Diagnóstico da Alopécia

Para a maioria das pessoas, o diagnóstico da queda de cabelo é simples. A calvície masculina (alopécia androgénica) é de longe a forma mais comum de calvície e segue um padrão natural, geralmente com o recuo da linha do cabelo nas têmporas. O cabelo vai depois enfraquecendo no topo do couro cabeludo e à sua volta, criando gradualmente uma careca. O cabelo restante presente no topo da cabeça vai lentamente caindo até apenas estar presente cabelo na parte de trás e de lado da cabeça.

Contudo, existem outros tipos diferentes de calvície. Para alguns esta pode ser bastante subtil; pode notar uma grande quantidade de cabelo que cai quando toma banho ou duche, presença excessiva de cabelos na sua escova de pentear, ou roupa, ou o aparecimento de peladas. O diagnóstico de queda de cabelo é geralmente determinado pela observação do padrão de perda capilar na sua cabeça. Algumas formas de queda capilar podem ser o sintoma de uma desordem mais grave, motivo pelo qual de procurar aconselhamento médico de forma a receber um diagnóstico completo da queda capilar, quer pessoalmente ou contactando o nosso médico online.

Tipos de Alopécia

A alopécia é o nome médico dado à perda de pêlos ou cabelos em qualquer parte do corpo. Não se refere apenas a um tipo de perda capilar, mas a vários tipos, causados por factores diferentes. Qualquer pessoa pode sofrer de alopécia, a qualquer idade, independentemente do género.

Alguns dos tipos de alopécia são:

Alopécia Difusa

Este tipo de perda capilar consiste no enfraquecimento do cabelo do escalpe e é mais popular em séniores, mulheres e homens. É mais comum nas mulheres e pode ser causada por vários factores, desde uma dieta e nutrição pobres a efeitos hormonais, medicamentos e problemas psicológicos.

alopécia difusa

Alopécia Areata

Este tipo de queda de cabelo é também genética e mais comum em crianças e em pessoas com problemas no sistema imunitário. Resulta em peladas temporárias e ocorre em casos raros quando as pessoas ficam doentes com doenças auto-imunes, o que leva o sistema imunitário do corpo a atacar os seus próprios tecidos.

alopécia areata

Alopécia Total

Como o nome sugere, alopécia total é o nome dado à completa perda de cabelo. Esta forma de calvície apenas ocorre na cabeça. As causas são desconhecidas, mas acredita-se que o stress ou as desordens auto-imunes podem ser a razão da queda total de cabelo.

alopécia total

Alopécia Mucinosa

Muito pouco é sabido acerca desta queda capilar em particular, mas ocorre quer no escalpe ou face e deixa pequenas zonas sem cabelo ou pêlos. Estas peladas estão cobertas por pele escamosa irregular. A causa é desconhecida mas pode estar relacionada com uma doença sistémica. Deve procurar o diagnóstico formal de um médico se a experienciar.

alopécia mucinosa

Alopécia Effluviem

Esta é apenas uma forma temporária de perda capilar e é causada por stress ou factores psicológicos. Consiste tanto na queda de cabelo como no enfraquecimento capilar. Factores stressantes levam os folículos capilares a entrar numa fase de descanso, impedindo o crescimento de novo cabelo.

alopécia effluviem

Alopécia de Tracção

Esta é uma forma bastante comum de queda capilar, devido essencialmente às causas: puxar, pentear e utilização de calor (secador e ferro de modelar). Os puxões e a tensão impedem que os folículos capilares desenvolvam novas células capilares. Deve alterar os seus hábitos de pentear e usar bons produtos de tratamento para parar este tipo de perda de cabelo.

alopécia de tracção

Alopécia Barbae

Apenas presente em homens, a alopécia barbae é um tipo de alopécia arreata e consiste numa perda de pêlos súbita e temporária numa determinada zona. Neste caso, a queda ocorre na zona da barba masculina. As causas são desconhecidas, mas sabe-se que o stress e potenciais desordens imunes possam estar associadas. Um diagnóstico formal é recomendado se a experienciar.

alopécia barbae

Alopécia Androgénica (Calvície Masculina)

A calvície pode ser causada por vários outros factores, como alergias, queimaduras, lesões, certos medicamentos, radiação e quimioterapia, anemia, má função da tiróide, toxinas e falência renal.

Se tem entre 25 e 45 anos, e tem queda de cabelo, é provável que sofra de alopécia androgénica- também conhecida como calvície masculina. Tanto os homens como as mulheres podem sofrer de calvície de padrão masculino, apesar de ser muito mais comum em homens. Se ocorrer em mulheres, geralmente ocorre depois da menopausa.

Calvície padrão masculina

A alopécia androgénica, ou calvície masculina, é causada por um processo hormonal e é na maioria dos casos transmitida geneticamente. Tanto os homens com as mulheres têm presente a hormona testosterona. A testosterona nas pessoas que sofrem de calvície masculina é convertida em dihidrotestosterona (DHT) em elevadas quantidades pela enzima 5-alfa-reductase. A DHT minimiza os folículos capilares e inibe o crescimento do cabelo. Se algum cabelo conseguir crescer vai ser fraco e fino. Atrasando também a produção capilar.

Esta condição genética é geralmente transmitida pelos pais e é primeiramente notada aos 20 e poucos anos, podendo muitos homens ser afectados durante a adolescência. Existem contudo tratamentos disponíveis, que podem ajudar o crescimento do cabelo, bem como métodos para prevenir que piore.

Tratamento para a Queda de Cabelo

Como funciona
Passo 1 - Escolha o medicamento
Passo 2 - Preencha o formulário médico
Passo 3 - O médico analisa os seus detalhes e emite a sua prescrição
Passo 4 - O seu medicamento será enviado no mesmo dia ou no dia seguinte
Entrega gratuita