Outros Tratamentos

Tabela da Pressão Arterial

Mais de 30 milhões de brasileiros sofrem de pressão alta (também conhecida como hipertensão arterial), um dos maiores fatores de risco para doenças cardiovasculares. Exames regulares de rotina e a conscientização apropriada são essenciais para evitar as consequências da doença generalizada. Os diferentes valores de pressão arterial e sua significância para os pacientes podem ser bastante confusos. Vamos esclarecer o que você deve procurar ao monitorar a sua pressão arterial e explicar o que a tabela de pressão arterial diz sobre sua saúde.

Calculadora da Pressão Arterial

Você já verificou recentemente a sua pressão arterial? A pressão arterial alta ou baixa pode causar vários efeitos colaterais. A falha em tratar esses sintomas pode ter sérias consequências.

A pressão arterial aumentada, por exemplo, pode levar a insônia, nervosismo, inquietação, dor de cabeça e tontura. A pressão arterial baixa é geralmente caracterizada por uma sensação de fraqueza, fadiga, mãos e pés frios, perda de apetite e alterações da visão, como vista turva ou embaçada.

Se você tiver um ou mais desses sintomas, você deve verificar a sua pressão arterial. Usando nossa calculadora de pressão arterial, você pode descobrir facilmente se suas pontuações são preocupantes. Simplesmente insira os valores sistólicos e diastólicos e calcularemos se a pressão arterial está dentro da faixa normal.

Valores da pressão arterial e seus significados

A tabela a seguir mostra vários valores de pressão arterial e sua classificação médica em comparação com o valor ideal de 120 por 80 (em adultos). Os médicos falam em pressão alta (hipertensão) quando os valores da pressão sistólica e diastólica são regularmente medidos acima de 140 e 90 respectivamente. Quando os valores estão abaixo de 105 da pressão arterial sistólica e 60 da diastólica, a pressão arterial é considerada baixa.

Pressão Arterial Sistólica (mmHg) Pressão Arterial Diastólica (mmHg)
Baixa <105 <60
Ótima 105 - 120 60 - 80
Normal 120 - 129 80 - 84
Acima do Normal 130 – 139 85 – 89
Hipertensão de Grau 1 140 – 159 90 – 99
Hipertensão de Grau 2 160 – 179 100 – 109
Hipertensão de Grau 3 Apartir de 180 Apartir de 110

Se a pressão arterial alta ou baixa for detectada, é importante fazer medições regulares, verificando sempre as leituras da pressão arterial. Para que você tenha em consideração todas as diferentes leituras, recomendamos que você as registre em um gráfico de pressão sanguínea.

No botão "Baixar tabela de pressão arterial", fornecemos uma tabela em branco para inserir os valores medidos, que você pode facilmente baixar como PDF e imprimir. Isto permite que você controle os seus valores de pressão arterial e, se necessário, discuti-los diretamente com o seu médico, através de uma visão prática.

Quando os valores da pressão arterial são preocupantes?

Os valores da pressão arterial também variam em pessoas saudáveis, dependendo da situação e do humor. No entanto, a idade também desempenha um papel importante. Com o aumento da idade, a adaptabilidade dos vasos sanguíneos para a pressão arterial diminui, além disso, as consequências de hábitos de vida não saudáveis possuem um impacto maior sobre a saúde e o bem-estar. Quaisquer tabelas de pressão sanguínea contendo informações sobre pressão alta são, portanto, inicialmente indicativas.

Valores normais de pressão arterial

Idealmente, a pressão arterial está abaixo de 120/80 mmHg. O primeiro valor corresponde à pressão arterial sistólica, que surge quando os músculos do coração se contraem e o sangue é pressionado na aorta (artéria principal). O segundo valor corresponde à pressão arterial diastólica. Este é o momento em que os músculos do coração relaxam e o sangue novo flui para as câmaras cardíacas.

Se a pressão sistólica está entre 120 e 130 sistólica e a diastólica em até 84, a pressão arterial permanece normal. Entre os valores de 130 a cerca de 140 da pressão sistólica, fala-se em pressão sanguínea levemente elevada, o que não necessariamente tem que ser motivo de preocupação. Se não houver mais riscos para a saúde do paciente, nenhuma terapia se torna necessária.

Pressão arterial alta (Hipertensão)

Hipertensão de primeiro grau refere-se aos valores de 140/90 mmHg da pressão arterial. Esses valores não são alarmantes em casos isolados, mas já aumentam o risco de desenvolver doença cardiovascular e, portanto, devem ser monitorados por um médico. Manter o registro da pressão arterial pode ajudar a documentar as leituras diárias.

Hipertensão de segundo grau é diagnosticada quando os valores da pressão arterial chegam a 160/100 mmHg. O risco à saúde já está tão alto que ações urgentes devem ser tomadas para interromper o aumento da pressão arterial, especialmente se houver outros fatores de risco, como diabetes ou doenças cardiovasculares. Um médico pode sugerir o método de tratamento apropriado. Isso vai desde a terapia medicamentosa com os chamados anti-hipertensivos até a mudança de estilo de vida.

Quando os valores de pressão arterial estão acima de 180 (pressão sistólica) e 110 (pressão diastólica), considera-se como hipertensão grave de terceiro grau grave, e um médico deve ser consultado imediatamente. O risco de doença cardiovascular, como um ataque cardíaco ou acidente vascular cerebral, é muito maior para pacientes com hipertensão grave e medidas imediatas devem ser tomadas para reduzir a pressão arterial.

Risco Cardiovascular de acordo com as diretrizes fornecidas pela Sociedade Europeia de Cardiologia

Pressão arterial baixa (Hipotensão)

Quando os valores estão abaixo de 105/60 mmHg, a pressão arterial está muito baixa e é considerada como um caso de hipotensão. Isso afeta cada vez mais pessoas mais velhas. Uma pressão arterial muito baixa pode ser muito estressante para os afetados, pois geralmente está associada à fadiga e falta de energia. As pessoas que sofrem de hipotensão, muitas vezes, podem ficar exaustas mais rapidamente, o que pode ser muito difícil, por exemplo, na vida profissional.

Como posso normalizar a minha pressão arterial?

Se os valores medidos da pressão arterial estiverem fora da faixa normal, isso pode levar a complicações de saúde, especialmente no caso de pressão alta. A hipertensão é um fator de risco para várias doenças cardiovasculares graves. Pessoas afetadas possuem maiores riscos de:

  • Acidente vascular cerebral
  • Ataque cardíaco
  • Doença coronariana
  • Insuficiência cardíaca

Portanto, se a pressão arterial estiver permanentemente fora do normal, significa que está na hora de agir. A hipertensão arterial, bem como diabetes tipo 2 e colesterol alto, estão fortemente relacionados ao estilo de vida. Portanto, pessoas com pressão alta, independentemente do grau, devem prestar atenção a certos hábitos de estilo de vida.

Por exemplo, os fumantes devem definitivamente esforçarem-se para parar de fumar. Estresse e falta de exercício também têm um efeito negativo sobre o sistema cardiovascular e, portanto, podem contribuir para os valores de pressão alta. Acima de tudo, os pacientes com excesso de peso devem esforçarem-se para perder peso, a fim de evitar complicações de saúde.

Relação entre peso e pressão arterial sistólica

A normalização da pressão também pode ser conseguida através de uma mudança na dieta, mantendo uma alimentação saudável e evitando álcool e consumo excessivo de sal para melhorar os valores da pressão arterial. Entre os alimentos que possuem efeito anti-hipertensivo estão as batatas e chá verde. Em geral, os pacientes com pressão alta são aconselhados a prestar mais atenção a uma dieta saudável e estilo de vida para controlarem melhor a doença e evitar outras complicações de saúde.

No entanto, é importante esclarecer que a hipertensão não é somente uma doença primária. Em alguns casos, a hipertensão arterial pode ser causada por doença renal ou desequilíbrio hormonal. Isso é chamado de hipertensão secundária. Em contraste, na hipertensão primária ou essencial, não há uma causa física única e demonstrável - ela é condicionada por vários fatores de estilo de vida.

Tratamento da hipotensão

Em comparação com a hipertensão, a hipotensão no que diz respeito às consequências para a saúde da doença é menos preocupante. Portanto, uma pressão arterial baixa raramente é tratada com medicação. Para o tratamento da hipotensão, as seguintes medidas são recomendadas:

  • Beba bastante líquidos (em caso de problemas circulatórios agudos, uma bebida com cafeína pode ajudar)
  • Exercite-se com frequência
  • Evite problemas circulatórios, levantando-se devagar e evitando ficar em pé por muito tempo
  • Tome banhos frios
  • Cuide a ingestão de sal

Tratamento medicamentoso

Enquanto formas leves de hipertensão podem às vezes ser corrigidas com a mudança do estilo de vida, os remédios para hipertensão severa geralmente são usados para evitar doenças secundárias, tanto quanto possível. Esses medicamentos são chamados de anti-hipertensivos. Os diferentes grupos de medicamentos são:

A maioria dos pacientes hipertensos toma medicação por toda a vida. Como resultado, eles podem levar uma vida livre de sintomas e prevenir outras doenças. Pode demorar um pouco para ajustar a medicação, pois cada corpo reage de maneira diferente à medicação. Além disso, para a maioria das pessoas, a ingestão de vários princípios ativos é necessária para combater a hipertensão com o sucesso desejado.

Fontes:

Como Funciona
Escolha o Medicamento
Preencha o Formulário Médico
O médico emite a sua prescrição
Medicamento é enviado da farmácia
Entrega gratuita
Feedback

Seu feedback

Como você classificaria o nosso site?