Outros Tratamentos

Daptomicina (Cubicin)

Comprar Daptomicina (Cubicin) online - Envio e validação de receita médica

  • Daptomicina (Cubicin)
  • Daptomicina (Cubicin)
Excelente   4.7 4,596 pacientes deram a sua opinião sobre o nosso serviço

O Cubicin é um medicamento produzido com o princípio ativo Daptomicina, substância utilizada para adultos em tratamento de infecções complicadas da pele e dos tecidos localizados abaixo dela. Além disso, também é utilizado para o tratamento de infecções sanguíneas ou do tecido que reveste a parte interna do coração, incluindo as válvulas cardíacas, provocadas pela bactéria Staphylococcus aureus.

Na euroClinix, você pode comprar o medicamento Daptomicina (Cubicin) online. Basta preencher um questionário e enviar a receita médica emitida pelo seu profissional de saúde.

O medicamento Daptomicina (Cubicin) está sendo revisado pelo nosso médico parceiro e não podemos aceitar pedidos no momento. Para mais informações, entre em contato com a nossa equipe de atendimento ou deixe seu email para receber notificações quando o medicamento Daptomicina (Cubicin) estiver aprovado para venda.

Perguntas e respostas sobre como comprar Daptomicina (Cubicin) online

Como consigo comprar o medicamento de prescriçã Daptomicina (Cubicin) na euroClinix?

A Daptomicina (Cubicin) é um medicamento de prescrição e só pode ser comprado online com receita médica. Se você quiser comprar Daptomicina (Cubicin) online a euroClinix, você tem que ter em mãos a receita prescrita pelo seu médico ou sua médica. O processo é bastante simples: basta preencher um rápido formulário com informações pessoais e informações do médico ou da médica que emitiu a prescrição e fazer o upload da prescrição no nosso checkout.

É seguro comprar Daptomicina (Cubicin) online na euroClinix?

A euroClinix está legalmente autorizada para a venda de medicamentos online pela entidade britânica (MHRA) e também pela Agência Europeia de Medicamentos (veja o final da página abaixo de "Somos Certificados por:"). Se você se deparar com alguma farmácia física ou online que não requisite a prescrição médica ou qualquer dado médico, que tem preços demasiado baixos, não tem atendimento português e não tem um registo de farmácia evidente, além de potencialmente pôr a sua vida em risco, você estará cooperarando com uma atividade criminosa com possíveis implicações legais. Escolha uma opção segura, escolha a euroClinix.

Posso comprar Daptomicina (Cubicin) sem receita médica?

Segundo determinação da Anvisa, não é possível comprar Daptomicina (Cubicin) sem receita médica. A Daptomicina (Cubicin) é considerado um medicamento de prescrição médica, ou seja, se quiser comprar, o seu estado de saúde terá de ser previamente verificado por um médico fisicamente. Qualquer farmácia física ou na internet que venda Daptomicina (Cubicin) sem receita não está agindo de acordo com a legislação.

Qual é o preço da Daptomicina (Cubicin) na euroClinix?

A euroClinix preza pelo seu serviço de excelência. O preço do medicamento Daptomicina (Cubicin) inclui todo esse serviço, nomeadamente, o medicamento Daptomicina (Cubicin) original e a entrega grátis em embalagem discreta. Além disso, temos uma equipe de atendimento ao paciente e equipe médica sempre ao dispor para qualquer tipo de esclarecimento.Você pode consultar os preços no início da página.

Ao usar o nosso serviço, você economizará tempo e não precisará visitar uma farmácia local.

Quais os métodos de pagamento disponíveis?

Comprando medicamentos online através da euroClinix, você pode fazer o pagamento da forma que escolher, seja através de cartões de débito ou de crédito (nacional ou internacional) ou por boleto bancário.Aceitamos pagamentos em parcelas de até 6x e também à vista.

Os meus dados estão seguros ao comprar Daptomicina (Cubicin) online?

A Privacidade dos nossos pacientes está sempre garantida. Quando você compra Daptomicina (Cubicin) na euroClinix, todos os seus dados estarão totalmente protegidos. Dados pessoais, informações gerais, dados do cartão de crédito e informações médicas, são protegidos pelo sistema de encriptação SSL. Nenhum dos seus dados é compartilhado com terceiros sem o seu consentimento prévio. Também garantimos uma privacidade no processo de envio com a embalagem discreta e também no caso de pagar por cartão, apenas aparecerá no seu extrato a sigla da nossa empresa "HHC" ou do intermediário "goInterpay".

O que é Daptomicina (Cubicin)?

A Daptomicina (Cubicin) é indicada para adultos no tratamento de infecções complicadas de pele e dos tecidos localizados logo abaixo dela, além de ser utilizado, também somente para adultos, no tratamento de infecções sanguíneas e do tecido que reveste a parte interna do coração, incluindo as válvulas cardíacas, provocadas pela bactéria S. aureus.

O Cubicin (Daptomicina) não deve ser utilizado para o tratamento de pneumonia, que se trata de infecção ou inflamação do tecido pulmonar.

Conheça a estrutura química da Daptomicina:

estrutura-quimica-daptomicina

Composição da Daptomicina (Cubicin)

O Cubicin, contendo o princípio ativo Daptomicina, é disponibilizado em frasco-ampola contendo 500 mg de Daptomicina, além do excipiente hidróxido de sódio.

Quais as doses disponíveis para a Daptomicina (Cubicin)?

O Cubicin é disponibilizado comercialmente na embalagem com 500 mg do princípio ativo Daptomicina, contendo 5 frascos-ampola com pó para solução ou para infusão, podendo ser administrado via intravenosa e servindo apenas para uso adulto.

Como funciona a Daptomicina (Cubicin)?

O princípio ativo de Cubicin, a Daptomicina, é fornecido em pó para solução para injeção ou infusão. O princípio ativo é uma substância natural lipopeptídica cíclica, ou seja, trata-se de um antibacteriano que pode suspender o crescimento e desenvolvimento de determinados tipos de bactérias, conhecidas como gram-positivas.

A ação da Daptomicina no organismo é promovida através da ligação do princípio ativo com as membranas celulares das bactérias gram-positivas, provocando a despolarização das mesmas, o que vai resultar em múltiplas falhas nas sínteses de DNA, RNA e proteínas, levando as bactérias à morte.

A Daptomicina não tem a capacidade de penetrar na membrana externa de organismos gram-negativos e, dessa forma, somente pode ser indicada contra bactérias gram-positivas.

Eficácia e segurança da Daptomicina (Cubicin) de acordo com estudos clínicos

Pacientes adultos portadores de infecções complicadas da pele e de partes moles, clinicamente documentada, participaram de dois estudos randomizados, multinacionais, multicêntricos, cego ao investigador, em grupo paralelo, comparando a Daptomicina administrada à base de 4 mg a cada 24 horas, com a Vancomicina, administrada a 1 g a cada 12 horas ou a uma penicilina semissintética anti-estafilococo, comparando Nafcilina, Oxacilina, Cloxacilina ou Flucloxacilina, administradas entre 4 a 12 g por dia, por até 14 dias de tratamento.

Os pacientes poderiam alterar para uma terapia oral após 4 dias de tratamento caso a melhora clínica fosse demonstrada. Pacientes com bacteremia diagnosticada no início dos estudos foram excluídos.

Houve um total de 534 pacientes tratados com Daptomicina e 558 tratados com comparador, nos dois estudos, dos quais 90% receberam exclusivamente medicação. As comorbidades incluíram diabetes mellitus e doença vascular periférica.

Em ambos os estudos da Daptomicina mostrou-se mais eficiente do que os medicamentos de comparação, demonstrando sua ação eficaz contra as bactérias gram-positivas.

Como usar a Daptomicina (Cubicin)?

O Cubicin (Daptomicina) deve ser administrado, de forma geral, por um médico ou por um enfermeiro. A dose deve ser administrada diretamente na corrente sanguínea, ou seja, na veia, através de uma injeção com duração de aproximadamente 2 minutos, ou através de infusão, com duração média de 30 minutos.

O tratamento, geralmente, tem a duração de uma a duas semanas para infecções de pele, e de 2 a 6 semanas para infecções do sangue ou do coração. O médico deve determinar por quanto tempo o paciente deve ser tratado.

Em pacientes com problemas renais, é necessário administrar o Cubicin de forma menos frequente, por exemplo, uma vez a cada dois dias. Se o paciente estiver passando por diálise e a próxima dose do Cubicin coincidir com o dia do procedimento, o medicamento deve ser administrado após a terapia de diálise.

A dose de Cubicin (Daptomicina) depende do peso do paciente e do tipo de infecção que está sendo tratada. Normalmente, a dose usual para adultos, contra infecções de pele, é de 4 mg uma vez ao dia para cada quilo de peso corpóreo. No caso de infecções de sangue ou do coração, a dose mais comumente aplicada é de 6 mg para cada quilo de peso corporal, uma vez ao dia.

Na administração como infusão intravenosa, com o objetivo de minimizar a formação de espuma, é preciso evitar agitar o frasco-ampola vigorosamente, durante ou após a reconstituição.

Deve-se remover a tampa de polipropileno do tipo flip-off do frasco de Cubicin para expor a parte central do fechamento de borracha e transferir vagarosamente a quantidade necessária da solução através do centro de vedação da borracha no frasco do medicamento, assegurando que todo o pó de Cubicin seja umedecido pela rotação suave do frasco.

Em seguida é necessário deixar o produto umedecido em descanso por 10 minutos, fazendo, depois, movimentos circulares suaves com o frasco por alguns minutos, conforme seja necessário, até que se obtenha uma solução completamente reconstituída.

A solução de Cubicin reconstituída deve ser então diluída, utilizando as técnicas de assepsia, com cloreto de sódio 0,9%. Antes da administração é preciso inspecionar visualmente o produto com relação à presença de qualquer material particulado.

Quais são os efeitos colaterais da Daptomicina (Cubicin)?

Da mesma forma que outros medicamentos de prescrição alguns pacientes tratados com Cubicin podem apresentar alguns efeitos colaterais, embora não atinja todos os pacientes. Alguns desses efeitos colaterais podem se tornar graves.

Alguns pacientes podem apresentar reações de hipersensibilidade ao medicamento, com reações alérgicas mais graves, incluindo anafilaxia, angioedema, erupção cutânea associada ao medicamento com eosinofilia e sintomas sistêmicos e eosinofilia pulmonar, além de uma grave doença denominada pneumonia eosinofílica, como foram relatados em pacientes recebendo Daptomicina (Cubicin). Nesses casos, é necessário procurar ajuda médica imediata.

O paciente deve informar imediatamente o seu médico ou o profissional responsável pela administração do medicamento se apresentar qualquer um dos seguintes sintomas:

  • Dor ou aperto no peito;
  • Respiração ofegante;
  • Dificuldade em respirar;
  • Tosse ou piora da tosse;
  • Febre ou piora da febre;
  • Vermelhidão na pele;
  • Erupções cutâneas e urticária;
  • Inchaço da face, pescoço e garganta;

O paciente deve informar o seu médico se apresentar dor muscular, qualquer tipo de sensibilidade ou fraqueza inexplicáveis. Os problemas musculares decorrentes de efeitos colaterais do Cubicin (Daptomicina) podem ser graves, com destruição do músculo (rabdomiólise) ou ainda com lesões nos rins.

Confira, na tabela abaixo, os possíveis efeitos colaterais da Daptomicina (Cubicin):

Efeitos Colaterais da Daptomicina (Cubicin)
Efeitos colaterais comuns, que atingem mais de 10% dos pacientes:
  • Infecções fúngicas;
  • Infecções do trato urinário;
  • Redução do número de células vermelhas no sangue (anemia);
  • Ansiedade;
  • Dificuldade para dormir (insônia);
  • Tontura;
  • Dor de cabeça;
  • Pressão sanguínea alta ou baixa;
  • Dor abdominal;
  • Constipação;
  • Diarreia;
  • Náusea;
  • Vômito;
  • Flatulência;
  • Distensão ou inchaço abdominal;
  • Erupção cutânea ou coceira na pele;
  • Dor nos braços ou pernas;
  • Dor, coceira ou vermelhidão no local da infusão;
  • Febre;
  • Fraqueza.
Efeitos colaterais incomuns, ocorrendo entre 0,1 e 1% dos pacientes:
  • Distúrbios sanguíneos, como, por exemplo, aumento do número de pequenas partículas do sangue denominadas plaquetas (trombocitose);
  • Aumento do nível de certos tipos de células sanguíneas brancas (eosinofilia);
  • Redução do apetite;
  • Formigamento ou falta de sensibilidade nas mãos e nos pés (parestesia);
  • Distúrbios no paladar;
  • Tremores;
  • Sensação de tontura (vertigem);
  • Batimentos cardíacos irregulares;
  • Rubor na face;
  • Indigestão, ou dispepsia;
  • Coceira ou urticária;
  • Dores nas articulações;
  • Dores nos músculos;
  • Fraqueza muscular;
  • Distúrbios na função renal, incluindo falência dos rins;
  • Inflamação e irritação da vagina (vaginite);
  • Arrepios na pele;
  • Cansaço ou fadiga.
Efeitos colaterais raros, ocorrendo entre 0,01 e 0,1% dos pacientes:
  • Amarelamento da pele e dos olhos (icterícia);
  • Dormência, formigamento ou sensações de queimação nos braços ou nas pernas (neuropatia periférica);
  • Erupção cutânea (exantema bolhoso);
  • Tosse.

Como algumas reações colaterais podem se manifestar de forma mais grave, dependendo de cada paciente, é necessário informar o médico ou o responsável sobre a administração do medicamento no caso de qualquer dessas manifestações.

Quais são as precauções, interações e contraindicações do Daptomicina (Cubicin)?

O Cubicin (Daptomicina) é um medicamento que não deve ser administrado a pacientes que tenham alergia ao princípio ativo Daptomicina. Se o paciente acha que é alérgico ou se tem certeza de alergia, deve solicitar recomendações ao médico que prescreveu o medicamento.

Além disso, se o paciente for aplicar o medicamento ele próprio, deve tomar as instruções com seu médico ou com o enfermeiro responsável.

Alguns cuidados especiais devem ser tomados com relação ao Cubicin:

  • No caso de pacientes que teve ou apresenta problemas nos rins. Havendo qualquer tipo de alteração nas funções renais, o médico deverá alterar a dose do medicamento;
  • Se o paciente estiver com diarreia.

O paciente deve entrar em contato imediato com o seu médico no caso de desenvolvimento de quaisquer um dos seguintes sintomas;

  • Reações alérgicas agudas graves, como se observou em pacientes tratados com praticamente todos os agentes antibacterianos, incluindo o Cubicin.
  • O médico deve ser avisado imediatamente no caso de o paciente apresentar sintomas sugestivos de reações alérgicas, como, por exemplo, respiração ofegante ou dificuldade em respirar, inchaço na face, no pescoço ou na garganta, erupções cutâneas, febre ou urticária.
  • Outra situação que pode se apresentar com o uso de Cubicin é a musculatura sensível ou dolorida ou fraqueza muscular. Se isso ocorrer, o paciente deve avisar o seu médico, que deverá encaminhar o paciente para um exame de sangue, decidindo se o paciente deverá ou não continuar o tratamento prescrito.
  • Caso o paciente observe qualquer formigamento anormal ou entorpecimento das mãos ou dos pés, perda de sensibilidade ou dificuldade com movimentos, deve também informar o seu médico, que poderá decidir se o tratamento deve ou não ser continuado.
  • No caso de presença de febre ou de piora da mesma, de tosse ou dificuldade para respirar, estes sinais podem ser sintomas de uma doença pulmonar rara, porém grave, denominada pneumonia eosinofílica. Caso o paciente apresentar esses sintomas, deve entrar em contato com seu médico imediatamente. Ele poderá verificar a condição dos pulmões, decidindo se o paciente deve ou não continuar o tratamento com Cubicin.
  • O médico, além disso, deve realizar testes de sangue para monitorar o estado dos músculos do paciente antes do início do tratamento e com frequência durante o curso do tratamento com Cubicin.
  • Se o paciente apresentar problemas renais, o médico deve monitorar as funções dos rins e o estado dos músculos com mais frequência durante o tratamento;
  • Caso o paciente tenha necessidade de fazer testes de coagulação sanguínea durante o tratamento, deve informar o responsável pelo teste que está sendo tratado com Cubicin, uma vez que o princípio ativo pode interferir nos resultados do mesmo.

Populações especiais

Em pacientes idosos, com 65 anos ou mais, a dose indicada de Cubicin pode ser a mesma administrada a outros adultos, desde que as funções renais estejam em ordem.

Em crianças e adolescentes, a administração de Cubicin para tratamento de infecções não foi estudada e, portanto, o medicamento não deve ser indicado.

Na gravidez e lactação, o medicamento Cubicin não deve ser administrado. A paciente deve informar ao seu médico se está grávida ou se está planejando engravidar. Além disso, a mulher não deve amamentar durante o tratamento com Cubicin.

Em pessoas que têm necessidade de dirigir veículos ou operar máquinas, o medicamento não é contraindicado, embora seja necessário cuidado se sentir tontura como efeito colateral.

O princípio ativo do Cubicin, Daptomicina, é lentamente removido do organismo por hemodiálise, aproximadamente com 15% da dose administrada sendo removida no período de 4 horas, ou de diálise peritoneal, com aproximadamente 11% da dose administrada sendo removida no período de 48 horas.

No caso de superdosagem do medicamento é necessário procurar assistência médica.

Interação Medicamentosa

A Daptomicina apresenta pequeno ou nulo metabolismo mediado pelo citocromo P450. É bastante improvável que o princípio ativo iniba ou induza o metabolismo de medicamentos metabolizados pelo sistema P450.

Contudo, o paciente deve informar o seu médico ao receber a prescrição para Cubicin sobre todo e qualquer tipo de medicamento que esteja fazendo uso, mesmo aqueles sem prescrição, de venda livre, ou produzidos através de ervas naturais.

Fontes:

Dados do Medicamento
Dados do Medicamento
Nome: Cubicin
Princípio ativo: Daptomicina
Fabricante: Hospira
Descrição: O Cubicin é utilizado em adultos para o tratamento de infecções complicadas de pele e de tecidos localizados abaixo da pele. É também utilizado em adultos para o tratamento de infecções sanguíneas ou do tecido que reveste a parte interna do coração (incluindo válvulas cardíacas) – que são causadas pela bactéria Staphylococcus aureus. Este medicamento não é utilizado para o tratamento de pneumonia (uma infecção ou inflamação no tecido pulmonar).
Dispensa: Medicamento sujeito a receita médica
Administração: Intravenosa
Apresentação: 1 ou 5 frascos-ampola de pó para solução para injeção ou infusão por via intravenosa
Dose: 500 mg
Aplicação: Uso adulto
Posologia: Segundo orientação médica
Classe: Antibiótico
Com álcool: Não recomendado
Durante a amamentação: Não recomendado
Durante a gravidez: Não recomendado
Download da bula do medicamento Daptomicina (Cubicin)
Como Funciona
Escolha o Medicamento
Preencha o Formulário Médico
O médico emite a sua prescrição
Medicamento é enviado da farmácia
Entrega gratuita
Avaliação de Serviço
Rating
Excelente
5 4.7
4,596 pacientes deram a sua opinião sobre o nosso serviço
Avaliação de Produtos
Nossos pacientes adoram o nosso serviço
  • Atendimento ao paciente acessível para todos

    Serviço de atendimento ao paciente: Seg. - Sex. das 06:00h - 17:00h (Horário de Brasília)
  • Todos os serviços estão incluídos no preço

    Consulta médica online, prescrição e entrega + possibilidade de parcelamento
  • Entrega Expressa

    Entrega garantida de 4-6 dias (UPS) ou 7-12 dias (Correios)
Alternativas ao Daptomicina (Cubicin)
Feedback

Seu feedback

Como você classificaria o nosso site?