Outros Tratamentos

Entecavir (Baraclude)

Comprar Entecavir (Baraclude) online - Envio e validação de receita médica

  • Entecavir (Baraclude)
  • Entecavir (Baraclude)
Excelente   4.7 4,544 pacientes deram a sua opinião sobre o nosso serviço

O Entecavir, princípio ativo do medicamento Baraclude, é indicado para o tratamento de infecção crônica pelo vírus da hepatite B, ou VHB, em adultos com evidência da multiplicação da infecção e com evidência de elevações persistentes das aminotransferase séricas ALT e AST, que são enzimas produzidas pelo fígado.

Na euroClinix, você pode comprar o medicamento Entecavir (Baraclude) online. Basta preencher um questionário e enviar a receita médica emitida pelo seu profissional de saúde.

O medicamento Entecavir (Baraclude) está sendo revisado pelo nosso médico parceiro e não podemos aceitar pedidos no momento. Para mais informações, entre em contato com a nossa equipe de atendimento ou deixe seu email para receber notificações quando o medicamento Entecavir (Baraclude) estiver aprovado para venda.

Perguntas e respostas sobre como comprar Entecavir (Baraclude) online

Como consigo comprar o medicamento de prescriçã Entecavir (Baraclude) na euroClinix?

O Entecavir (Baraclude) é um medicamento de prescrição e só pode ser comprado online com receita médica. Se você quiser comprar Entecavir (Baraclude) online a euroClinix, você tem que ter em mãos a receita prescrita pelo seu médico ou sua médica. O processo é bastante simples: basta preencher um rápido formulário com informações pessoais e informações do médico ou da médica que emitiu a prescrição e fazer o upload da prescrição no nosso checkout.

É seguro comprar Entecavir (Baraclude) online na euroClinix?

A euroClinix está legalmente autorizada para a venda de medicamentos online pela entidade britânica (MHRA) e também pela Agência Europeia de Medicamentos (veja o final da página abaixo de "Somos Certificados por:"). Se você se deparar com alguma farmácia física ou online que não requisite a prescrição médica ou qualquer dado médico, que tem preços demasiado baixos, não tem atendimento português e não tem um registo de farmácia evidente, além de potencialmente pôr a sua vida em risco, você estará cooperarando com uma atividade criminosa com possíveis implicações legais. Escolha uma opção segura, escolha a euroClinix.

Posso comprar Entecavir (Baraclude) sem receita médica?

Segundo determinação da Anvisa, não é possível comprar Entecavir (Baraclude) sem receita médica. O Entecavir (Baraclude) é considerado um medicamento de prescrição médica, ou seja, se quiser comprar, o seu estado de saúde terá de ser previamente verificado por um médico fisicamente. Qualquer farmácia física ou na internet que venda Entecavir (Baraclude) sem receita não está agindo de acordo com a legislação.

Qual é o preço do Entecavir (Baraclude) na euroClinix?

A euroClinix preza pelo seu serviço de excelência. O preço do medicamento Entecavir (Baraclude) inclui todo esse serviço, nomeadamente, o medicamento Entecavir (Baraclude) original e a entrega grátis em embalagem discreta. Além disso, temos uma equipe de atendimento ao paciente e equipe médica sempre ao dispor para qualquer tipo de esclarecimento.Você pode consultar os preços no início da página.

Ao usar o nosso serviço, você economizará tempo e não precisará visitar uma farmácia local.

Quais os métodos de pagamento disponíveis?

Comprando medicamentos online através da euroClinix, você pode fazer o pagamento da forma que escolher, seja através de cartões de débito ou de crédito (nacional ou internacional) ou por boleto bancário. Aceitamos pagamentos em parcelas de até 6x e também à vista.

Os meus dados estão seguros ao comprar Entecavir (Baraclude) online?

A Privacidade dos nossos pacientes está sempre garantida. Quando você compra Entecavir (Baraclude) na euroClinix, todos os seus dados estarão totalmente protegidos. Dados pessoais, informações gerais, dados do cartão de crédito e informações médicas, são protegidos pelo sistema de encriptação SSL. Nenhum dos seus dados é compartilhado com terceiros sem o seu consentimento prévio. Também garantimos uma privacidade no processo de envio com a embalagem discreta e também no caso de pagar por cartão, apenas aparecerá no seu extrato a sigla da nossa empresa "HHC" ou do intermediário "goInterpay".

O que é Entecavir (Baraclude)?

O princípio ativo Entecavir, presente no medicamento Baraclude, é indicado para tratamento de infecção crônica pela hepatite B em pessoas adultas com evidência de replicação viral ativa e evidências de elevações mais persistentes nas aminotransferase séricas ALT e AST, ou em casos de doença histologicamente ativa.

A indicação tem por base as respostas histológicas de vírus, bioquímicas e sorológicas após um ano de tratamento em pacientes adultos que não tenham feito qualquer tratamento e que sejam resistentes à Lamivudina com infecção de hepatite crônica.

O medicamento é também indicado para pacientes com doença hepática compensada e em casos de dados mais limitados com pacientes adultos que também apresentam HIV e que receberam terapia prévia com Lamivudina.

Conheça a estrutura química do Entecavir:

estrutura-quimica-entecavir

Composição do Entecavir (Baraclude)

Cada comprimido revestido de Baraclude contém 0,5 mg ou 1 mg do princípio ativo Entecavir.

Cada comprimido contém os seguintes excipientes: lactose monohidratada, celulose microcristalina, crospovidona, povidona e estereato de magnésio. O revestimento do comprimido contém dióxido de titânio, hipromelose, polietilenoglicol 400, polissorbado 80 (no comprimido de 0,5 mg) e óxido de ferro vermelho (no comprimido de 1 mg).

Quais as doses disponíveis para o Entecavir (Baraclude)?

O Baraclude é apresentado em comprimidos revestidos, nas concentrações de 0,5 mg e 1 mg do princípio ativo, em frascos contendo 30 comprimidos. O uso do medicamento deve ser via oral, sendo indicado apenas para pacientes adultos e adolescentes acima de 16 anos.

O comprimido de 0,5 mg é apresentado com filme de cor branca a quase branca, de formato triangular, com as letras BMS gravadas em um lado e o número 1611 gravado no outro lado.

O comprimido de 1,0 mg é apresentado com filme de cor rosa, de formato triangular, com as letras BMS gravadas em um lado e o número 1612 no outro.

Antes de fazer uso do medicamento, o paciente deve observar o seu aspecto. Se ele estiver no prazo de validade e for observada qualquer mudança em seu aspecto, o paciente de consultar o farmacêutico para saber se pode ser usado.

Como usar o Entecavir (Baraclude)?

O uso de Entecavir deve ser oral, com estômago vazio, pelo menos duas horas antes ou após as refeições. Não existem estudos sobre os efeitos do Entecavir administrados por vias não recomendadas. Dessa forma, para maior segurança e eficácia, a administração deve ser feita apenas por via oral.

A posologia recomendada para o Entecavir é descrita a seguir:

Posologia para o Entecavir
Para doença hepática compensada
  • A dose recomendada para infecção crônica pelo vírus da hepatite B em pacientes adultos e adolescentes com mais de 16 anos, virgens de tratamento por nucleosídeos, é de 0,5 mg uma vez ao dia.
  • Para pacientes adultos e adolescentes acima de 16 anos, com histórico de viremia durante tratamento com Lamivudina, ou com presença de mutações de resistência do vírus à Lamivudina ou Telbivudina, é de 1 mg, uma vez ao dia.
Doença hepática descompensada
  • Para doença hepática descompensada, a dose recomendada para a mesma classe de pacientes é de 1 mg, uma vez ao dia.
Pacientes com insuficiência renal
  • No caso de o paciente apresentar insuficiência renal, com clearence de creatinina menor de 50 ml/min, o médico pode indicar um ajuste de dose. O ajuste de dose é recomendado para quem estiver fazendo hemodiálise ou diálise peritoneal ambulatorial contínua.
Pacientes com insuficiência hepática
  • Para pacientes com insuficiência hepática, não há necessidade de qualquer ajuste de dose.
Pacientes pediátricos, adolescentes e geriátricos
  • A segurança e eficácia de Entecavir em pacientes com menos de 16 anos de idade não foi estabelecida, não devendo o medicamento ser indicado nesses casos.
  • Em função da idade, nenhum ajuste de dose é necessário para pacientes com 60 anos ou mais.

Como funciona o Entecavir (Baraclude)?

O Baraclude é um medicamento indicado apenas para pessoas maiores de 16 anos que apresentam infecção pela hepatite B.

O princípio ativo Entecavir consegue reduzir a quantidade do vírus da hepatite no organismo, além de diminuir também a habilidade de o vírus se multiplicar e infectar células ainda saudáveis do fígado. A terapia com o medicamento permite melhorar as condições do fígado, lembrando que o tratamento deve ser feito sob cuidados médicos.

Eficácia e segurança do Entecavir (Baraclude) de acordo com estudos clínicos

A segurança e eficácia do Entecavir foram avaliadas em 3 estudos de fase III de controle ativo. Os estudos tiveram a participação de 1.633 pacientes acima de 16 anos de idade, com infecção crônica por hepatite B, apresentando diagnóstico com doença com pelo menos 6 meses, acompanhada por evidência de replicação viral.

Os pacientes apresentavam níveis de ALT persistentemente elevados ao menos 1,3 vezes o limite superior da normalidade, com inflamação crônica na biópsia do fígado compatível com um diagnóstico de hepatite viral crônica.

Outro estudo clínico teve a participação de 191 pacientes com doença hepática descompensada, infectados com o vírus de hepatite, e com 68 pacientes infectados com hepatite e com HIV. Os pacientes que integraram o estudo não haviam sido tratados com nucleosídeos anteriormente.

Um terceiro estudo multicêntrico, randomizado, duplo-cego de Entecavir, foi realizado com a aplicação de 0,5 mg do princípio ativo uma vez ao dia, comparando com Lamivudina 100 mg, uma vez ao dia, pelo tempo mínimo de 52 semanas.

O estudo contou com a participação de 709 pacientes virgens de nucleosídeo com infecção crônica por hepatite B e HBeAg detectável.

A idade média dos pacientes foi de 35 anos, tendo 75% integrantes do sexo masculino, 57% asiáticos, 40% caucasianos e 13% que haviam recebido anteriormente tratamento com interferon-a. No basal, os pacientes apresentaram média do índice necroinflamatório de Knodell de nível 7,8, de DNA de VHB sério médico, avaliado através do ensaio Roche.

As amostras de biópsia do fígado foram avaliadas em 89% dos pacientes.

Além desses estudos, foi realizado um outro, multicêntrico, randomizado, duplo-cego de Entecavir 0,5 mg uma vez ao dia, comparando com Lamivudina 100 mg uma vez ao dia, também por 52 semanas, em 638 pacientes virgens de nucleosídeo com infecção crônica por hepatite B e HBeAg negativo. A idade média dos pacientes era de 44 anos e 76% eram do sexo masculino, 39% eram asiáticos e 58% eram caucasianos, com 13% deles tendo recebido anteriormente tratamento com interferon-a.

Em todos os estudos, o Entecavir mostrou-se superior à Lamuvidina no objetivo primário da eficácia de melhora a infecção, definida como 2 pontos ou mais de redução no índice necroinflamatório de Knodell, sem piora no índice de fibrose de Knodell na semana 48 e no objetivo secundário de avaliações de eficácia de redução na carga viral e normalização ALT.

Quais são os efeitos colaterais do Entecavir (Baraclude)?

Os estudos clínicos com pacientes tratados com Entecavir, que nunca receberam terapia com nucleosídeos, demonstraram uma série de efeitos colaterais. A frequência desses efeitos foram definidas como:

  • Muito comuns, atingindo mais de 10% dos pacientes;
  • Comum, ocorrendo entre 1 e 10% dos pacientes;
  • Incomum, podendo ocorrer entre 0,1 e 1% dos pacientes.

Veja abaixo os efeitos colaterais do Entecavir de acordo com os estudos clínicos:

Efeitos Colaterais do Entecavir em Estudos Clínicos
Distúrbios Psiquiátricos:
  • Incomum: insônia
Distúrbios do Sistema Nervoso:
  • Comum: dor de cabeça
  • Incomum: tontura, sonolência
Distúrbios Gastrointestinais:
  • Incomum: náusea, diarreia, indigestão, vômito
Geral:
  • Comum: fadiga

Nos estudos clínicos em pacientes resistentes à Lamivudina, os efeitos colaterais mais comuns foram classificados de acordo com sua ocorrência:

  • Efeitos colaterais muito comuns, ocorrendo em mais de 10% dos pacientes;
  • Efeitos colaterais comuns, ocorrendo entre 1 e 10% dos pacientes;
  • Efeitos colaterais incomuns, ocorrendo entre 0,1 e 1% dos pacientes.

Confira na tabela abaixo os efeitos colaterais do Entecavir em pacientes resistentes à Lamivudina:

Efeitos Colaterais do Entecavir em pacientes resistentes à Lamivudina:
Distúrbios do Sistema Nervoso:
  • Comum: cefaleia
Distúrbios Gastrointestinais:
  • Comum: diarreia, dispepsia
Geral:
  • Comum: fadiga

Populações especiais

Efeitos colaterais adicionais nos estudos, em pacientes com hepatite B crônica e doença hepática descompensada, incluem ainda redução de bicarbonato no sangue e falência renal.

Nos estudos, a taxa de morte cumulativa foi de 23% e as causas de óbito foram geralmente relacionadas ao fígado, como esperado nessa população. A taxa cumulativa de carcinoma no fígado foi de 12%.

Experiência pós-comercialização

Os efeitos colaterais a seguir foram reportados voluntariamente por uma população de tamanho desconhecido, não havendo a possibilidade real estimada de sua frequência ou estabelecimento de uma relação causal ao uso de Entecavir.

Veja abaixo os efeitos colaterais pós-comercialização:

Efeitos Colaterais do Entecavir Pós-Comercialização
Distúrbios do sistema imune:
  • Reação anafilactóide (reação alérgica grave).
Distúrbios do metabolismo e alimentares:
  • Acidose láctica (distúrbio que leva a acidificação do sangue) tem sido relatada, muitas vezes em associação com descompensação hepática, outras condições médicas graves ou exposição à medicamentos. Pacientes com cirrose descompensada podem ter maior risco para acidose láctica.
Distúrbios hepatobiliares:
  • Aumento de transaminases (aumento de enzimas do fígado).
Distúrbios da pele e tecidos subcutâneos:

Quais são as precauções, interações e contraindicações do Entecavir (Baraclude)?

O paciente não deve utilizar o Entecavir se for alérgico ao princípio ativo ou a qualquer componente de sua formulação.

É importante saber que o tratamento com Entecavir não reduz o risco de transmissão do vírus da hepatite para outras pessoas através de relações sexuais, de compartilhamento de agulhas ou exposição ao sangue.

O paciente deve conversar com seu médico sobre práticas de sexo seguro para proteger o seu parceiro, não compartilhando agulhas, não dividindo itens pessoas que possam conter sangue ou fluídos corpóreos, como escovas de dente ou lâminas de barba.

Em pacientes que interromperam o tratamento com Entecavir foram relatadas exacerbações aguda de hepatite. Caso o paciente interrompa o tratamento sem informar ao seu médico, pode ocorrer piora na doença.

Pacientes infectados com HIV

O Entecavir não foi avaliado em pacientes infectados com HIV e com hepatite que não estivessem recebendo simultaneamente algum tipo de tratamento para a AIDS. O paciente deve informar o seu médico se já tem ou contraiu HIV.

Caso esteja utilizando o Entecavir para tratar hepatite B crônica e não esteja utilizado outros medicamentos para o HIV, a atividade futura dos tratamentos contra a AIDS pode ser reduzida.

O paciente deve realizar um teste de HIV antes de começar o tratamento com Entecavir e a qualquer momento depois de ter tido alguma possibilidade de estar exposto ao vírus HIV. O Entecavir não irá ajudar na infecção pelo HIV.

Hepatotoxicidade e acidose láctica

A acidose láctica é um distúrbio que leva à acidificação do sangue, tendo sido um dos efeitos colaterais relatados com o uso de nucleosídeos semelhantes isolados ou em combinação com antirretrovirais, além do aumento do fígado.

Alguns pacientes que fazem uso de medicamentos do tipo do Entecavir podem apresentar uma condição mais séria como essas apresentadas. A acidose láctica deve ser tratada em hospital e, portanto, o paciente deve procurar o seu médico de apresentar um dos seguintes sintomas:

  • Fraqueza, cansaço, dor muscular incomum;
  • Problemas respiratórios, dor de estômago acompanhada de náusea e vômitos;
  • Frio, especialmente nos braços e pernas;
  • Tontura, batimento cardíaco rápido ou irregular.

No caso de o paciente desenvolver problemas sérios de fígado, como hepatotoxicidade, com aumento do fígado, ou hepatomegalia, e gordura (esteatose), deve procurar o seu médico, principalmente quando notar alguns dos seguintes sintomas:

  • Pele ou olhos amarelados, ou seja, icterícia;
  • Urina escura;
  • Falta de apetite;
  • Náuseas;
  • Dor abdominal baixa.

Pacientes com insuficiência renal

O paciente deve informar o seu médico se apresentar insuficiência renal. Nesse caso, poderá ser necessário um ajuste da dose do Entecavir.

Pacientes que receberam transplanta de fígado

Antes de começar o tratamento com Entecavir e durante o mesmo, o paciente que tenha recebido transplante de fígado e que esteja sob tratamento com Ciclosporina ou Tacrolumus deve ter suas funções renais cuidadosamente avaliadas.

Gravidez e amamentação

Não foram feitos estudos mais aprofundados sobre o uso de Entecavir durante a gravidez e a amamentação. O medicamento só deve ser usado durante a gravidez se os benefícios justificarem o risco potencial para o feto.

Não existem dados com relação ao efeito do Entecavir sobre a transmissão do vírus da hepatite da mãe para a criança e, portanto, é necessário fazer as intervenções adequadas para prevenir a infecção do bebê.

Não se sabe se o Entecavir é excretado no leite humano e, dessa forma, a amamentação não é recomendada para pacientes sob tratamento com o medicamento.

Interações medicamentosas

Como o Entecavir é predominantemente eliminado pelos rins, o uso de medicamentos que reduzem a função renal ou que competem por secreção tubular ativa, juntamente com o Entecavir, pode aumentar as concentrações dos medicamentos no sangue.

A coadministração de Entecavir com Lamivudina, Adefovir dipivoxil ou Tenofovir disoproxil fumarato não resultou em interação medicamentosa significante. Os efeitos que essas associações podem causar não foram avaliados. Os pacientes que estiverem fazendo uso dessas associações devem ser avaliados com maior cuidado.

Fontes:

Dados do Medicamento
Dados do Medicamento
Nome: Baraclude
Princípio ativo: Entecavir
Fabricantes: AstraZeneca Pharmaceuticals
Descrição: O Entecavir (Baraclude) é indicado para o tratamento de infecção crônica pelo vírus da hepatite B1 (VHB)* em adultos com evidência de replicação viral ativa e também com evidências de elevações persistentes nas aminotransferases séricas ALT e AST ou doença histologicamente ativa.
*CID B18.1 - Hepatite crônica viral B sem agente Delta
Dispensa: Medicamento sujeito à receita médica
Administração: Uso Oral
Apresentação: 30 comprimidos
Dose: 0.5mg
Aplicação: Uso Adulto
Posologia: De acordo com orientação médica
Classe: Análogo de nucleosídeo guanosino
Com álcool: Não especificado
Durante a amamentação: Não recomendado
Durante a gravidez: Não recomendado
Download da bula do medicamento Entecavir (Baraclude)
Como Funciona
Escolha o Medicamento
Preencha o Formulário Médico
O médico emite a sua prescrição
Medicamento é enviado da farmácia
Entrega gratuita
Avaliação de Serviço
Rating
Excelente
5 4.7
4,544 pacientes deram a sua opinião sobre o nosso serviço
Avaliação de Produtos
Nossos pacientes adoram o nosso serviço
  • Atendimento ao paciente acessível para todos

    Serviço de atendimento ao paciente: Seg. - Sex. das 06:00h - 17:00h (Horário de Brasília)
  • Todos os serviços estão incluídos no preço

    Consulta médica online, prescrição e entrega + possibilidade de parcelamento
  • Entrega Expressa

    Entrega garantida de 4-6 dias (UPS) ou 7-12 dias (Correios)
Alternativas ao Entecavir (Baraclude)
Feedback

Seu feedback

Como você classificaria o nosso site?