Outros Tratamentos

Carbamazepina (Tegretol)

Comprar Carbamazepina (Tegretol) online - Envio e validação de receita médica

  • Carbamazepina (Tegretol)
  • Carbamazepina (Tegretol)
Excelente   4.7 4,089 pacientes deram a sua opinião sobre o nosso serviço

Carbamazepina é um medicamento de uso oral utilizado para tratamento de epilepsia em pessoas adultas e crianças, servindo ainda para tratamento de outras doenças neurológicas ou psiquiátricas, como a doença bipolar.

Na euroClinix, você pode comprar o medicamento Carbamazepina (Tegretol) online. Basta preencher um questionário e enviar a receita médica emitida pelo seu profissional de saúde.

O Carbamazepina (Tegretol) está sendo revisado pelo nosso médico parceiro e não podemos aceitar pedidos no momento. Para mais informações, entre em contato contato com a equipe de atendimento ou deixe seu email para ser notificado quando o Carbamazepina (Tegretol) estiver aprovado para venda.

Perguntas e respostas sobre como comprar Carbamazepina (Tegretol) online

Como consigo comprar o medicamento de prescrição Carbamazepina (Tegretol) na euroClinix?

A Carbamazepina (Tegretol) é um medicamento de prescrição e só pode ser comprado online com receita médica. Se você quiser comprar Carbamazepina (Tegretol) online a euroClinix, você tem que ter em mãos a receita prescrita pelo seu médico ou sua médica. O processo é bastante simples: basta preencher um rápido formulário com informações pessoais e informações do médico ou da médica que emitiu a prescrição e fazer o upload da prescrição no nosso checkout. 

É seguro comprar Carbamazepina (Tegretol) online na euroClinix?

A euroClinix está legalmente autorizada para a venda de medicamentos online pela entidade britânica (MHRA) e também pela Agência Europeia de Medicamentos (veja o final da página abaixo de "Somos Certificados por:"). Se você se deparar com alguma farmácia física ou online que não requisite a prescrição médica ou qualquer dado médico, que tem preços demasiado baixos, não tem atendimento português e não tem um registo de farmácia evidente, além de potencialmente pôr a sua vida em risco, você estará cooperarando com uma atividade criminosa com possíveis implicações legais. Escolha uma opção segura, escolha a euroClinix.

Posso comprar Carbamazepina (Tegretol) sem receita médica?

Segundo determinação da Anvisa, não é possível comprar Carbamazepina (Tegretol) sem receita médica. A Carbamazepina (Tegretol) é considerada um medicamento de prescrição médica, ou seja, se quiser comprar, o seu estado de saúde terá de ser previamente verificado por um médico fisicamente. Qualquer farmácia física ou na internet que venda Carbamazepina (Tegretol) sem receita não está agindo de acordo com a legislação.

Qual é o preço da Carbamazepina (Tegretol) na euroClinix?

A euroClinix preza pelo seu serviço de excelência. O preço do medicamento Carbamazepina (Tegretol) inclui todo esse serviço, nomeadamente, o medicamento Carbamazepina (Tegretol) original e a entrega grátis em embalagem discreta. Além disso, temos uma equipe de atendimento ao paciente e equipe médica sempre ao dispor para qualquer tipo de esclarecimento.Você pode consultar os preços no início da página.

Ao usar o nosso serviço, você economizará tempo e não precisará visitar uma farmácia local.

Quais os métodos de pagamento disponíveis?

Comprando medicamentos online através da euroClinix, você pode fazer o pagamento da forma que escolher, seja através de cartões de débito ou de crédito (nacional ou internacional) ou por boleto bancário.Aceitamos pagamentos em parcelas de até 6x e também à vista.

Os meus dados estão seguros ao comprar Carbamazepina (Tegretol) online?

A Privacidade dos nossos pacientes está sempre garantida. Quando você compra Carbamazepina (Tegretol) na euroClinix, todos os seus dados estarão totalmente protegidos. Dados pessoais, informações gerais, dados do cartão de crédito e informações médicas, são protegidos pelo sistema de encriptação SSL. Nenhum dos seus dados é compartilhado com terceiros sem o seu consentimento prévio. Também garantimos uma privacidade no processo de envio com a embalagem discreta e também no caso de pagar por cartão, apenas aparecerá no seu extrato a sigla da nossa empresa "HHC" ou do intermediário "goInterpay".

O que é a Carbamazepina (Tegretol)?

A Carbamazepina, comercializada com o nome de Tegretol, é usada no tratamento de alguns tipos de crises convulsivas, ou epilepsias. Também pode ser indicada para o tratamento de algumas doenças neurológicas, como por exemplo, a neuralgia do trigêmeo, uma condição dolorosa apresentada na face.

Além disso, o princípio ativo também pode ser utilizado para tratamento de episódios de mania do distúrbio de humor bipolar e de determinados tipos de depressão, não devendo, no entanto, ser utilizado para dores comuns.

Composição da Carbamazepina (Tegretol)

O Tegretol, especificamente, é comercializado em comprimidos de liberação prolongada contendo 200 mg ou 400 mg do princípio ativo Carbamazepina, em embalagens contendo 20 ou 60 comprimidos.

Cada comprimido pode conter, de acordo com a indicação na embalagem, 200 ou 400 mg do princípio ativo, além dos seguintes excipientes: dióxido de silício, croscarmelose sódica, hipromelose, celulose microcristalina, polimetacrilicocopoliacrilato de etila, polissorbato 80, dióxido de titânio, estereato de magnésio, etilcelulose, álcool cetílico, laurilsulfato de sódio, óxido de ferro vermelho, óxido de ferro amarelo e talco.

Conheça a estrutura química da Carbamazepina:

geometria-molecular-carbamazepina

Quais as doses disponíveis para a Carbamazepina (Tegretol)?

A Carbamazepina (Tegretol) é apresentado em comprimidos e em suspensão oral.

Os comprimidos podem conter 200 mg, comercializados em embalagens com 20 ou com 60 comprimidos, ou 400 mg, em embalagens contendo 20 comprimidos.

A suspensão oral a 2% é comercializada em embalagem com um frasco de 100 ml mais uma seringa dosadora.

Como funciona a Carbamazepina (Tegretol)?

A Carbamazepina (Tegretol) pertence ao grupo de medicamentos indicados para tratamento de epilepsia, em crises convulsivas. A epilepsia é um distúrbio caracterizado por duas ou mais crises convulsivas, ou seja, ataques epilépticos.

As crises normalmente acontecem quando mensagens que partem do cérebro para os músculos não são devidamente transmitidas pelo sistema nervoso do organismo.

O Carbamazepina (Tegretol) auxilia no controle dessas transmissões de mensagens, regulando as funções do sistema nervoso e também controla outros tipos de doença, como mencionado anteriormente.

Eficácia e segurança da Carbamazepina (Tegretol) de acordo com estudos clínicos

Os estudos clínicos realizados com Carbamazepina, administrado como monoterapia em pacientes com epilepsia, principalmente em crianças e adolescentes, demonstrou que o medicamento oferece uma ação psicotrópica, incluindo um efeito positivo sobre os sintomas de ansiedade e de depressão, além da redução na irritabilidade e na agressividade.

Com relação à performance psicomotora e cognitiva, efeitos negativos ou equivocados também foram relatados em alguns estudos, dependendo também da dose administrada. Em outros estudos, foram observados efeitos benéficos sobre a atenção, performance cognitiva e memória.

Como usar a Carbamazepina (Tegretol)?

A Carbamazepina, tanto em sua versão Tegretol quanto em outras comercializadas, deve ser tomado exatamente como determina o médico, respeitando os horários, as doses e a duração do tratamento.

O paciente deve verificar com cuidado, nunca excedendo a dose recomenda. Essas recomendações irão ajudar a conseguir melhores resultados no tratamento, reduzindo a possibilidade de efeitos colaterais mais sérios.

Veja as recomendações de uso abaixo:

  • O tratamento de epilepsia com Carbamazepina geralmente começa com 100 ou 200 mg, tomados uma a duas vezes ao dia, em adultos. Gradualmente, a dose é aumentada para 800 a 1.200 mg por dia, podendo chegar, em alguns pacientes, a até 1.600 ou 2.000 mg por dia, quando necessário, divididos em duas ou três doses.
  • Em crianças, o tratamento é normalmente iniciado com 100 a 200 mg ao dia, baseado no cálculo de 10 a 20 mg por quilo de peso, por dia, mantendo em 400 a 600 mg ao dia.
  • Adolescentes com epilepsia podem começar a receber entre 600 a 1.000 mg por dia, podendo haver ajuste na dose após algumas semanas de tratamento.
  • Se indicado para neuralgia trigeminal, a dose inicial de Carbamazepina deve ser de 200 a 400 mg ao dia, podendo ser aumentada gradualmente até que o paciente não sinta mais dores, podendo chegar a 600 ou 800 mg, entre 3 a 4 vezes ao dia em doses de 200 mg.
  • Para pacientes idosos é recomendada uma dose inicial mais baixa, entre 100 e 200 mg, duas vezes ao dia.
  • Para mania aguda e manutenção do tratamento dos distúrbios afetivos bipolares, a dose em geral é de 400 a 600 mg ao dia.

Quais são os efeitos colaterais da Carbamazepina (Tegretol)?

Como ocorre com qualquer tipo de medicamento, a Carbamazepina em todas as marcas comercializadas podem apresentar efeitos colaterais indesejáveis, embora não atinjam todos os pacientes.

A maior parte dos efeitos colaterais se apresentam de leve a moderados, desaparecendo após alguns dias de tratamento.

Existem alguns efeitos mais sérios, que podem afetar até 1 em cada 1.000 pacientes e, nesses casos, o médico deve ser imediatamente informado. Esses efeitos podem ser sinais precoces de reações graves ao sangue, fígado, rins ou outros órgãos, podendo haver necessidade de tratamento médico de urgência.

Confira na tabela abaixo os efeitos colaterais da Carbamazepina:

Efeitos Colaterais da Carbamazepina
Mais comuns (1 em cada 10 pacientes)
  • Boca seca;
  • Náuseas;
  • Vômitos;
  • Sonolência;
  • Inflamação da pele com erupção cutânea e vermelhidão;
  • Urticária;
  • Inchaço no tornozelo, nos pés ou na perna (edema);
  • Mudanças de comportamento;
  • Confusão mensal.
Mais raros (1 em cada 1.000 pacientes)
  • Cansaço, fraqueza, dor de cabeça, respiração curta, tontura, aparência pálida, infecções frequentes com febre;
  • Resfriado, garganta inflamada ou úlcera na boca, sangramentos ou lesões mais facilmente do que o normal, e sangramento nasal;
  • Manchas vermelhas na pele, principalmente no rosto, que podem ser acompanhadas de fadiga, perda de apetite (sinais de lúpus eritematoso sistêmico);
  • Pele e olhos amarelados (sinais de hepatite);
  • Urina escurecida (sinais de porfiria ou hepatite);
  • Redução grave da frequência de micção provocada por distúrbio no rim, ou sangue na urina;
  • Dor grave no abdômen superior, náusea, perda de apetite (sinais de pancreatite);
  • Erupções cutâneas, vermelhidão da pele, bolhas nos lábios, olhos ou boca, descamação da pele, acompanhada de febre, resfriado, dor de cabeça, tosse, dores no corpo (sinais de reações sérias da pele);
  • Inchaços no rosto, olhos ou língua, dificuldade de engolir, chiado, urticárias e coceiras generalizadas, cólicas abdominais, desconforto ou aperto no peito, inconsciência (sinais de angioedemas e reações alérgicas graves);
  • Letargia, confusão, contração muscular ou agravamento das convulsões (sintomas que podem estar ligados a baixos níveis de sódio no sangue);
  • Torcicolo no pescoço e extrema sensibilidade à luz (sinais de meningite);
  • Rigidez muscular, consciência alterada, pressão sanguínea alta, salivação excessiva (sinais de síndrome neuroléptica maligna);
  • Batimentos cardíacos irregulares e dores no peito;
  • Inconsciência ou desmaios;
  • Diarreia, dor abdominal e febre (sinais de inflamação do cólon).

Quais são as precauções, interações e contraindicações da Carbamazepina (Tegretol)?

A Carbamazepina só pode ser tomada em qualquer de suas versões comerciais após um exame médico completo. O risco de reações pode ser grave, principalmente quando o paciente excede as doses recomendadas pelo médico.

Algumas precauções devem ser tomadas com relação ao tratamento, como no caso de pacientes chineses ou de origem tailandesa, que correm o risco de erupções cutâneas mais graves, devendo os mesmos passarem por um teste de amostra de sangue.

O médico deverá informar se há a necessidade de um exame de sangue antes de fazer a prescrição para a Carbamazepina.

O paciente deve conversar com o seu médico ao receber a prescrição para Carbamazepina nos seguintes casos:

  • Se tiver algum distúrbio do sangue, inclusive aqueles provocados por outros medicamentos;
  • Se já teve ou tem alergia incomum, como erupções cutâneas ou qualquer outro sinal de alergia à oxcarbazepina ou qualquer outro medicamento (se o paciente for alérgico a oxcarbazepina, as chances de ter uma reação alérgica à Carbamazepina são de 25%);
  • Se já teve ou tem alguma doença do coração, do fígado ou dos rins;
  • Se tem pressão aumentada no olho (glaucoma) ou se não consegue reter a urina;
  • Se foi diagnosticado pelo médico como portador de distúrbio mental do tipo de psicose, que pode ser acompanhada de confusão ou agitação

No caso de mulher em idade fértil, é necessário usar um método eficaz de contracepção durante todo o tratamento e por duas semanas após a última dose. No caso de estar tomando pílulas anticoncepcionais, a Carbamazepina pode não ser eficaz para o tratamento. Nesse caso, a mulher deve usar métodos diferentes ou adicionais de contracepção não hormonal enquanto estiver sob tratamento.

A mulher também deve informar ao seu médico no caso de ocorrência de sangramento vaginal irregular enquanto estiver sob tratamento de Carbamazepina, principalmente se estiver grávida ou se estiver planejando engravidar.

O médico poderá discutir com a paciente o risco potencial de tomar o medicamento durante a gravidez, já que pode provocar danos ou anomalias ao feto.

A Carbamazepina não pode ser indicada nos seguintes casos:

  • Se o paciente é alérgico ao princípio ativo ou a qualquer outro componente da fórmula do medicamento indicado (Tegretol ou similares);
  • Se o paciente tem alguma doença grave do coração;
  • Se já teve alguma doença séria de sangue no passado;
  • Se apresenta algum distúrbio na produção de porfirina, o pigmento que ajuda no funcionamento do fígado e na formação do sangue (também chamada de porfiria hepática);
  • Se o paciente estiver tomando qualquer medicamento pertencente ao grupo especial de antidepressivos denominados inibidores de monoamino-oxidade (IMAOS).

O paciente também deve informar ao seu médico de maneira urgente nos seguintes casos:

  • Na ocorrência de algumas reações alérgicas, como febre com inchaço do nódulo linfático, erupção cutânea ou com bolhas na pele;
  • Se ocorrerem reações de pele graves, como vermelhidão, bolhas nos lábios, olhos ou boca, descamação da pele acompanhada de febre (essas reações podem ser mais frequentes em pacientes originários de alguns países asiáticos, como Taiwan, Malásia e Filipinas, e em pacientes com descendência chinesa);
  • Se o paciente apresentar aumento na frequência de convulsões;
  • Se notar sintomas sugestivos de hepatite;
  • Se tiver pensamentos suicidas;
  • Se tiver problemas renais associados com baixo nível de sódio no sangue ou se tem problemas renais e estiver tomando medicamentos que reduzem o nível de sódio no sangue, como medicamentos diuréticos (Hidroclorotiazida ou Furosemida);
  • Se apresentar tonturas, sonolência, redução da pressão arterial, confusão mental em razão do tratamento que possa levar a quedas.

Para prevenir qualquer piora repentina de crises convulsivas, o paciente não deve interromper o tratamento de forma abrupta, ou seja, deve seguir a recomendação médica para ir reduzindo aos poucos, de forma gradual.

Interações medicamentosas

A Carbamazepina pode apresentar interações com outros medicamentos, inclusive com vacinas ou produtos biológicos. Portanto, o paciente deve informar ao seu médico sobre qualquer medicamento que esteja fazendo uso, antes do início ou durante o tratamento, incluindo aqueles medicamentos obtidos sem receita médica, uma vez que podem agir com a Carbamazepina.

Essa condição é de extrema importância para o tratamento de epilepsia ou de outra condição clínica tratável com o medicamento, já que outros medicamentos podem interagir com a Carbamazepina.

Em alguns casos, o paciente pode necessitar de alguma alteração na dose ou mesmo de interromper um dos medicamentos utilizados.

O anticoncepcional hormonal, ou pílula anticoncepcional, como é mais conhecida, pode se tornar menos efetiva durante o tratamento com Carbamazepina, devendo a mulher considera o uso de outros métodos anticoncepcionais não hormonais se precisar de tratamento com Carbamazepina.

O paciente não deve ingerir bebidas alcoólicas durante todo o tratamento.

Fontes:

Dados do Medicamento
Dados do Medicamento
Nome:  Carbamazepina
Nomes Comerciais:  Tegretol
Princípio ativo: Carbamazepina
Fabricantes: Novartis
Descrição: A Carbamazepina e´ indicada para o tratamento de epilepsia em adultos e crianças, servindo ainda para tratamento de outras doenças neurológicas ou psiquiátricas, como a doença bipolar e neuralgia idiopa´tica do trige^meo.
Dispensa:  Medicamento sujeito à receita médica 
Administração: Uso Oral
Apresentação: 20 ou 60 comprimidos e embalagem com 1 frasco de 100ml + 1 seringa dosadora
Dose: 200mg, 400mg, 20mg/ml
Aplicação:  Adultos e crianças
Posologia:  De acordo com orientação médica
Classe:  Antepilético
Com álcool: Não recomendad
Durante a amamentação: Não recomendado
Durante a gravidez: Não recomendado
Download da bula do medicamento Carbamazepina (Tegretol)
Como Funciona
Escolha o Medicamento
Preencha o Formulário Médico
O médico emite a sua prescrição
Medicamento é enviado da farmácia
Entrega gratuita
Avaliação de Serviço
Rating
Excelente
5 4.7
4,089 pacientes deram a sua opinião sobre o nosso serviço
Avaliação de Produtos
Nossos pacientes adoram o nosso serviço
  • Atendimento ao paciente acessível para todos

    Serviço de atendimento ao paciente: Seg. - Sex. das 06:00h - 17:00h (Horário de Brasília)
  • Todos os serviços estão incluídos no preço

    Consulta médica online, prescrição e entrega + possibilidade de parcelamento
  • Entrega Expressa

    Entrega garantida de 4-6 dias (UPS) ou 7-12 dias (Correios)
Alternativas ao Carbamazepina (Tegretol)
Feedback

Seu feedback

Como você classificaria o nosso site?