Outros Tratamentos
> Acne

Acne

Causas e Tratamentos do Acne

A acne é uma infecção bacteriana da pele, particularmente comum em pessoas mais jovens, mas que pode afetar pessoas de todas as idades. Sendo uma condição de pele inflamatória, pode causar espinhas, entre outros sintomas. Os sintomas desenvolvem-se geralmente na face, mas também podem afetar as costas e o peito. A acne é frequentemente o resultado de alterações hormonais, sendo mais comum após a puberdade ou em certos momentos do ciclo menstrual da mulher. A maioria das pessoas que sofre de acne tende a experienciar surtos durante a sua vida adulta jovem, porém, algumas são afetadas após esta idade.

A acne não tem de ser um problema permanente, especialmente com tratamentos que podem ajudar a lidar com as suas causas e a melhorar a aparência da sua pele. Podem estar indicados tratamentos de venda livre para infecções ligeiras a moderadas e medicamentos de prescrição para os casos mais graves. A euroClinix dispõe de três opções para o tratamento para acne: a Oxitetraciclina, a Diane 35 (Dianette) e o Duac, cuja indicação depende do tipo de pele e da gravidade da infecção.

Saiba mais sobre Acne
Nossos Serviços
Encontre o seu tratamento
Sobre nós
Nossos Serviços
Seleccione Medicamento
Preencha o formulário
O médico emite a sua prescrição
Entrega expresso para qualquer área de residência
Sobre nós

euroClinix é uma empresa que presta cuidados de saúde a nível internacional, oferencendo serviços médicos diferenciados, em múltiplas línguas.

Nós já tratamos mais de

1455315 pacientes

Veja o que eles pensam sobre nós...

  • Diagnóstico especializado e prescrição médica onlineNão desperdice seu tempo na sala de espera do médico
  • Entrega Expressa Grátis com máxima discrição4-6 (UPS) ou 7-12 (Correios) dias úteis em todo Brasil
  • Medicamentos originais e serviço de confiançaApenas o médico tem acesso à sua informação
Star Rating 4.7 6,642Comentários Review Logo
Dianette Diane 35 Online

Diane 35 (Dianette)

Star Rating 5 (181 Opiniões)
  • Garante quase 100% de proteção contra a gravidez
  • É possível comprar Dianette online após uma rápida consulta
  • Entrega no mesmo dia sem custo
Mais Informação
Oxitetraciclina Tratamento Acne

Oxitetraciclina

Star Rating 4.9 (30 Opiniões)
  • Trata o acne em 10 semanas
  • Toma diária (2 vezes ao dia)
  • Menos efeitos secundários que outros tratamentos para o acne
Mais Informação
Diane 35 Tratamento Acne

Dianette (Diane 35) Acne

Star Rating 5 (8 Opiniões)
  • Toma diária durante 3 semanas seguida de uma pausa de 1 semana
  • Melhora o aspecto da pele
  • Consulta online e entrega incluídos no preço
Mais Informação
Embalagem azul de Duac

Duac

Star Rating 4.9 (14 Opiniões)
  • Tratamento para o acne em gel
  • Aplicação diária
  • Melhora a aparência da pele
Mais Informação

O que é acne?

Muito comum na adolescência, a acne é o nome da condição apresentada pela presença de cravos e espinhas que surgem no rosto, nas costas e no colo, devido ao processo inflamatório das glândulas sebáceas e dos folículos pilossebáceos.

A acne não ocorre somente na adolescência. Pessoas que apresentam maior oleosidade na pele, podem levar o problema para a fase adulta, principalmente quando se trata do sexo feminino.

A acne é um dos problemas de pele mais comuns, e pode desencadear-se devido a fatores internos ou ambientais. A sobreprodução de sebo pelas glândulas sebáceas e o crescimento exarcerbado das mesmas resultam na obstrução dos poros, o que favorece o desenvolvimento de pontos negros, no caso de haver uma abertura que permita a oxidação do sebo, ou de pontos brancos quando o poro não é arejado.

Por outro lado, a obstrução dos poros causa uma redução na ventilação dos mesmos, permitindo o crescimento de bactérias Propionibacterium acnes. Estas bactérias fazem parte da flora normal da pele, e multiplicam-se preferencialmente na ausência de oxigênio. O crescimento bacteriano desencadeia uma resposta inflamatória por parte do sistema imunológico, que resulta no aparecimento de cravos e/ou espinhas.

Formação de acne no poro

Além do incômodo provocado pelas espinhas e pela presença dos cravos, a pessoa portadora do problema também sente os efeitos sobre sua aparência, já que as espinhas e cravos comprometem a aparência, alteram a pele e atingem o lado psicológico, fazendo com que a pessoa se torne tímida e insegura, trazendo depressão e infelicidade, além de baixar a autoestima, o que pode trazer sérias consequências até mesmo para a vida pessoal e profissional.

Os hormônios sexuais produzidos a partir do início da adolescência são os principais responsáveis pelo desenvolvimento da acne e pelas alterações das características apresentadas pela pele.

As lesões se desenvolvem mais comumente no rosto, podendo atingir também as costas, o peito e os ombros.

Os hormônios denominados andrógenos e estrógenos são produzidos, na mulher pelos ovários, e nos homens pelos testículos, além das glândulas suprarrenais, que estão localizadas sobre os rins, em ambos os sexos.

No público masculino, a produção de andrógenos é maior, enquanto que, para as mulheres, a produção maior é de estrógenos. No entanto, ambos os sexos apresentam hormônios dos dois tipos.

Os andrógenos são os responsáveis pelo início do funcionamento das glândulas sebáceas, que são mais presentes nas regiões onde a acne se desenvolve, além de estarem também no couro cabeludo.

As glândulas sebáceas permanecem inativas até a puberdade, ocasião em que, se a pessoa apresenta predisposição genética, começam a se manifestar as mudanças relacionadas com o conteúdo de gordura, ou sebo, que é a secreção sebácea natural da pele e do couro cabeludo.

Os principais sintomas da acne são os cravos; as pápulas, ou lesões sólidas arredondadas, endurecidas e eritematosas; as pústulas, apresentando lesões com pus; os nódulos, que são as lesões caracterizadas pelas inflamações, que podem se expandir pelas camadas mais profundas da pele, sendo geralmente mais dolorosas e, em determinadas situações deixando cicatrizes.

Nas mulheres, a acne pode apresentar incidência também diante de situações de estresse ou durante o período menstrual. Alguns medicamentos, como os corticoides, vitaminas do complexo B, exposição exagerada à radiação solar, contato com cosméticos mais gordurosos, determinadas épocas do ano (principalmente no inverno) e o hábito tão comum de mexer nas lesões, espremendo os cravos e espinhas, podem piorar o quadro.

Um mito sobre a acne é que se trata de sangue contaminado com impurezas, mas a acne é um problema estritamente pessoal e orgânico, não sendo contagiosa.

Veja a diferença entre os poros de uma pele normal e os poros de uma pele afetada pela acne:

Tratamento acne através da pílula contraceptiva

Como posso saber se sofro de acne?

Esta condição de pele é geralmente caracterizada pela formação de cravos ou espinhas na pele, costas e peito, sendo estas as áreas onde os folículos sebáceos tendem a ser mais densos. Porém, a acne pode apresentar mais do que borbulhas avermelhadas na superfície da pele. Outras formas de acne incluem pontos brancos, pontos negros, pápulas, pústulas, nódulos e quistos.

Causas da acne

Como referido anteriormente, a acne tende a aparecer mais frequentemente nas zonas onde as glândulas sebáceas estão presentes em maior número. Este fato deve-se a estas glândulas produzirem sebo, uma substância natural que ajuda a hidratar e a proteger a pele.

Contudo, se for produzido muito sebo, este pode tornar a pele oleosa, resultando no bloqueio dos poros e na formação de acne. O excesso de produção de sebo é frequentemente associado a androgénios, hormonas masculinas, que podem influenciar a actividade das glândulas sebáceas.

Podem ocorrer alterações nos níveis de androgénios durante a puberdade, gravidez e menstruação. O síndrome de Cushing e os ovários poliquísticos podem também ser uma causa da acne, apesar de mais rara.

Os medicamentos podem também influenciar os níveis hormonais, tais como os contraceptivos orais ou os cremes esteroides tópicos. Alguns cosméticos podem igualmente ter efeitos na pele.

Causas da Acne

Causas da acne na idade adulta

A causa universal é a obstrução dos poros, fruto da hipersecreção sebácea e da proliferação exagerada das suas glândulas produtoras. No entanto, em cada caso, estes fenómenos podem dever-se a diferentes fatores.

Alterações hormonais

Uma das possíveis causas para a acne durante a idade adulta são as alterações hormonais, que podem atingir homens e mulheres. No entanto, elas são mais comuns entre o sexo feminino. Neste caso, terapia hormonal de substuição (THS) pode ajudar nos sintomas.

Distúrbios relacionados às glândulas suprarrenais ou mesmo alterações metabólicas podem aumentar a sensibilidade da pele à testosterona e outros hormônios masculinos, que estão diretamente ligados à produção de oleosidade. E o aumento de óleo na pele pode provocar o aparecimento de espinhas.

Nas mulheres, estados como gravidez ou menstruação também podem trazer algum desequilíbrio hormonal. Mulheres que sofrem de síndrome dos ovários policísticos também tendem a sofrer com o aparecimento de acnes.

Medicamentos

A acne também pode ser causada pela ingestão contínua de remédios que contêm hormônios sintéticos em suas fórmulas. Assim como os hormônios naturais, os sintéticos podem provocar o aumento da oleosidade natural da pele.

Entre esses medicamentos, estão anticoncepcionais, anticonvulsivos, esteroides anabolizantes e sistêmicos, remédios para tireoide, imunossupressores, dosagens fortes de B12, B1, B6 e D2, entre outros.

Uso de cosméticos

Usar maquiagem todos os dias pode causar acnes, principalmente se os produtos não forem de qualidade ou a remoção deles não for feita corretamente. Os resíduos desses produtos entopem os poros e não deixam a pele respirar, provocando as espinhas.

Na hora de utilizar cremes e maquiagens, o melhor é apostar em produtos com fórmula "oil free", ou seja, fórmula não oleosa. A higiene da pele também é indispensável: antes e depois da maquiagem, é preciso lavar, tonificar e hidratar o rosto.

Pessoas de pele delicada também precisam ficar atentas e não utilizar cosméticos que deixem a pele ainda mais sensibilizada ou irritada. O uso de determinados produtos está entre algumas das possíveis causas da acne. Na dúvida, o melhor é consultar um dermatologista.

Uso de produtos sensibilizantes

Também o uso de determinados cosméticos, irritantes ou produtos comedogénicos (causadores de comedões, depósitos de sebo) pode despoletar o aparecimento de lesões do acne ou semelhantes. Esta sensibilidade pode ser também ela característica de cada indivíduo, que deve avaliar cada produto da sua rotina.

Estresse

O estresse também pode ser uma das causas para a acne em adultos, já que ele é um dos responsáveis pelo aumento dos níveis de cortisol, hormônio ligado ao aumento da oleosidade natural da pele.

O estresse de forma continuada leva ao aumento da produção de androgénios, hormônios masculinos, nos quais se inclui a testosterona. Maiores níveis de testosterona podem exacerbar a produção de sebo.

As dificuldade, o nervosismo e a pressão da vida cotidiana acabam surtindo efeito sobre os níveis hormonais e contribuindo para o aumento da produção de sebo natural (oleosidade) da pele.

Alimentação inadequada

Alimentos que elevam os níveis de insulina no organismo podem causar acne, pois a atuação dela sensibiliza a pele à ação dos androgênicos. Por isso, alimentos como arroz, pães, massas e a maioria dos doces devem ser consumidos com moderação para evitar o aparecimento de espinhas.

Expor-se ao sol por muito tempo sem a devida proteção também pode favorecer o aparecimento de acne e outras infecções provocadas pelo calor, suor e a proliferação de bactérias. Por isso, além de redobrar a higiene durante os dias quentes, é importante utilizar um protetor solar adequado, com fórmula não oleosa.

Como evitar a acne?

Existem alguns cuidados básicos muito importantes na prevenção da acne. O principal deles é a higiene. Invista em sabonetes próprios para lavar o rosto, além de um bom tônico ou loção adstringente para limpar os poros.

A alimentação também merece atenção. Procure incluir alimentos nutritivos como legumes, frutas e verduras em sua dieta. Evite comidas gordurosas ou muito calóricas, assim como excessos de carboidrato em suas refeições.

Se você tem o hábito de usar maquiagem no dia a dia, diminuir um pouco o uso dos cosméticos e dar um descanso para a pele pode ser uma boa ideia. Mas se você não pode deixar de usar os produtos, mantenha-a sempre tonificada, hidratada. E jamais durma sem remover quaisquer vestígios de maquiagem.

Não tome remédios por conta própria e, caso perceba o aparecimento de acne após começar algum tratamento, fale com o seu médico e explique a situação. Ele poderá indicar outro medicamento ou mesmo identificar a outra fonte do problema.

Tomar sol apenas após passar o protetor solar adequado ao seu tipo de pele (seca, mista ou oleosa) e fazer uso diário do produto durante nos meses de verão é mais do que recomendável, é essencial.

Já quanto ao stresse, procure relaxar. Respire fundo. Tire algum tempo para você, uma vez que isto garante uma mente mais equilibrada e tranquila – e o corpo mais harmonioso e saudável também.

Tratamento para acne

A acne pode ser tratada de várias formas, sendo a escolha do tratamento dependente da severidade da infecção. Os tratamentos mais frequentemente usados para tratar a acne, disponíveis para venda livre, incluem cremes, loções, sabões ou géis que geralmente contêm ácidos alfa hidroxi, peróxido de benzoílo, ácido salicílico ou enxofre. Estes tratamentos podem ser eficazes no controle das formas mais leves de acne, porém, em casos mais graves, devem ser usados medicamentos de prescrição.

Os tratamentos de prescrição são geralmente antibióticos que podem eliminar as bactérias diretamente ou tratamentos hormonais que focam na causa da acne. Existem tratamentos também conhecidos como retinóides, que minimizam o bloqueio dos poros pela descamação das células cutâneas. Os tratamentos de prescrição podem ser tópicos ou orais e incluem, entre outros, a pílula contraceptiva Dianette (Diane 35) e os antibióticos Minocin e Oxitetraciclina.

Como tratar acne na idade adulta?

Os tratamentos para acne podem variar muito, já que existem diferentes fatores que podem causá-la. É muito importante identificar o motivo do problema para conseguir encontrar a solução mais eficaz. Para não se enganar, o melhor é consultar um profissional de saúde, que poderá solicitar os exames necessários para melhor avaliar o quadro.

No caso de mulheres que sofrem com ovários policísticos e outras ocorrências de desequilíbrio hormonal, por exemplo, alguns anticoncepcionais podem ser de grande ajuda para reestabelecer o equilíbrio do organismo.

Atualmente, até mesmo antibióticos podem ser recomendados para o tratamento das inflamações, dependendo da gravidade do problema. Cremes, pomadas, sabonetes, comprimidos... O dermatologista saberá avaliar cada situação e recomendar a saída mais apropriada para o seu problema.

Tratamento da Acne

Entre alguns dos tratamentos mais recomendados pelos médicos, esteticistas e outros profissionais para combater a acne, temos:

  • Medicamentos de uso tópico, capazes de controlar a produção de oleosidade da pele;
  • Sabonetes e esfoliantes para fazer a limpeza completa da pele e desobstruir os poros.
  • Anticoncepcionais com função antiandrogena, que bloqueiam os efeitos de hormônios masculinos e ajudam a regular as alterações hormonais;
  • Isotretinoína, substância derivada da vitamina A que reduz as glândulas sebáceas e faz com que as mesmas voltem ao tamanho habitual;
  • Antibióticos que reduzem a proliferação de bactérias, mas o tratamento com esse tipo de fármaco só deve ser iniciado com receita médica;
  • Ácido azelaico para diminuir a quantidade de ácidos graxos na superfície da pele. Também possui ação antibacteriana;
  • Ácido retinoico para controlar a oleosidade e auxiliar na eliminação de células mortas através da microesfoliação. O tratamento também possui ação clareadora e secativa, ajudando a combater marcas deixadas pela acne;
  • Tratamentos a laser também inibem o crescimento de bactérias que podem causar a acne.

Entre os medicamentos de prescrição médica mais utilizados no tratamento da Acne, estão:

Oxitetraciclina
oxitetraciclina
Consulta
Diane 35
Diane 35
Consulta
Duac
Duac
Consulta

No caso do acne persistir, deve ser consultado um dermatologista, para que seja prescrita medicação adequada. O tratamento é semelhante ao do acne no adolescente, uma vez que o problema assenta em questões hormonais, mas quando tomado pelo adulto devem ser ponderados outros fatores na hora da decisão.

A toma de isotretinoína é eficaz em cerca de 2/3 dos casos de acne. Contudo, a sua toma pode ser prejudicial em mulheres adultas, uma vez que em caso de gravidez este medicamento pode desencadear malformações no feto. Assim, no decurso do tratamento a mulher não poderá engravidar.

Alternativamente, pode recorrer-se ao uso de cosméticos indicados para peles acneicas ou outros medicamentos de ação tópica, como por exemplo o peróxido de benzoílo, um antibiótico. Em qualquer dos casos, a limpeza da pele bi-diária com um produto adequado é essencial para a remoção do excesso de sebo produzido, e consequentemente para o desaparecimento das borbulhas e/ou comedões.

Em casos muito específicos, algumas mulheres podem necessitar de tratamento hormonal, sendo-lhes prescrita uma pílula contraceptiva combinada com potencial anti-androgénico como a Diane 35.

Como a pílula atua para o tratamento da acne

A pílula anticoncepcional apresenta um resultado em longo prazo para o tratamento da acne. Como sua função é manter os níveis regulares de hormônios sexuais femininos, sua ação no organismo feminino mantém a oleosidade normal da pele, evitando que os folículos produzam gordura em excesso.

Dessa forma, a pele se mantém em estado normal, sem oferecer condições para o desenvolvimento das espinhas e impedindo o surgimento de cravos.

A pílula anticoncepcional ajuda no controle dos hormônios e reduz a oleosidade da pele. Como consequência, as espinhas e os cravos não se desenvolvem.

Para a mulher, é importante também saber que o anticoncepcional injetável não é indicado para combater a oleosidade e o desenvolvimento de acne em sua pele. Os efeitos do anticoncepcional injetável podem variar muito, não apresentando, de forma geral, os efeitos desejados.

Quais são as principais pílulas usadas para tratar acne?

As principais pílulas anticoncepcionais para o tratamento da acne são aquelas que apresentam os seguintes princípios ativos:

Etinilestradiol, combinado com drospirenona, que estão presentes nas pílulas das marcas Elani, Aranke, Generise e Althaia;

Ciproterona, presente nas marcas Diane 35 (Dianette), Selene, Diclin e Lydian;

Gestodeno, presente nas marcas Femiane, Tâmisa 20, Mirelle e Gynera.

Uma das pílulas mais indicadas pelos médicos para tratamento de acne, além de servir também para tratamento de ovário policístico e excesso de pelo (hirsutismo), é a Diane 35 (Dianette), que oferece ação antiandrogênica.

Após algumas semanas é possível perceber uma melhora na acne e, em alguns meses, a acne pode ter desaparecido por completo, bem como o excesso de pelo.

É preciso lembrar que as marcas apresentadas são generalizadas, sendo recomendadas para a proteção contra gravidez indesejada. Para fazer uso de uma pílula específica, que possa também combater a acne, a mulher deve consultar o seu médico.

A indicação médica, em todos os casos, é a mais recomendada, também porque a mulher deve saber por quanto tempo deve usar o medicamento no combate à acne. Os efeitos variam de organismo para organismo e os resultados podem aparecer entre 3 a 6 meses de uso contínuo a partir do início do tratamento.

"Lembre-se de que os resultados são bastante relativos. Os anticoncepcionais podem variar muito de um organismo para o outro e, portanto, a escolha da melhor pílula para o tratamento da acne deve ser feita em conjunto com um médico de confiança."

Fontes:

Como Funciona
Escolha o Medicamento
Preencha o Formulário Médico
O médico emite a sua prescrição
Medicamento é enviado da farmácia
Entrega gratuita
Feedback

Seu feedback

Como você classificaria o nosso site?