, não conseguindo tolerar o seu contato. Nas pessoas com predisposição, essa reação geralmente ocorre nos primeiros anos de vida, embora possa também aparecer mais tarde.

Quais são as causas da rinite alérgica?

A rinite pode ser classificada em dois tipos:

  • Rinite alérgica, que é a forma mais comum e geralmente provocada por alérgenos presentes no ar que respiramos, como, por exemplo, os ácaros, o pólen, a descamação ou o pelo de animais, ou ainda produtos químicos, cigarros e medicamentos;
  • Rinite não alérgica ou rinite vasomotora, que é provocada por qualquer inflamação não decorrente de alergia ou mesmo por problemas da anatomia das vias nasais do portador.

Os fatores que podem desencadear as crises de rinite alérgica são os mesmos que provocam a asma. Assim, a crise pode ser decorrente de um alimento, de animais, da própria poeira, dos ácaros, dos medicamentos ou de substâncias químicas. A rinite alérgica sempre é provocada por algo que foi inalado ou ingerido.

Uma pessoa que apresente crises de rinite alérgica deve tomar cuidado com alguns fatores que podem provocar o problema:

  • O pó da própria casa ou do ambiente de trabalho, principalmente quando o ambiente possui cortinas e carpetes, que são ricos em ácaros;
  • As infecções do trato respiratório através de vírus e bactérias (principalmente o adenovírus);
  • Os pelos de animais domésticos, como gatos e cachorros;
  • Os esporos de fungos presentes na poeira, que ficam em suspensão no ar que respiramos;
  • A respiração em climas mais frios;
  • O estado emocional da pessoa;
  • A inalação de sprays, desodorantes e perfumes;
  • A fumaça de cigarros;
  • A aspirina, que pode causar crises;
  • Excesso de exercícios físicos, que obrigam a respirar mais profundamente;
  • Fatores ocupacionais de determinadas profissões, como por exemplo, fezes e pelos de animais em pessoas que trabalham diretamente com eles, vapores nas cozinhas ou farinha de trigo para padeiros;
  • Alguns alimentos, como crustáceos, tomate, leite e chocolate.

Confira os principais alérgenos responsáveis pela rinite alérgica:

rinite-alergica-alergenos

Embora todas essas condições possam provocar crises de rinite alérgica, a maior parte das substâncias alergênicas estão presentes no ar e em alguns alimentos, como podemos ver a seguir:

Poeira doméstica

A principal causa da rinite alérgica é a poeira doméstica, que apresenta diversos componentes que podem causar crises. Entre eles, podemos considerar:

  • Restos de pelos dos animais domésticos;
  • A descamação da pele, tanto de humanos quanto de animais;
  • Restos de insetos;
  • Fungos e bactérias;
  • Ácaros, que são insetos minúsculos que se adaptam com muita facilidade no ambiente doméstico, proliferando principalmente em temperatura ambiente e em locais mais úmidos.

Um dos ácaros que mais provoca a rinite alérgica é o Dermatophagoides spp, que costuma se alimentar do material orgânico da pele humana, de animais e de fungos. Os ácaros costumam se acumular em colchões e estofados e as proteínas presentes no corpo e nas fezes desses pequenos microrganismos são bastante alergênicas para pessoas predispostas à rinite alérgica.

Pólen

As pessoas com rinite alérgica costumam ter mais crises na primavera e no começo do outono, principalmente em razão do pólen presente no ar. No Brasil, essa situação é mais comum na região sul, provocando uma rinite sazonal.

Alimentos

A rinite alérgica é menos frequente com relação aos alimentos, embora, quando isso ocorra, a pessoa tenha normalmente outros sintomas, como problemas na pele e no sistema gastrointestinal.

Alguns alimentos que costumam provocar alergia são o leite de vaca, os ovos, a soja, o trigo, os peixes e crustáceos.

Quais são os sintomas da rinite alérgica?

Os principais sintomas da rinite alérgica que apresentamos a seguir começam a acontecer logo em seguida que a pessoa predisposta entre em contato com o alérgeno:

Principais Sintomas da Rinite Alérgica
  • Irritação no nariz, na boca, na garganta, nos olhos e na pele, podendo surgir em qualquer região do corpo;
  • Coriza nasal, com saída de secreção nasal mais abundante, com aspecto aquoso, podendo haver até mesmo gotejamento espontâneo dessa secreção. A secreção é decorrente das glândulas da mucosa nasal e, quanto a alergia é mais prolongada, ela se torna mais densa, podendo se apresentar esverdeada ou amarelada, quando ocorrem infecções associadas;
  • Espirros, que normalmente se apresentam como único sintoma da rinite alérgica acontecendo imediatamente em seguida ao contato com o alérgeno, podendo durar vários minutos;
  • Olhos lacrimejantes, consequência da coceira no nariz;
  • Obstrução nasal, que é o sintoma mais frequente, podendo também ser o único sintoma apresentado pelo paciente. A obstrução pode acometer uma ou as duas fossas nasais e incomoda demasiadamente, já que obriga a fazer respiração pela boca, perturbar o sono durante a noite;
  • Coceira ou prurido, que ocorrem no nariz, depois dos espirros, podendo se estender à conjuntiva ocular, ao canal auditivo externo e até ao lábio superior. Quando uma pessoa que apresenta rinite alérgica também apresenta coceira, este é um diagnóstico positivo para a rinite alérgica. Os espirros e a coceira acontecem pela irritação das terminações nervosas das mucosas pela presença de edema e de inflamação da região;
  • Rouquidão e sinusite.

Se a crise de rinite alérgica continua por muito tempo, o paciente também pode apresentar outros sintomas, como:

Sintomas da Rinite Alérgica Prolongada
  • Congestão nasal;
  • Redução da audição, do olfato e do paladar;
  • Tosse e dor de garganta;
  • Olheiras e olhos inchados;
  • Dor de cabeça;
  • Fadiga e irritabilidade.
  • Rouquidão e sinusite.

Os dois principais sinais, bem típicos da rinite alérgica são a acentuação das linhas nas pálpebras inferiores, que são chamadas de linhas de Dennie-Morgan, e o escurecimento da pele sob os olhos, que lembram as olheiras.

Em algumas pessoas, a rinite alérgica pode acontecer de forma sazonal, durando entre 7 a 10 dias, ou em determinadas épocas do ano. No entanto, existem também as pessoas que apresentam crises constantes, com numerosas vezes ao longo do ano todo.

Essas pessoas normalmente são as que ficam mais expostas aos alérgenos, ou em casa ou no trabalho. Nesses casos é preciso ter mais cuidado, uma vez que a tendência é que as crises fiquem cada vez piores, além de poderem ser provocadas por quantidade cada vez menor dos alérgenos.

Diagnóstico da rinite alérgica

A rinite alérgica pode ser diagnosticada por um clínico geral ou por um otorrinolaringologista. O diagnóstico pode ser feito através de exame clínico e de anamnese, com o apoio de exames complementares.

Esses exames podem incluir os testes cutâneo-alérgicos, a dosagem de IgE específica, a rinometria acústica, a rinomanometria, a citologia da secreção nasal e a prova de provocação nasal.

O paciente deve informar ao médico todos os sintomas e as condições das crises, uma vez que informações como épocas do ano ou substâncias que a pessoa tenha identificado podem ajudar no diagnóstico e no tratamento da rinite alérgica.

O teste de alergia feito na pele é o método mais comum e mais eficiente para identificar as alergias da rinite, revelando que tipo de alérgeno provoca a crise.

No caso de o paciente não poder fazer o teste cutâneo, em razão de reações alérgicas graves, por exemplo, pode passar pelos exames de sangue específicos para ajudar no diagnóstico, como, por exemplo:

  • Exames de sangue para medir os níveis de substâncias específicas relacionadas à alergia, como a imunoglobulina E, ou IgE, um anticorpo produzido naturalmente pelo organismo contra os alérgenos;
  • Hemograma completo para ajudar a revelar as alergias.

Tratamento da rinite alérgica

O tratamento da rinite alérgica pode ser feito de três maneiras: higiene ambiental, imunoterapia ou medicamentos.

Higiene ambiental

A forma mais simples de prevenir as crises de rinite alérgica é a higiene ambiental, evitando o contato com substâncias que provocam os sintomas. No entanto, isso nem sempre é fácil, uma vez que os carpetes, as cortinas, os tapetes e até mesmo bichos de pelúcia podem conter alérgenos.

Manter os ambientes da casa sempre bem ventilados e tomando sol também ajuda. Para a limpeza, é preciso sempre usar pano úmido, evitando produtos químicos, tintas, perfumes, fumaça de cigarro e inseticidas.

Solução salina

Usar soluções salinas para lavar as narinas ajuda a eliminar os alérgenos que se colam à mucosa nasal, prevenindo as crises em casos mais leves. O paciente deve lavar as narinas várias vezes por dia, inclusive limpando o nariz antes de usar qualquer outro medicamento.

Acupuntura

Como parte da Medicina Tradicional Chinesa (MTC), acupuntura é uma técnia que se utiliza da estimulação de pontos em diversas partes do corpo para o tratamento e prevenção de doenças.

Segundo estudos, a acupuntura tem auxiliado no tratamento de diversas doenças otorrinolaringológicas, inclusive a rinite alérgica , apresentando resultados satisfatórios.

O uso da acupuntura pode ser um pouco mais prolongado. No entanto, pode ser uma opção terapêutica sem os efeitos colaterais apresentados por alguns medicamentos para o tratamento da rinite.

Medicamentos

Os medicamentos usados para tratamento da rinite alérgica são os anti-histamínicos, ou antialérgicos, os descongestionantes nasais e os corticosteroides, que incluem o Desloratadina, Levocetirizina, Beclometasona, Dymista e Nasonex. Esses medicamentos auxiliam no tratamento e cura da rinite, amenizando os sintomas das crise e permitindo uma vida mais tranquila.

Vale lembrar que, independente do tratamento que você esteja fazendo, para aliviar os sintomas da rinite alérgica, é importante consumir muita água durante o dia e adotar uma dieta saudável com uma rotina regular de exercícios.

Comprar Medicamentos Online para Rinite Alérgica

Antes de comprar qualquer tratamento, a sua condição deve ser avaliada por um médico. Para comprar tratamento para Rinite Alérgica, como o Beclometasona, Desloratadina, Dymista, Levocetirizina e Nasonex, você terá que realizar uma consulta online que permitirá que a sua condição possa ser corretamente diagnosticada. Esta consulta contém questões médicas sobre a sua saúde em geral e, em particular, sobre esta condição, e garante que o tratamento seja o mais adequado para o paciente. Após a avaliação da consulta médica por parte dos nossos médico credenciados, será prescrita uma receita médica, que permitirá a compra do medicamento. Receba de forma rápida e discreta em 7 dias no Brasil.

O que considerar ao comprar medicamentos online:

  • Sempre dê preferência a compra do medicamento em uma farmácia online que mantém uma boa reputação (ex.: possui selos de qualidade e certificações);
  • A automedicação é algo extremamente desaconselhado nos círculos médicos. Além do risco do medicamento não ser adequado, o mesmo pode resultar em efeitos secundários desagradáveis ou riscos graves para a sua saúde;
  • Medicamentos não devem ser vistos como produtos de consumo regulares;
  • Medicamentos falsificados podem causar danos fatais à sua saúde;
  • Não passe pela tentação de e-mails "spam" oferecendo medicamentos muito baratos. Se algo parece bom demais para ser verdade, geralmente é;
  • Verifique o logotipo da farmácia online quando comprar medicamentos online; É possível também verificar o status de registro do farmacêutico, procurando o nome e endereço da farmácia que opera o site, como ele deve ser conectado a uma farmácia física;
  • Medicamentos vendidos em sites com má reputação podem apenas ter má qualidade ,no melhor dos casos, e causar danos fatais.

Lembre-se de que, se um site oferece a possibilidade de compra de qualquer medicamento de prescrição sem a necessidade de uma receita médica, o mesmo está operando fora da regulamentação e provavelmente não poderá lhe oferecer quaisquer das garantias mencionadas.

Se você está sofrendo com rinite alérgica e gostaria de adquirir um tratamento, os nossos médicos podem ajudar.

Você seleciona o medicamento que acredita ser o melhor para o seu caso, e o nosso médico analisará a sua condição de saúde atual e historial médico e emitirá a receita, se tal medicamento for seguro para tratamento da sua condição. Se o médico não estiver convencido de que tal tratamento é adequado para o seu caso, o mesmo enviará uma nota por email com as razões pelas quais não deveria utilizar esse medicamento. Se a consulta for aprovada, a nossa farmácia irá então dispensar o seu medicamento para entrega.

Fontes:

Como Funciona
Escolha o Medicamento
Preencha o Formulário Médico
O médico emite a sua prescrição
Medicamento é enviado da farmácia
Entrega gratuita
Feedback

Seu feedback

Como você classificaria o nosso site?