Outros Tratamentos

Eliquis (Apixabana)

Comprar Eliquis (Apixabana) online - Envio e validação de receita médica

Excelente   4.7 4,136 pacientes deram a sua opinião sobre o nosso serviço

O Eliquis, que contém como princípio ativo o Apixabana, é um medicamento anticoagulante que age como inibidor direto do fator Xa. A ação do medicamento é semelhante à ação da Varfarina no controle de recorrência de eventos tromboembólicos em pacientes submetidos à cirurgia de artroplastia total de joelho e quadril.

O Eliquis também é indicado para reduzir risco de sangramento, como hemorragia intracraniana, e acidente vascular cerebral e embolia sistêmica, em pacientes com fibrilação atrial não valvar.

Na euroClinix, você pode comprar o medicamento Eliquis online. Basta preencher um questionário e enviar a receita médica emitida pelo seu profissional de saúde.

O Eliquis (Apixabana) está sendo revisado pelo nosso médico parceiro e não podemos aceitar pedidos no momento. Para mais informações, entre em contato contato com a equipe de atendimento ou deixe seu email para ser notificado quando o Eliquis (Apixabana) estiver aprovado para venda.

Perguntas e respostas sobre como comprar Eliquis (Apixabana) online

Como consigo comprar o medicamento de prescrição Eliquis (Apixabana) na euroClinix?

O Eliquis (Apixabana) é um medicamento de prescrição e só pode ser comprado online com receita médica. Se você quiser comprar Eliquis (Apixabana) online a euroClinix, você tem que ter em mãos a receita prescrita pelo seu médico ou sua médica. O processo é bastante simples: basta preencher um rápido formulário com informações pessoais e informações do médico ou da médica que emitiu a prescrição e fazer o upload da prescrição no nosso checkout.

É seguro comprar Eliquis (Apixabana) online na euroClinix?

A euroClinix está legalmente autorizada para a venda de medicamentos online pela entidade britânica (MHRA) e também pela Agência Europeia de Medicamentos (veja o final da página abaixo de "Somos Certificados por:"). Se você se deparar com alguma farmácia física ou online que não requisite a prescrição médica ou qualquer dado médico, que tem preços demasiado baixos, não tem atendimento português e não tem um registo de farmácia evidente, além de potencialmente pôr a sua vida em risco, você estará cooperarando com uma atividade criminosa com possíveis implicações legais. Escolha uma opção segura, escolha a euroClinix.

Posso comprar Eliquis (Apixabana) sem receita médica?

Segundo determinação da Anvisa, não é possível comprar Eliquis (Apixabana) sem receita médica. O Eliquis (Apixabana) é considerado um medicamento de prescrição médica, ou seja, se quiser comprar, o seu estado de saúde terá de ser previamente verificado por um médico fisicamente. Qualquer farmácia física ou na internet que venda Eliquis (Apixabana) sem receita não está agindo de acordo com a legislação.

Qual é o preço do Eliquis (Apixabana) na euroClinix?

A euroClinix preza pelo seu serviço de excelência. O preço do medicamento Eliquis (Apixabana) inclui todo esse serviço, nomeadamente, o medicamento Eliquis (Apixabana) original e a entrega grátis em embalagem discreta. Além disso, temos uma equipe de atendimento ao paciente e equipe médica sempre ao dispor para qualquer tipo de esclarecimento. Você pode consultar os preços no início da página.

Ao usar o nosso serviço, você economizará tempo e não precisará visitar uma farmácia local.

Quais os métodos de pagamento disponíveis?

Comprando medicamentos online através da euroClinix, você pode fazer o pagamento da forma que escolher, seja através de cartões de débito ou de crédito (nacional ou internacional) ou por boleto bancário.Aceitamos pagamentos em parcelas de até 6x e também à vista.

Os meus dados estão seguros ao comprar Eliquis (Apixabana) online?

A Privacidade dos nossos pacientes está sempre garantida. Quando você compra Eliquis (Apixabana) na euroClinix, todos os seus dados estarão totalmente protegidos. Dados pessoais, informações gerais, dados do cartão de crédito e informações médicas, são protegidos pelo sistema de encriptação SSL. Nenhum dos seus dados é compartilhado com terceiros sem o seu consentimento prévio. Também garantimos uma privacidade no processo de envio com a embalagem discreta e também no caso de pagar por cartão, apenas aparecerá no seu extrato a sigla da nossa empresa "HHC" ou do intermediário "goInterpay".

O que é o Eliquis (Apixabana)?

Contendo o princípio ativo Apixabana, o Eliquis é um medicamento indicado para a prevenção de eventos de tromboembolismo venoso em pacientes adultos que tenham sido submetidos à artroplastia eletiva (cirurgia nas articulações) de quadril ou joelho.

O medicamento também é indicado para reduzir o risco de acidente vascular cerebral (AVC), embolia sistêmica e pacientes com fibrilação atrial não valvular. O Eliquis também reduz o risco de sangramentos, como a hemorragia intracraniana.

Conheça a estrutura química da Apixabana:

geometria-molecular-apixabama

Composição do Eliquis (Apixabana)

Cada comprimido revestido de Eliquis contém o equivalente a 2,5 ou 5 mg do princípio ativo Apixabana, além dos excipientes: lactose anidra, celulose microcristalina, croscarmelose sódica, laurilsulfato de sódio, estereato de magnésio, hipromelose, lactose monohidratada, dióxido de titâncio, triacetina, óxido férrico (amarelo) para comprimidos de 2,5 ou óxido férrico (vermelho) para comprimidos de 5 mg.

Quais as doses disponíveis para o Eliquis (Apixabana)?

O Apixabana ainda não possui medicamentos genéricos, sendo comercializado apenas com a marca Eliquis, e apresentado na forma de comprimidos revestidos de 2,5 mg, em embalagens contendo 10, 20 ou 60 comprimidos.

O medicamento também pode ser encontrado na forma de comprimidos revestidos de 5 mg em embalagens contendo 20 ou 60 comprimidos.

Como funciona o Eliquis (Apixabana)?

O Apixabana, princípio ativo de Eliquis, é um inibidor potente do fator Xa, um dos fatores que participam do processo de coagulação do sangue, servindo para prevenir o desenvolvimento de trombos, ou coágulos, impedindo a coagulação sanguínea dentro dos vasos.

O medicamento é rapidamente absorvido, tendo um tempo médio de início de ação entre 3 a 4 horas após a ingestão do comprimido.

Eficácia e segurança do Eliquis (Apixabana) de acordo com estudos clínicos

Os estudos clínicos realizados com Apixabana foram desenvolvidos para demonstrar sua eficácia e segurança na prevenção de tromboembolismo venoso em uma grande gama de pacientes adultos.

Um total de 8.464 pacientes foram randomizados em dois estudos multinacionais duplo-cegos, pivotais, comparando o Apixabana 2,5 mg administrado por via oral duas vezes ao dia com o medicamento Enoxaparina 40 mg administrado uma vez ao dia.

Incluídos nesse total, 1.262 pacientes possuem 75 anos ou mais, enquanto 1.004 pacientes tinham baixo peso corporal, com menos de 60 quilos. Dos pacientes, 1.495 possuíam IMC menor de 33 kg/m2 e 437 pacientes eram portadores de insuficiência renal grave ou moderada.

Um dos estudos incluiu 5.407 pacientes submetidos à artroplastia eletiva de quadril, incluindo 3.057 pacientes submetidos à artroplastia eletiva de joelho. Os pacientes receberam 2,5 mg de Apixabana duas vezes por dia, por via oral, ou 40 mg de Enoxaparina uma vez ao dia por via subcutânea. A primeira dose de Apixabana foi administrada entre 12 a 24 horas após a cirurgia, enquanto que a Enoxaparina foi administrada entre 9 a 15 horas antes da cirurgia.

Os estudos consideram o tempo de 32 a 38 dias e 10 a 14 dias. A Apixabana, em ambos, demonstrou uma redução estatisticamente superior no desfecho primário (uma combinação de todos os eventos de tromboembolismo venoso) e no desfecho de evento importante de tromboembolismo venoso (uma combinação de trombose venosa profunda próxima e embolismo pulmonar não fatal) em comparação com a Enoxaparina. Todos os pacientes apresentaram sangramento no local da cirurgia.

Em ambos os estudos, o sangramento foi avaliado no início com a primeira dose do estudo duplo-cego, que administrou Enoxaparina ou placebo injetável, entre 9 a 15 horas antes da cirurgia.

O sangramento durante o período de tratamento incluiu eventos que ocorreram antes da primeira dose de Apixabana, que foi administrada entre 12 a 24 horas após a cirurgia.

O sangramento durante o período de tratamento pós-cirúrgico incluiu apenas os eventos que ocorreram após a primeira dose do medicamento de estudo após a cirurgia.

Mais da metade dos relatos de sangramento grave no grupo de Apixabana ocorreu antes da primeira dose do medicamento.

Como usar o Eliquis (Apixabana)?

O Eliquis deve ser usado exclusivamente por via oral, engolido com água, com ou sem alimentos.

Para segurança e eficácia, o medicamento não deve ser administrado por qualquer via não recomendada e seu uso deve ser feito apenas por pessoas adultas.

Para prevenção de tromboembolismo venoso:

Para prevenção de tromboembolismo venoso em pacientes que foram submetidos à artroplastia eletiva de quadril ou de joelho, a dose recomendada de Eliquis é de 2,5 mg duas vezes ao dia, por via oral.

O tratamento deve ser indiciado entre 12 a 24 horas após a cirurgia. O médico pode considerar os potenciais benefícios da anticoagulação mais precoce para a profilaxia do tromboembolismo venoso, bem como os riscos de sangramento pós-cirúrgico, ao decidir sobre o melhor momento para administração do medicamento.

Em pacientes submetidos à artroplastia eletiva de quadril, a duração do tratamento recomendada é de 32 a 38 dias após a cirurgia. Para pacientes submetidos à artroplastia eletiva de joelho, a duração recomendada para o tratamento é de 10 a 14 dias após a cirurgia.

Prevenção de acidente vascular cerebral

Na prevenção de acidente vascular cerebral (AVC) e embolia sistêmica em pacientes portadores de fibrilação atrial não valvular, a dose recomendada de Eliquis é de 5 mg duas vezes ao dia, por via oral.

A posologia do medicamento, no entanto, deve levar em consideração a idade, o peso corporal e a creatinina sérica. Portanto, em pacientes que apresentem características com idade acima de 80 anos, peso corporal abaixo de 60 quilos ou creatinina sérica menor ou igual a 1,5 mg/dl, a dose recomendada é de 2,5 mg, duas vezes ao dia.

A administração de Eliquis em crianças e adolescentes abaixo de 18 anos ainda não foram estabelecidas, não havendo dados disponíveis e, dessa forma, não sendo recomendado o tratamento.

Em pacientes idosos, nenhum ajuste é necessário, a não ser que o paciente tenha mais de 80 anos ou alguma das características apresentadas anteriormente.

Quais são os efeitos colaterais do Eliquis (Apixabana)?

Os efeitos colaterais de Eliquis foram observados nos estudos clínicos realizados com o princípio ativo Apixabana, além de relatos no pós-comercialização.

Os efeitos colaterais relatados em pacientes no período pós-operatório de cirurgia ortopédica estão discriminados a seguir:

Efeitos colaterais mais comuns, ocorrendo entre 1 e 10% dos pacientes que fizeram uso do medicamento:

  • Anemia (redução da quantidade de células vermelhas no sangue;
  • Hemorragia (sangramento);
  • Náusea ou enjoo;
  • Manchas de cor roxa pelo corpo.

Efeitos colaterais incomuns, ocorrendo entre 0,1 e 1% dos pacientes que foram tratados com Eliquis:

  • Redução na quantidade de plaquetas (células do sangue que ajudam na coagulação);
  • Queda da pressão arterial;
  • Sangramento nasal;
  • Hemorragias gastrointestinais (incluindo vômitos com sangue e presença de sangue nas fezes);
  • Testes de sangue anormais da função do fígado, com alterações nas enzimas hepáticas (entre elas, aumento das transaminases, da fosfatase alcalina e das bilirrubinas, da gama glutamiltransferase);
  • Presença de sangue na urina;
  • Hemorragia pós-cirúrgica, incluindo no local da incisão.

Efeitos colaterais raros, ocorrendo entre 0,01 e 0,1% dos pacientes tratados com Eliquis:

  • Reações alérgicas;
  • Hemorragia ocular (sangue nos olhos ou na membrana que cobre os olhos);
  • Eliminação de sangue através da tosse;
  • Hemorragia no reto;
  • Sangramento nas gengivas;
  • Hemorragia nos músculos.

Quais são as precauções, interações e contraindicações do Eliquis (Apixabana)?

O Eliquis é um medicamento contraindicado para pacientes que apresentam hipersensibilidade ao princípio ativo Apixabana ou a qualquer componente de sua fórmula.

O medicamento também é contraindicado em casos e sangramento ativo clinicamente significativo e em pacientes portadores de doença hepática associada à coagulopatia e ao risco de sangramento clinicamente relevante.

Da mesma forma que ocorre com outros anticoagulantes, os pacientes que fazem uso de Eliquis devem ser monitorados com muito cuidado pelo médico em relação aos sinais de sangramento.

O Eliquis é recomendado para ser usado com precaução em condições de risco aumentado de hemorragia, tais como os descritos na tabela abaixo:

Condições para o uso cauteloso do medicamento Eliquis
  • Distúrbios hemorrágicos congênitos ou adquiridos;
  • Doença ulcerativa gastrointestinal em atividade;
  • Endocardite bacteriana;
  • Trombocitopenia;
  • Disfunções plaquetária;
  • Histórico de acidente vascular cerebral hemorrágico;
  • Hipertensão grave não controlada;
  • Cirurgia recente no cérebro, na coluna vertebral ou oftalmológica.

O Eliquis também não é recomendado para pacientes portadores de doença hepática associada à coagulopatia e ao risco de sangramento clinicamente relevante.

A administração do medicamento deve ser interrompida no caso de ocorrência de hemorragia grave. Em caso de complicações hemorrágicas, o tratamento com Eliquis deve ser suspenso e a origem do sangramento investigada.

No início do tratamento, a hemostasia cirúrgica ou transfusão de plasma fresco congelado deve ser considerado. Se o sangramento representar risco de vida e não puder ser controlado através das medidas indicadas, a administração de concentrado de completo protombínico (CCP) ou de fator recombinante Vlla pode ser considerada.

A reversão dos efeitos farmacodinâmicos de Eliquis, evidenciado pelas mudanças no teste de geração de trombina, foi demonstrada após administração de CCP com 4 fatores de coagulação em pacientes saudáveis.

Contudo, não foram constatadas experiências clínicas do uso de CCP com 4 fatores de coagulação para reverter o sangramento em pacientes que receberam Eliquis. Atualmente, não há qualquer experiência com o uso do fator recombinante Vlla em pacientes que receberam Apixabana.

Na prevenção de tromboembolismo venoso em artroplastia eletiva de quadril ou de joelho, em pacientes com clearence de creatinina menor do que 15 ml/min, e em pacientes submetidos à diálise, o Eliquis não é recomendado.

Na prevenção de acidente vascular cerebral e embolia sistêmica em pacientes portadores de fibrilação atrial não valvular, não existem dados e pacientes submetidos à diálise e, portanto, o Eliquis também não deve ser indicado.

Em pacientes com fibrilação atrial não valvular com clearence de creatinina menor do que 15 ml/min, o Eliquis também não deve ser indicado.

Pacientes com insuficiência renal grave (clearence de creatinina entre 15 a 29 ml/min) indicam concentrações plasmáticas de Apixabana, não havendo, no entanto, dados clínicos mais detalhados, o que não recomenda o uso de Eliquis.

O Eliquis como monoterapia ou mesmo combinado com AAS (ácido acetilsalicílico) deve ser administrado com cautela nesses pacientes em razão do risco potencialmente maior de sangramento.

Nenhum ajuste de dose, no entanto, é necessário em pacientes portadores de insuficiência renal leve ou moderada.

O Eliquis é um medicamento contraindicado para pacientes com doença hepática associada à coagulopatia e ao risco de sangramento clinicamente relevante.

O tratamento com Eliquis para pacientes com insuficiência hepática grave também não é recomendado e o medicamento deve ser usado com extrema cautela em pacientes portadores de insuficiência hepática leve ou moderada.

Interações medicamentosas

O Eliquis não deve ser indicado se o paciente estiver recebendo tratamento com os seguintes medicamentos:

  • Antifúngicos azólicos (como, por exemplo, Cetoconazol, Itraconazol, Voriconazol e Posaconazol);
  • Inibidores de protease do HIV (como, por exemplo, Ritonavir).

Quando administrado em concomitância com medicamentos como Diltiazem, Naproxeno, Claritromicina, Amiodarona, Verapamil e Quinidina, não há qualquer necessidade de ajuste na dose para Eliquis ou para esses medicamentos.

O uso concomitante de Eliquis com medicamentos como Rifampicina, Fenitoína, Carbamazepina, Fenobarbital ou erva de São João deve ser comunicado ao médico, uma vez que o tratamento deve ser feito com cautela.

Na necessidade de tratamento de trombose venosa profunda, ou TVP, com a formação de um coágulo em algum vaso mais profundo, e embolia pulmonar, ou EP, com entupimento de um vaso do pulmão por qualquer coágulo, a utilização concomitante de Eliquis com quaisquer medicamentos não é recomendada.

O paciente deve comunicar ao seu médico se estiver fazendo uso de anti-inflamatórios não esteroidais ou mesmo de inibidores da agregação plaquetária, como, por exemplo, o ácido acetilsalicílico, uma vez que esses medicamentos geralmente aumentam o risco de hemorragia.

Não se deve ainda aplicar o Eliquis juntamente com qualquer outro tipo de anticoagulante, como, por exemplo, Heparina não fracionada e derivados de heparina, Fondaparinux, inibidores diretos da trombina (como o Desirudina), agentes trombolíticos (Estreptoquinase, Uroquinase e Alteplase), antagonistas do receptor GPllb/lla (Abciximabe, Eptifibatida e Tirofibana), Clopigodrel, Dipiridamol, Dextrana, Sulfimpirazona e antagonistas da vitamina K.

Fontes:

Dados do Medicamento
Dados do Medicamento
Nome: Eliquis
Princípio ativo: Apixabana
Fabricantes: Bristol-Myers Squibb
Descrição: O Eliquis (apixabana) comprimidos revestidos é indicado na prevenção de eventos de tromboembolismo venoso em pacientes adultos que foram submetidos à artroplastia eletiva de quadril ou de joelho. Eliquis também é indicado para reduzir o risco de acidente vascular cerebral (AVC), embolia sistêmica e óbito em pacientes com fibrilação atrial não-valvular. Comparado com varfarina, Eliquis também diminui risco de sangramento, incluindo hemorragia intracraniana.
Dispensa: Medicamento sujeito à receita médica
Administração: Uso Oral
Apresentação: 0, 20 ou 60 comprimidos revestidos.
Dose: 2,5mg e 5mg
Aplicação: Adultos maiores de 18 anos
Posologia: De acordo com orientação médica
Classe: Antitrombócito
Com álcool: Não recomendado
Durante a amamentação: Não recomendado
Durante a gravidez: Não recomendado
Download da bula do medicamento Eliquis (Apixabana)
Como Funciona
Escolha o Medicamento
Preencha o Formulário Médico
O médico emite a sua prescrição
Medicamento é enviado da farmácia
Entrega gratuita
Avaliação de Serviço
Rating
Excelente
5 4.7
4,136 pacientes deram a sua opinião sobre o nosso serviço
Avaliação de Produtos
Nossos pacientes adoram o nosso serviço
  • Atendimento ao paciente acessível para todos

    Serviço de atendimento ao paciente: Seg. - Sex. das 06:00h - 17:00h (Horário de Brasília)
  • Todos os serviços estão incluídos no preço

    Consulta médica online, prescrição e entrega + possibilidade de parcelamento
  • Entrega Expressa

    Entrega garantida de 4-6 dias (UPS) ou 7-12 dias (Correios)
Alternativas ao Eliquis (Apixabana)
Feedback

Seu feedback

Como você classificaria o nosso site?