Maneiras para controlar a ejaculação precoce

A ejaculação precoce acontece quando um homem chega ao orgasmo antes do clímax da relação sexual, o que pode ocasionar a falta de prazer da parceira (o) e, muitas vezes, impede até mesmo a penetração - atrapalhando aqueles casais que planejam ter filhos.

Viver à sombra da ejaculação precoce é uma coisa muito ruim para a maioria dos homens e pode ocasionar danos psicológicos irreversíveis ao indivíduo. Compartilhamos aqui os diversos métodos de tratamentos ou prevenção da ejaculação precoce.

"Em casos de problemas recorrentes com a ejaculação, o homem deve primeiramente procurar um médico - Muitos buscam por opções naturais, remédios homeopáticas ou investem em mudanças de hábitos, mas o sucesso do tratamento apenas pode ser garantido com meios testados cientificamente."

Métodos e técnicas para controlar a ejaculação prematura

O tratamento contra a ejaculação precoce pode incluir vários métodos. Entre eles destaca-se a psicoterapia e o uso de antidepressivos para controlar a ejaculação do homem na hora do ato sexual. O medicamento funciona como inibidor seletivo da recaptação da serotonina, aumentando, assim, a quantidade da substância no cérebro. Atualmente, muitos médicos receitam o Priligy para o tratamento contra a ejaculação precoce por ser o único medicamento que teve a eficácia comprovada cientificamente.

Dados do Priligy
Wartec
Nome: Comercializado como Priligy ou Dapoxetina
Fabricante: Menarini
Princípio ativo: Dapoxetina
Aplicação: Homens com mais de 18 com ejaculação precoce
Dispensa: Medicamento sujeito a receita médica
Comprar Priligy agora

O antidepressivo funciona como um aliado para o problema da ejaculação precoce, já que o remédio reduz o nível de ansiedade do homem, controlando a resposta ejaculatória na hora do sexo. Porém, neste processo, o homem precisa contar com a ajuda de uma parceira muito cooperativa, fazendo com que ele se sinta bem e que sinalize se o tratamento está trazendo resultados positivos. O medicamento ajuda em casos que a auto-confiança e ansieade sejam a causa, acredita-se que com a recuperação da auto-confiança com relações bem sucedidas o uso do medicamento não seja mais necessário.

O maior problema nos casos de ejaculação prematura é a dificuldade que muitos homens têm em aceitar a situação por puro machismo. Logo, uma mudança de postura deve ser a primeira ação para sair do bloqueio sexual. Ao procurar um especialista no assunto, o homem já iniciará o tratamento.

" Apenas após análise das causas e procedências da Ejaculação prematura o seu médico será capaz de estabelecer o melhor tratamento. Alertamos atenção às mais variadas opções (inofensivas) que o mercado oferece. Algumas delas podem causar danos irreversíveis à saúde do usuário."

A terapia sexual traz muitos benefícios para o homem que sofre de ejaculação precoce. Aliando esse tratamento com o uso de Priligy, em pouco tempo, o homem conseguirá superar a condição. Porém, não existem milagres, sendo preciso seguir uma série de orientações para que tudo ocorra da melhor forma possível.

1- Tratamentos com medicamentos de prescrição para controle da ejaculação

Atualmente, o Priligy é o único medicamento comprovado cientificamente como eficaz no tratamento da ejaculação precoce. O princípio ativo do Priligy é a dapoxetina, substância especialmente desenvolvida para permitir que o homem sofra um retardo no momento da ejaculação, agradando assim a parceira. Dessa forma, a ejaculação do homem pode ocorrer em cinco ou dez minutos após o início da penetração.

O Priligy é um medicamento novo no mercado farmacêutico, que vem alcançando sucesso devido a sua eficácia no tratamento contra a ejaculação precoce. Há alguns anos, os médicos receitavam apenas antidepressivos para tratar o problema. Hoje, o mais indicado tem sido o Priligy. Isto se deve aos excelentes resultados obtidos com o fármaco.

O homem deve tomar Priligy trinta minutos antes da relação sexual. Dessa forma, ocorrerão efeitos que farão com que o processo de ejaculação seja lento. Com isso, o homem adia o orgasmo, oferecendo mais prazer sexual à parceira. De acordo com estudos clínicos, uma única dose de Priligy pode aumentar o tempo de ejaculação em até 300%.

O tratamento com o princípio ativo dapoxetina provoca poucos efeitos colaterais, sendo que em grande parte dos casos nem sequer apresenta reações adversas, contribuindo muito para a melhora da vida sexual de homens entre 18 e 64 anos que sofrem com os problemas causados pela ejaculação precoce.

Porém, o medicamento Priligy não deve ser administrado em pacientes que tenham mais de 65 anos e que sofrem com a ejaculação precoce. Além disso, homens que estão na faixa etária (18 aos 64 anos) devem aguardar 24 horas após a ingestão da dose, para voltar a tomar a medicação. Caso esta recomendação não seja atendida, podem ocorrer efeitos secundários graves.

Entre os efeitos secundários estão dores de cabeça, má disposição e náuseas. Outros sintomas foram relatados, mas em uma parcela muito pequena de usuários do medicamento. Estes apresentaram visão turva, pressão alta, pupilas dilatadas. Em menos de 1% dos voluntários de pesquisas realizadas com o Priligy foram diagnosticados essas reações adversas.

A dapoxetina, que é o princípio ativo do Priligy, funciona como inibidor seletivo da recaptação da serotonina, assim como no caso dos antidepressivos. Porém, o Priligy diferente de outros anti-depressivos tem resultados científicos que comprovam sua eficácia especifícamente contra a ejaculação precoce, funcionando de forma exata para combater essa problemática enfrentada por homens em diferentes faixas etárias.

Serotonina na Ejaculação Precoce

Geralmente, esse fármaco é indicado para pessoas que sofrem com depressão, ansiedade, ou outras desordens de personalidade. Com isso, o Priligy se tornou um importante aliado no combate à ejaculação precoce, pois a ansiedade está presente em praticamente todos os homens que sofrem do problema.

O Priligy funciona como se fosse um antidepressivo no cérebro do homem - O homem, ao ter a ejaculação recebe uma mensagem de comando para o sistema nervoso, atingindo o pênis e outros músculos genitais e dessa forma, ocorre o orgasmo masculino - A dapoxetina realiza uma ação para enganar o cérebro, reduzindo a captação da mensagem enviada por ele. Com isso, o pênis continua realizando os estímulos na parceira por um longo tempo. Assim, o homem consegue ter o controle total da sua ejaculação.

" Priligy é um inibidor selectivo da recaptação da serotonina (ISRS). É um comprimido tomado sobre demanda por homens para aumentar o tempo até a ejaculação. Priligy atrasa as reações químicas que causam a ejaculação, aumentando os níveis de serotonina no cérebro."

Os estudos clínicos com Priligy mostram resultados muito positivos sobre a ejaculação precoce. Segundo dados científicos, a ejaculação pode aumentar de apenas 4 segundos para até quatro minutos, já que a dapoxetina age de forma direta sobre os neurônios fazendo com que ocorra um orgasmo satisfatório, tanto para o homem quanto para a mulher.

2- Remédios caseiros para ejaculação precoce

Há vários remédios caseiros que podem ser usados para auxiliar no tratamento da ejaculação precoce. Porém, depende muito de cada indivíduo para que algum resultado seja atingido com o uso de produtos sem comprovação científica para combater um problema tão grave. Hoje, o único medicamento cientifícamente comprovado a ajudar a combater a ejaculação prematura é o Priligy. Mas, o indivíduo pode optar por outros métodos, principalmente naturais, se a condição não seja recorrente ou esteja em fase inicial.

Os médicos recomendam uma boa alimentação de modo geral para evitar que qualquer condição de saúde se agrave, mas há alguns alimentos que são popularmente mencionados por ajudar no problema, mesmo que não tenham embasamento cientifíco para a solução especifíca para o problema. A dieta do homem que sofre de ejaculação precoce deve ser rica em frutas e legumes, que são essenciais para garantir o bom funcionamento do organismo. Assim, fica mais fácil também combater doenças que o homem pode estar sujeito ao longo da vida.

dieta saudável para ejaculação

O consumo de álcool e café deve ser evitado, principalmente por quem tem ejaculação precoce, já que pode contribuir de forma significativa para o agravamento da ansiedade, que está entre as principais causas da ejaculação prematura. Os fumantes devem abandonar o vício, se quiserem satisfazer as parceiras de forma mais eficiente.

Alguns alimentos podem ser incluídos na alimentação para ajudar com o problema da ejaculação precoce, como os espargos, que garantem uma melhora no desejo sexual do homem. Além disso, o alimento é rico em vitamina E, que é a principal para garantir o bom funcionamento dos hormônios masculinos.

Inclua ainda na alimentação os ovos, que são fonte de vitamina D, que ajuda muito a ativar o "apetite" sexual masculino. O consumo de dois ovos por dia aumenta, de forma considerável, os níveis de testosterona no homem. A cenoura também ajuda no combate da ejaculação prematura, pois suas vitaminas fortalecem os músculos penianos, regularizando o fluxo sanguíneo no órgão genital masculino.

A aveia quando incluída no cardápio do homem que sofre com ejaculação precoce pode também apresentar efeitos positivos, pois contém serotonina, assim como os antidepressivos capazes de auxiliar no combate ao problema.

"  Uma boa alimentação pode ser útil para prevenir e tratar de maneira natural diversas condições na fase inicial. Aliás uma boa alimentação e bons hábitos é algo que todos nós deveriamos seguir em geral não apenas pensando em uma possível condição médica. "

Outros alimentos conhecidos popularmente como auxiliares no combate a ejaculação precoce são abacate, nozes e cereais.

Entre as ervas para garantir uma ejaculação eficiente, estão o nacre, que também é conhecido como Zhen Zhu Mu, muito usada na medicina chinesa para combater a ansiedade. Outras ervas que podem ser usadas para combater a ejaculação antecipada são cuscuta, semente de Flatstem Milkvetch e curculigo.

3- Remédios naturais e homeopáticos para ejaculação prematura

Existem alguns remédios naturais e homeopáticos que são mencionados por ajudar a resolver o problema da ejaculação precoce, mas também são meios sem embasamento cientifíco e mais relacionados a experiências individuais. O paciente pode fazer uso dessas substâncias para auxiliar no tratamento do problema, mas é importante procurar um especialista no assunto.

O chá de alecrim com chapéu de couro e catuaba, por exemplo, pode ser usado por homens que enfrentam o dilema de sofrer com ejaculação prematura, esse é considerado um tratamento alternativo, porém controverso. O chá precisa ser consumido quatro vezes ao dia durante sete dias. Já o xarope caseiro com mel, guaraná e ginseng deve ser ingerido diariamente, esse contribui para uma melhora da circulação sanguínea, ajudando a potencializar a ereção peniana. Além disso, esse xarope é considerado um energético muito potente.

Alecrim para ejaculação

O chá com cascas de marapuama é outra sugestão recomendada por quem acredita na eficácia dos remédios naturais, já esse que ajuda aumentar a libido e o desejo sexual. A catuaba pode ainda ser preparada como chá através das raízes da planta, um importante potencializador do apetite sexual.

Por último, aparece o chá de yohimbe, um preparado com as cascas secas da planta. Os efeitos prometidos pela erva são os mesmos dos demais: ajuda a aumentar a libido, mantendo a ereção sexual. Há muitos chás que prometem melhorar o desempenho sexual do homem, mas nenhum tem sua eficácia comprovada de forma cientifica, por meio de pesquisas sérias. Logo, todos fazem parte apenas de crenças populares .

Já a homeopatia oferece também alguns medicamentos que prometem dar fim à ejaculação prematura. Porém não há eficácia comprovada. Um exemplo é o Caladium, que segundo a medicina homeopática, age de forma direta no órgão sexual masculino, curando a impotência e a falta de apetite sexual.

O Agnus castus é outro exemplar da homeopatia que auxilia no tratamento contra a ejaculação precoce, sem nada comprovado cientificamente. Aparece na lista dos remédios homeopáticos que prometem um milagre contra a ejaculação precoce: Lycopodium, Selênio, Barita, entre outros. A recomendação é procurar sempre a ajuda de um especialista no assunto, mesmo quando o paciente quer fazer o tratamento homeopático.

" Apenas após analise das causas e procedências da Ejaculação prematura o seu médico será capaz de estabelecer o melhor tratamento. Alertamos atenção às mais variadas opções (inofensivas) que o mercado oferece. Algumas delas podem causar danos irreversíveis à saúde do usuário."

4- Medicamentos paliativos vendidos sem receitas para ejaculação precoce

Existem alguns suplementos disponíveis no mercado, como cremes, pomadas, géis e sprays que ajudam a combater a ejaculação prematura, mas nenhum deles possui eficácia comprovada, agindo, em muitos casos, como um medicamento placebo, cujo efeito não é comprovado em nenhum dos pacientes que sofrem com o problema.

Geralmente, esses medicamentos são produzidos com lidocaína, um anestésico local. Dessa forma, ao aplicar no pênis ocorrerá a redução da sensibilidade no órgão genital masculino. Os homens sempre aderem a esse tipo de medida paliativa porque é mais acessível, já que nem é preciso ter receituário médico para adquiri-los. Dessa forma, esses produtos passam a funcionar como uma "muleta", sem ação duradoura. A parceira do homem que usa tal substância terá a sensibilidade do órgão genital feminino reduzida também, pois a lidocaína tem efeito anestésico. Ou seja: se para o homem ajuda a manter a ejaculação por mais tempo, já para a mulher o orgasmo é insatisfatório.

Existem alguns suplementos disponíveis no mercado que ajudam a melhorar o tempo da ejaculação:

  • Tribulus terrestris: essa erva faz parte da medicina chinesa e indiana. Há milhares de anos, vem sendo estuda pela medicina, mas sua eficácia nunca foi comprovada de forma científica. A planta aumenta os níveis de testosterona do homem, ajudando a elevar a produção do hormônio masculino. Porém, ela não tem se mostrado útil para combater a ejaculação prematura;
  • Ginseng: encontrada no hemisfério norte, essa erva se mostra capaz de auxiliar a disfunção erétil e o diabetes, sendo considerado um afrodisíaco muito potente. Os estudos clínicos da erva não demonstram com clareza que ela é eficiente na melhora de tempo da ejaculação do homem;
  • ZMA: esse suplemento é rico em zinco, magnésio e vitamina B6, contribuindo para o aumento de massa muscular e a produção de testosterona. Em seis meses, os pacientes que usaram o suplemento tiveram aumento de no nível de testosterona, com um consumo de 30mg por dia, segundo estudos clínicos. No entanto, nada foi comprovado para ajudar na melhora da ejaculação.

Outros suplementos utilizados para auxiliar na ejaculação prematura: maca peruana, feno grego, bagas goji, entre outros.

" Apenas após análise das causas e procedências da Ejaculação prematura o seu médico será capaz de estabelecer o melhor tratamento. Alertamos atenção às mais variadas opções (inofensivas) que o mercado oferece. Algumas delas podem causar danos irreversíveis à saúde do usuário."

5- Técnicas comportamentais que podem retardar a ejaculação precoce

Alguns métodos comportamentais podem ajudar no controle da ejaculação. Com eles, o homem pode tentar ter uma relação sexual mais prazerosa, mesmo que as técnicas não possuam estudos para comprovar a sua eficácia, não apresentam qualquer dano paralelo à saúde, então podem na verdade serem um mecanismo de suporte. Lembrando que, quando a ejaculação precoce ocorre de maneira persistente, poderá surgir a necessidade de uma combinação de técnicas e medicamentos.

kegel para ejaculação

O melhor a fazer é procurar ajuda médica para iniciar o mais rápido possível o tratamento que for mais adequado para o seu caso. Logo em seguida, até é possível realizar algumas técnicas comportamentais que podem auxiliar no problema. Há alguns exercícios que podem ajudar, mas não necessariamente curar a ejaculação precoce:

  • Exercício Kegel: esta série de exercícios ajuda a reforçar os músculos da região pélvica, os quais possuem relação direta com a função sexual do indivíduo. A recomendação é que os exercícios sejam realizados durante 12 semanas. O homem com ejaculação prematura precisa fazer os exercícios três vezes na semana, com duração mínima de 20 minutos. Primeiramente, o homem precisa esvaziar completamente a bexiga. Em seguida, deve tentar localizar o músculo pubococcígeo. A melhor forma para que isso ocorra é interromper, de forma brusca, o jato de urina no momento do esvaziamento da bexiga. Então, é preciso contrair o musculo, de forma voluntária, após urinar. A sugestão é que se faça 10 contrações seguidas, relaxando por alguns minutos. Para finalizar, faça 10 séries de 10 contrações durante três meses, pelo menos;
  • Stop and go: como o próprio nome diz, de forma literal, aqui a intenção é parar e continuar a relação sexual. A parceira pode ajudar o homem nesta ação, mas se ele estiver em uma posição sexual dominante ficará mais fácil controlar o ato. A técnica é muito simples: o homem interrompe a penetração durante 30 ou 60 segundos. Isto faz com que ocorra a redução da excitação.

Existem outros métodos que podem ajudar a controlar a ejaculação, mas nenhum deles tem embasamento científico, como, por exemplo: masturbação masculina uma ou duas horas antes da relação sexual; usar preservativo com espessura elevada; controlar a respiração no ato sexual, inibindo assim a ejaculação. Com isso é preciso respirar fundo para não obter o orgasmo muito rápido.

Essas técnicas não possuem estudos clínicos, funcionando apenas para quem ainda não procurou orientação médica. Ao procurar orientação do especialista, pode ser recomendado a utilizar dois métodos de tratamento em combinação ou até mesmo apenas observar a recorrência da situação antes de iniciar algum tratamento.

"  Técnicas comportamentais como exercicíos para controlar a ansiedade podem ser uma boa opção para controle da ejaculação. Infelizmente essas técnicas requerem paciência e precisam ser combinadas com a auto-confiança do individuo no momento do sexo. "

6- Conversa com a sua parceira (o) e aconselhamento sexual

Ter uma parceira que entenda o que o homem passa com o problema da ejaculação prematura é fundamental. A mulher pode, e deve, incentivar o homem a procurar ajuda médica, já que em muitos casos o homem resiste a tomar tal atitude, seja por machismo ou vergonha de expor seu problema a um especialista.

Geralmente, a causa da ejaculação precoce é psicológica, pois o homem tem quadros de ansiedade ou de depressão, os quais afetam de forma significativa o desempenho sexual. Neste contexto a falta da conversa com a parceira pode gerar mais ansiedade e estresse e piorar o quadro. O alivio da conversa com a parceira sobre o problema e a busca por terapia sexual podem ser de grande valia para o tratamento da ejaculação precoce.

O terapeuta sexual ajudará o casal a diminuir as tensões do dia a dia, que são muito prejudiciais para a relação sexual. O profissional ensinará algumas técnicas práticas para promover o relaxamento antes do início do sexo. E caso tais técnicas não sejam suficientes o mesmo pode indicar também tramento com medicamento em combinação.

 
"  Quando o individuo está em um relacionamento é importante procurar ajuda antes de perder o interesse na relação. Não é pequeno o número de casais que vivem juntos por muitos anos, mas possuem uma vida sexual quase inexistente."
     

Conclusão sobre o melhor método de tratamento da ejaculação prematura

Sofrer com a ejaculação precoce é algo complicado para os homens, pois o problema envolve fatores de várias ordens. Existem diferentes tipos de técnicas disponíveis que podem ajudar a amenizar esse problema. Diante disso, cabe ao homem refletir e, então, perceber que a procura por um especialista é a melhor atitude. Assim, ele poderá voltar a ter uma relação prazerosa, fazendo com que a parceira chegue ao orgasmo de forma satisfatória.

A utilização de creme, gel, spray, remédios caseiros, exercícios, entre outros métodos que as pessoas vão passando de geração em geração não possuem embasamento para o tratamento, são mais eficazes para o efeito placebo. O melhor tratamento continua sendo à base do Priligy, por um simples fator: ele tem comprovação científica, pois passou por diversos testes laboratoriais antes de ser aprovado para tratamento da condição. Conseguindo relações satisfatórias com a ajuda do medicamento, o indivíduo pode recuperar a sua auto-confiança e então em um curto período não necessitar mais da utilização do mesmo.

O Priligy foi desenvolvido para ser um antidepressivo, agindo no cérebro e, dessa forma, controlando a ansiedade, que é a principal causa desta condição nos homens. A dapoxetina, que é substância ativa do Priligy, funciona como inibidor da serotonina no cérebro, ajudando a promover um retardado na mensagem de comando enviada para que ocorra o orgasmo. Assim, homem e mulher ganham mais tempo para praticar sexo e, então, atingir o orgasmo de forma satisfatória.

Dados do Priligy
Wartec
Nome: Comercializado como Priligy ou Dapoxetina
Fabricante: Menarini
Princípio ativo: Dapoxetina
Aplicação: Homens com mais de 18 com ejaculação precoce
Dispensa: Medicamento sujeito a receita médica
Comprar Priligy agora

Logo, os medicamentos que são de prescrição médica continuam sendo considerados os mais eficazes no combate a condições, incluindo aqui os problemas causados pela ejaculação prematura. Dessa forma, requer-se cuidado ao procurar métodos alternativos. Alguns deles, como uma boa alimentação e exercícios são recomendados de maneira geral mesmo que não apresentem efeitos diretos sobre determinada condição, no entanto é preciso atenção com a escolha de outros métodos como chás e suplementos, pois além de não apresentarem efeitos diretos podem ser extremamente prejudiciais à saúde. A recomendação é procurar a melhor opção de tratamento com um especialista.

Quando buscar tratamento para a Ejaculação Prematura?

Embora não haja um diagnóstico específico ou diretrizes de tratamento para Ejaculação precoce, o diagnóstico da condição é baseado principalmente no histórico sexual do indíviduo, ajudando-o assim a reconhecer os dois primeiros passos que indicam ou não necessidade de tratamento e qual tratamento será adequado.

Saber se a ejaculação é realmente prematura ou apenas não satisfatória é o primeiro passo para lidar com a situação

O homem que não tem problemas com ejaculação precoce leva, em média, de dois a quatro minutos para ejacular. De acordo com pesquisas médicas, 75% dos homens atingem o orgasmo após dois minutos da penetração. Enquanto isso, as mulheres demoram até 20 minutos para ter o orgasmo durante o sexo com o parceiro. Já na masturbação feminina, o ponto máximo de prazer pode ocorrer depois de quatro minutos.

A explicação para essa diferença gritante entre o orgasmo masculino e o feminino não tem relação com hormônios e muito menos com anatomia de cada um, mas sim com uma questão cultural, já que na civilização do ocidente há uma cobrança sobre o desempenho do homem. E por essa razão a ejaculação pode ser classificada em tipos.

Assim, o homem passa a se tornar muito ansioso na hora da relação sexual e, com isso, ejacula muito rápido. Para adiar a ejaculação, o homem deve controlar a ansiedade e, então, criar menos expectativas em relação ao seu desempenho sexual. Com o passar dos anos, ele pode passar a ter uma ejaculação mais demorada, mas em muitos casos, ocorre cada vez mais a ejaculação precoce. Diante disso, é necessário procurar ajuda médica para o uso de medicamentos.

"A ejaculação pode ser considerada prematura quando ocorre entre 30 segundos a 4 minutos no sexo, dependendo de diferentes culturas, países e outros fatores. No entanto, pesquisas concordam que ejaculação com tempo inferior a 2 minutos pode ser considerada precoce."

É considerada precoce a ejaculação ocorrida logo após a penetração ou, em alguns casos, até antes disso acontecer. Isto ocorre porque o homem não tem controle do evento, mas para ser caracterizado como um distúrbio, a situação precisa ser repetida com frequência, em pelo menos, 50% das relações sexuais.

Estatísticas da Ejaculação Precoce

"2 a 3 homens em cada dez pensam que ejaculam demasiado rápido, apesar de apenas 1 em 10 sofrer da condição médica."

Em muitos casos, o problema é motivado porque a mulher precisa de mais tempo para atingir o orgasmo do que o homem, já que nem sempre o paciente sabe o tempo que leva para ejacular. A principal razão para a ejaculação precoce é a ansiedade. Geralmente, o homem consegue ter controle sobre a ansiedade durante o ato sexual, mas características da condição geralmente estão ligadas à pessoas muito ansiosas.

Com isso, o problema aumenta, já que uma sucessão de ejaculações precoces faz o homem se sentir ainda mais ansioso, aumentando a adrenalina e, consequentemente, provocando uma rápida ejaculação durante o sexo. Em alguns casos, o homem sofre tanto com a ansiedade durante a relação sexual que passa a ter disfunção erétil, agravando ainda mais o quadro e os problemas com a parceira.

As teorias sobre as causas orgânicas, que são realmente as que mais preocupam, nunca foram comprovadas, deixando apenas alguns indícios sobre a problemática. O que se sabe, de fato, é que doenças neurológicas provocam o distúrbio. A ocorrência da ejaculação precoce é muito comum na adolescência, já que o jovem, inexperiente, acaba ficando aflito e nervoso, o que acelera o momento da ejaculação.

EJACULAÇÃO PRECOCE
Causas
FÍSICAS PSICOLÓGICAS
Condicionamento
Trauma
Ansiedade
Depressão
Baixa Auto-Estima
Culpa e Stress

Saber a procedência da ejaculação precoce é o segundo passo

Ao longo dos anos, a experiência adquirida com relações sexuais faz com que o homem deixe de ejacular tão rápido. Porém, pode acontecer do problema persistir fazendo com que ele, em sua fase adulta, continue a ejacular muito rápido. O diagnóstico da doença é feito com base nos relatos do paciente para o médico, mas a maior queixa relatada pelos homens é a de não conseguir satisfazer a parceira.

" Ejaculção precoce primária é comum em adolescentes durante os primeiros contatos sexuais. Ejaculação precoce adquirida ou secundária acontece mais tarde na vida e é geralmente desencadeada por fatores psicológicos ou causas físicas."

Fontes:

Atualizado em 22 de Março de 2017.

Como funciona
Passo 1 - Escolha o medicamento
Passo 2 - Preencha o formulário médico
Passo 3 - O médico analisa os seus detalhes e emite a sua prescrição
Passo 4 - O seu medicamento será enviado no mesmo dia ou no dia seguinte
Entrega gratuita