Equívocos sobre o Viagra

O Viagra não é apenas o remédio mais popular do mundo para o tratamento da impotência - ele é um dos remédios mais populares levando em consideração todas as categorias de medicação existentes.

Estima-se que o Viagra seja a sexta medicação mais vendida nos últimos anos. O remédio foi desenvolvido pela farmacêutica multinacional Pfizer, mas com a queda de sua patente há alguns anos atrás, perdeu espaço para algumas versões genéricas de preço mais acessível.

O segredo do sucesso deste medicamento é seu alto nível de eficácia em casos de disfunção erétil de diversas origens e níveis.

Com o nível de popularidade e frequente uso, é natural que existam por vezes dúvidas que surgem e que merecem ser esclarecidas de forma a fazer um uso seguro e eficaz. Conheça algumas delas abaixo.

Viagra aumenta a libido

Este é um engano bastante comum sobre o medicamento. O Viagra não é um fármaco desenvolvido com a intenção de aumentar a libido. Disfunções eréteis e sexuais relacionadas a falta de libido são tratadas com outro tipo de medicação e acompanhamento terapêutico e/ou psiquiátrico.

É importante por isso saber exatamente como funciona o Viagra. A composição do Viagra é vasodilatadora e, portanto, funciona apenas como facilitadora da ereção. O fármaco não tem qualquer efeito sobre o desejo sexual dos usuários. Relatos de pacientes neste sentido não são mais que efeito placebo.

Ao contrário do que muitos imaginam, o homem que está sob efeito do medicamento não mantém uma ereção durante todo o período de ação do Viagra. A ereção será apenas facilmente obtida quando o homem for sujeito a um estímulo sexual, físico ou psicológico, dentro do período de ação do fármaco.

Mulheres podem tomar Viagra para aumentar a líbido?

O Viagra não é indicado para mulheres. A noção equivocada de que este medicamento aumentaria a libido faz com que algumas mulheres experimentem o fármaco, mas ele não foi desenvolvido para este público e não deve ser consumido pelo mesmo.

Não há testes que comprovem a eficácia deste medicamento em mulheres e nem que verifiquem o risco do uso nesta população. Neste caso, pode não ser seguro para as mulheres o uso desta medicação.

Viagra funciona em qualquer situação

O Viagra tem uma eficácia de mais de 80%, mas como é o caso para qualquer medicação, nem sempre o Viagra funciona em todos os casos. No entanto, há situações pontuais em que ele pode não causar o efeito desejado, consequência ou não de fatores externos ao medicamento. Evite a possibilidade de não ter a eficácia desejada, tomando o medicamento de forma correta, como indicado pelo médico.

Caso o remédio não funcione, é aconselhável que se procure um médico especialista para que se tente o uso de outra dose (caso aplicável), outras medicações, para investigar as origens da disfunção e/ou para verificar se a impotência sexual apresentada não é sintoma de alguma doença.

Ereções são mais longas se eu tomar uma dose maior

Existem três doses de Viagra, mas indepententemente das mesmas, o tempo de atuação do medicamento será o mesmo: entre 4 e 6 horas, podendo ser mais duradouro para alguns indivíduos.

Apesar do que muitas vezes é tido como verdade, tomar doses maiores não faz com que tenha necessariamente uma ereção mais forte ou duradoura. Pelo contrário, a sobredosagem pode até oferecer graves riscos à sua saúde.

Antes de começar a tomar qualquer medicamento deve ler sempre a bula e todas as informações.

Neste caso é de extrema importância saber como deve tomar o Viagra. A Pfizer, que é a fabricante do remédio, recomenda que seja tomado no máximo um comprimido de Viagra por dia.

Viagra faz mal à saude

O medicamento é dos mais vendidos a nível mundial. É testado e analisado por entidades reguladoras como a FDA, ANVISA e o INFARMED regularmente pelo que seria impossível a comercialização do Viagra caso tivesse claros malefícios para a sua saúde. Se tomado de forma correta e segura, o Viagra apenas lhe traz benefícios.

Esclarecemos no entanto dois grandes equívocos:

Viagra pode viciar?

De um ponto de vista químico e orgânico, não é possível a ocorrência do vicío em Viagra, mas alguns homens desenvolvem dependência psicológica ao medicamento – ou seja, eles acabam acreditando que só conseguem atingir a ereção sob efeito do fármaco. Esse risco dá-se, principalmente, para usuários que fazem uso do fármaco sem qualquer necessidade.

É igualmente falsa a informação de que o medicamento perde sua eficácia quando usado repetidamente.

Viagra pode matar?

Quando consumido nas doses recomendadas o remédio não causa qualquer dano à sua saúde. Alguns pacientes, no entanto, não podem consumir a medicação, como aqueles que fazem uso de fármacos a base de nitrato. Nestes casos, não devem tomar Viagra especialmente sem acompanhamento médico. Em todos os outros casos, o Viagra tem se mostrado um medicamento seguro.

Viagra cura a impotência permanente

O Viagra é tido como eficaz em casos de disfunção leve ou severa com muita eficácia. O seu uso permite obter e manter uma ereção durante o período de ação do medicamento. Com a melhoria da performance, o casal vai ficar satisfeito e o usuário vai aumentar a sua auto-estima e níveis de auto-confiança, podendo contribuir então para ajudar a remover o "bloqueio" psicológico, normalmente maior causador deste problema.

Ainda assim, existem casos de impotência que não são resolvidos com o uso do medicamento. Existem outras alternativas para tratar a impotência sexual mesmo quando o fármaco não alcança o efeito desejado, mas elas devem ser debatidas com um médico especialista.

Viagra não precisa de prescrição médica

Esta dúvida começou a surgir maioritariamente assim que começou a existir uma grande proliferação no mercado online para venda de medicamentos para impotência. Com o fácil acesso, ficou a dúvida: posso comprar Viagra sem prescrição?

Medicamento de Prescrição Médica

O Viagra é uma medicação que deve ser vendida sob prescrição médica

É possível adquiri-lo legalmente sem a necessidade de uma consulta presencial, mas é recomendável que se faça uma consulta a um especialista se nunca utilizou o fármaco antes.

Não é recomendável o uso de Viagra por pacientes que não sofrem de qualquer tipo de disfunção erétil. O uso recreativo desta medicação pode ocasionar graves efeitos colaterais irreversíveis.

Onde pode ser comprado

O Viagra pode ser adquirido hoje em qualquer farmácia local ou pode também ser comprado online. No entanto, é preciso ser criterioso na hora de escolher onde comprar a medicação.

Existem muitos casos de falsificação de comprimidos, principalmente falsificações do Viagra, que contam com composições adulteradas bem como casos de comprimidos que não possuem a substância ativa. Estas versões, é claro, são vendidas a preços bastante inferiores ao do produto original, mas em casos como este o barato pode sair caro, já que o que está em jogo é a saúde do usuário.

Saiba Mais sobre Viagra Original

Fonte:

  1. Veja mitos e verdades sobre o uso do Viagra no sexo - URL: Doutissima.com.br
  2. Efeitos Colaterais de Viagra - URL: Medicinanet.com.br 
  3. Assunto: Cialis, Levitra, Viagra - URL: URO.com.br 
Atualizado em 16 de agosto de 2016

Como funciona
Passo 1 - Escolha o medicamento
Passo 2 - Preencha o formulário médico
Passo 3 - O médico analisa os seus detalhes e emite a sua prescrição
Passo 4 - O seu medicamento será enviado no mesmo dia ou no dia seguinte
Entrega gratuita