Outros Tratamentos

Lisinopril (Zestril)

Comprar Lisinopril (Zestril) online - Envio e validação de receita médica

  • Lisinopril (Zestril)
  • Lisinopril (Zestril)
Excelente   4.7 4,116 pacientes deram a sua opinião sobre o nosso serviço

O Lisinopril é o princípio ativo do medicamento Zestril, indicado para o tratamento de hipertensão e hipertensão renovascular, podendo ser usado como monoterapia ou associado a outros medicamentos anti-hipertensivos, para insuficiência cardíaca congestiva e para prevenção do infarto do miocárdio.

Na euroClinix você pode comprar o Lisinopril (Zestril) online. Basta preencher um questionário e enviar a receita médica emitida pelo seu profissional de saúde.

O Lisinopril (Zestril) está sendo revisado pelo nosso médico parceiro e não podemos aceitar pedidos no momento. Para mais informações, entre em contato com a nossa equipe de atendimento ou deixe seu email para receber notificações quando o Lisinopril (Zestril) estiver aprovado para venda.

Perguntas e respostas sobre como comprar Lisinopril (Zestril) online

Como consigo comprar o medicamento de prescriçã Lisinopril (Zestril) na euroClinix?

O Lisinopril (Zestril) é um medicamento de prescrição e só pode ser comprado online com receita médica. Se você quiser comprar Lisinopril (Zestril) online a euroClinix, você tem que ter em mãos a receita prescrita pelo seu médico ou sua médica. O processo é bastante simples: basta preencher um rápidoformulário com informações pessoais e informações do médico ou da médica que emitiu a prescrição e fazer o upload da prescrição no nosso checkout.

É seguro comprar Lisinopril (Zestril) online na euroClinix?

A euroClinix está legalmente autorizada para a venda de medicamentos online pela entidade britânica (MHRA) e também pela Agência Europeia de Medicamentos (veja o final da página abaixo de "Somos Certificados por:"). Se você se deparar com alguma farmáciafísica ou online que não requisite a prescriçãomédica ou qualquer dado médico, que tem preços demasiado baixos, não tem atendimento português e não tem um registo de farmácia evidente, além de potencialmente pôr a sua vida em risco, você estará cooperarando com uma atividade criminosa com possíveisimplicações legais. Escolha uma opção segura, escolha a euroClinix.

Posso comprar Lisinopril (Zestril) sem receita médica?

Segundo determinação da Anvisa, nãoé possível comprar Lisinopril (Zestril) sem receita médica. O Lisinopril (Zestril) é considerado um medicamento de prescriçãomédica, ou seja, se quiser comprar, o seu estado de saúdeterá de ser previamente verificado por um médico fisicamente. Qualquer farmáciafísica ou na internet que venda Lisinopril (Zestril) sem receita nãoestá agindo de acordo com a legislação.

Qual é o preço do Lisinopril (Zestril) na euroClinix?

A euroClinix preza pelo seu serviço de excelência. O preço do medicamento Lisinopril (Zestril) inclui todo esse serviço, nomeadamente, o medicamento Lisinopril (Zestril) original e a entrega grátis em embalagem discreta. Além disso, temos uma equipe de atendimento ao paciente e equipe médica sempre ao dispor para qualquer tipo de esclarecimento.Você pode consultar os preços no início da página.

Ao usar o nosso serviço, você economizará tempo e não precisará visitar uma farmácia local.

Quais os métodos de pagamento disponíveis?

Comprando medicamentos online através da euroClinix, você pode fazer o pagamento da forma que escolher, seja através de cartões de débito ou de crédito (nacional ou internacional) ou por boleto bancário. Aceitamos pagamentos em parcelas de até 6x e tambémà vista.

Os meus dados estão seguros ao comprar Lisinopril (Zestril) online?

A Privacidade dos nossos pacientes está sempre garantida. Quando você compra Lisinopril (Zestril) na euroClinix, todos os seus dados estarão totalmente protegidos. Dados pessoais, informações gerais, dados do cartão de crédito e informaçõesmédicas, são protegidos pelo sistema de encriptação SSL. Nenhum dos seus dados é compartilhado com terceiros sem o seu consentimento prévio. Também garantimos uma privacidade no processo de envio com a embalagem discreta e também no caso de pagar por cartão, apenas aparecerá no seu extrato a sigla da nossa empresa "HHC" ou do intermediário "goInterpay".

O que é Lisinopril (Zestril)?

O Lisinopril é um medicamento indicado para tratamento de hipertensão e hipertensão renovascular, servindo também para controle da insuficiência cardíaca congestiva, ou seja, para incapacidade de bombear o sangue, como tratamento adjuvante com diuréticos e, quando apropriado, com medicamentos usados para problemas do coração.

Também pode ser indicado como monoterapia ou associado a outras classes de medicamentos anti-hipertensivos, para o tratamento de pacientes com circulação sanguínea normal que tenham sofrido infarto agudo do miocárdio nas últimas 24 horas, para prevenção do desenvolvimento de disfunção do ventrículo esquerdo ou insuficiência cardíaca.

O Lisinopril é um medicamento que reduz a taxa de excreção urinária de albumina em pacientes diabéticos com pressão arterial normal, que sejam dependentes de insulina e em diabéticos hipertensos que não dependem de insulina. O medicamento reduz o risco de progressão de retinopatia em pacientes insulinodependentes.

Conheça a estrutura química do Lisinopril:

estrutura-quimica-lisinopril

Composição do Lisinopril (Zestril)

O Lisinopril é apresentado em comprimidos contendo 5 mg, 10 mg ou 20 mg do princípio ativo, tanto em seu formato genérico quanto em sua marca comercial Zestril.

Os comprimidos de 5 mg contêm 5,45 mg de Lisinopril di-hidratado; no comprimido de 10 mg existe 10,89 de Lisinopril di-hidratado e no de 20 mg, 21,78 mg de Lisinopril di-hidratado.

Além do princípio ativo, cada comprimido contém os seguintes excipientes: manitol, estereato de magnésio, amido de milho, amido de milho pré-gelatinizado, fosfato de cálcio dibásico di-hidratado e óxido férrico.

Quais as doses disponíveis para o Lisinopril (Zestril)?

O Lisinopril, nas doses de 5 mg e de 10 mg, é apresentado em comprimidos redondos, sulcados e de cor rosa. A dose de 20 mg é apresentada em comprimidos redondos, sem sulco, também na cor rosa.

O medicamento pode ser encontrado em embalagens com 30, 60 e 90 comprimidos, em embalagens fracionáveis; e em 75 e 450 comprimidos em embalagens hospitalares.

Como funciona o Lisinopril (Zestril)?

O uso contínuo de Lisinopril mantém sob controle a pressão arterial, os problemas de fraqueza no coração, como insuficiência cardíaca congestiva, podendo ser utilizado com medicamentos que estimulam a eliminação da urina, reduzindo os riscos de hospitalização e mortalidade.

Além disso, também previne problemas cardíacos após infarto e protege os rins e a retina em pacientes diabéticos. O uso do medicamento é efetivo por 24 horas após uma dose oral única diária.

O Lisinopril é um inibidor da peptidil dipeptidase, inibindo a enzima conversora de angiotensina, ou ECA, que catalisa a conversão dessa substância ao peptídeo vasoconstritor, estimulando ainda a secreção de aldosterona pelo córtex da adrenal.

A inibição da ECA apresenta concentrações diminuídas de angiotensina II, que resulta na redução da atividade vasopressora e redução da secreção de aldosterona, resultando em aumento da concentração de potássio na corrente sanguínea.

Eficácia e segurança do Lisinopril (Zestril) de acordo com estudos clínicos

Em dois estudos de dose-resposta, foram submetidos 438 pacientes portadores de hipertensão leve a moderada, recebendo Lisinopril uma vez ao dia. A pressão foi verificada depois de 24 horas. Apesar de já haver resposta com 5 mg por dia, em alguns pacientes a eficácia foi maior nas doses de 10, 20 e 80 mg por dia.

Em estudos controlados, 20 a 80 mg de Lisinopril foram comparados a 12,5 a 50 mg por dia de Hidroclorotiazida e 50 a 200 mg por dia de Atenolol em pacientes com hipertensão leve a moderada e com Metopolol 100 a 200 mg por dia em pacientes portadores de hipertensão moderada a grave.

O medicamento mostrou-se superior à Hidroclorotiazida e semelhante ao Atenolol e Metoprolol na redução da pressão diastólica e foi superior às três medicações na redução da pressão sistólica.

Em casos de insuficiência cardíaca congestiva, o efeito de Lisinopril foi estudado na mortalidade e morbidade, comparando-se uma dose alta, de 32 ou 35 mg uma vez ao dia, com uma dose baixa, de 2,5 ou 5 mg ao dia.

O estudo foi realizado com 3164 pacientes, durante período médio de 46 meses de acompanhamento, apresentando redução de 12% do risco de mortalidade e hospitalização de todas as possíveis causas e uma redução de 8% de hospitalização cardiovascular, em comparação com a dose baixa.

Os resultados do estudo demonstraram que os perfis globais de efeitos colaterais para pacientes tratados com dose alta ou baixa de Lisinopril forma similares quanto ao número e natureza. A tosse foi menos frequente em pacientes tratados com doses elevadas de Lisinopril em comparação com doses mais baixas.

Efeitos previsíveis resultantes da inibição da ECA, como hipotensão ou função renal alterada, foram controláveis e raramente levaram à interrupção do tratamento.

Confira na tabela abaixo os parâmetros farmacocinéticos de lisinopril para diferentes grupos de pacientes com função renais comprometidas após administração de múltiplas doses de 5 mg:

Parâmetros farmacocinéticos de lisinopril em pacientes renais administrados com múltiplas doses de 5 mg
Função renal avaliada pelo clearance de creatinina n Cmax (ng/mL) tmax (h) ASC 0-24h (ng.h/mL) t½ (h)
> 80 mL/min 6 40.3 6 492 +/- 172 6.0 +/- 1.1
30-80 mL/min 6 36.6 8 555 +/- 364 11.8 +/- 1.9
5-30 mL/min 6 106.7 8 2228 +/- 938 19.5 +/- 5.2

Um estudo sobre infarto agudo do miocárdio foi realizado para comparar os efeitos de Lisinopril e Gliceril Trinitrato usados sozinhos ou em combinação por 6 semanas, comparados com controle, em 19.394 pacientes nos quais foi administrado tratamento em 24 horas após o infarto. O Lisinopril produção uma redução bastante significativa do risco de mortalidade, reduzindo em 11%.

Um subgrupo de idosos com idade superior a 70 anos e em mulheres, pré-definidos como pacientes de alto risco de mortalidade, demonstrou um benefício significativo para combinação dos desfechos de mortalidade e função cardíaca.

A combinação dos desfechos para todos os pacientes, como para os subgrupos de alto risco, demonstrou significativo benefício para os tratamentos com Lisinopril aos 6 meses ou para Lisinopril com Gliceril Trinitrato por 6 semanas, indicando os efeitos preventivos para o Lisinopril.

Como esperado para qualquer tratamento com vasodilatadores, o aumento das incidências de hipotensão e disfunção renal estão associados ao tratamento com Lisinopril, embora não estejam associados a um aumento proporcional da mortalidade.

Como usar o Lisinopril (Zestril)?

O Lisinopril deve ser ingerido por via oral, com um copo de água, em uma única dose diária. Sua absorção não é afetada por alimentos, podendo ser administrado antes, durante ou depois das refeições.

O médico pode ajustar a dose de acordo com a resposta do paciente. Como acontece com medicações administradas uma vez ao dia, o Lisinopril deve ser tomado aproximadamente no mesmo horário todos os dias.

Dependendo da prescrição, as doses de 5 e 10 mg podem ser partidas ao meio. A dose de 20 mg deve ser usada inteira.

Para pressão alta, a dose inicial recomendada é de 10 mg uma vez ao dia, com dose usual de manutenção de 20 mg uma vez ao dia. De uma forma geral, caso o efeito terapêutico não puder ser alcançado em 2 a 4 semanas, a dose pode ser aumentada.

A dose máxima usada por longo prazo em estudos clínicos controlados foi de 80 mg por dia. Doses iniciais menores são necessárias quando houver comprometimento da função renal, em pacientes nos quais a terapia diurética não possa ser interrompida e em pacientes com hipertensão renovascular.

Em pacientes tratados com diuréticos, pode ocorrer pressão arterial baixa sintomática depois do início da terapia com Lisinopril. A situação é mais provável em pacientes que estão sendo tratados com diuréticos simultaneamente. Recomenda-se precaução, uma vez que esses pacientes podem estar esgotados de volume ou de sal.

Antes de começar o tratamento com Lisinopril, esses pacientes devem interromper o tratamento com diuréticos por 2 ou 3 dias.

Em pacientes com pressão alta, nos quais os diuréticos não possam ser interrompidos, a terapia com Lisinopril deve ser iniciada com a dose diária de 5 mg. A dose subsequente deve ser ajustada de acordo com a resposta da pressão arterial. Caso haja necessidade, a terapêutica diurética pode recomeçar.

Em pacientes com insuficiência renal, a posologia deve estar de acordo com as instruções médicas, baseadas no clearence de creatinina.

Pacientes com hipertensão renovascular, principalmente que apresentem estenose bilateral da artéria renal ou estenose da artéria renal em um único rim, podem desenvolver resposta exagerada à primeira dose de Lisinopril, recomendando-se dose inicial de 2,5 ou 5 mg. A partir daí a dose pode ser ajustada de acordo com a resposta da pressão arterial.

Em casos de insuficiência cardíaca congestiva, como tratamento adicional aos diuréticos e, quando apropriado, com digitálicos, a dose inicial é de 2,5 mg uma vez ao dia.

Para reduzir riscos de mortalidade e hospitalização, a dose de Lisinopril deve ser aumentada com incrementos de no máximo 10 mg, em intervalos de no mínimo 2 semanas, para a dose mais alta tolerada pelo paciente, que deve ser de no máximo 35 mg uma vez ao dia. O ajuste deve ser baseado na resposta clínica do paciente.

Pacientes com risco de hipotensão sintomática, como esgotamento de sal, com concentração baixa de íons de sódio no sangue, com redução do volume sanguíneo ou que tenham recebido terapêutica diurética rigorosa, devem ter essas condições corrigidas antes de iniciar a terapia com Lisinopril, sempre que possível.

Em pacientes com infarto agudo do miocárdio, o tratamento com Lisinopril pode ser iniciado dentro de 24 horas após o início dos sintomas. A primeira dose do medicamento deve ser de 5 mg, seguido de 5 mg após 24 horas, 10 mg após 48 horas e, em seguida, 10 mg uma vez ao dia.

Pacientes que apresentam baixa pressão sistólica devem receber uma dose menor, de 2,5 mg, quando o tratamento é iniciado ou durante os 3 primeiros dias após o infarto. Se ocorrer hipotensão, uma dose diária de manutenção de 5 mg pode ser administrada, com reduções temporárias de 2,5 mg, quando necessário. Havendo hipotensão prolongada, o medicamento deve ter seu uso interrompido.

A administração deve continuar por 6 semanas. Em pacientes que apresentarem sintomas de insuficiência cardíaca, o tratamento deve ser continuado.

Em pacientes com complicações renais e da retina, portadores de diabetes, a dose diária de Lisinopril deve ser de 10 mg uma vez ao dia. A dose pode ser aumentada para 20 mg, quando necessário, para atingir a pressão diastólica, na posição sentada, inferior a 75 mmHg.

Em pacientes diabéticos hipertensos não dependentes de insulina, a dose deve ser a mesma, para atingir uma pressão diastólica, na posição sentada, inferior a 90 mmHg.

Em pacientes idosos, não há alteração da eficácia e segurança do medicamento. No entanto, quando a idade avançada está associada à redução da função renal, devem ser aplicadas as orientações para pacientes com insuficiência renal, para determinar a dose inicial do medicamento. A partir daí a posologia deve ser ajustada de acordo com a resposta da pressão arterial.

O Lisinopril deve ser usado de forma contínua, até que o médico defina quando pode ser interrompido o tratamento.

Quais são os efeitos colaterais do Lisinopril (Zestril)?

O tratamento com Lisinopril pode apresentar alguns efeitos colaterais. Os efeitos observados durante os estudos clínicos foram os seguintes:

Efeitos colaterais do Lisinopril (Zestril)
Efeitos colaterais comuns (entre 1 e 10% dos pacientes):
  • Tontura;
  • Dor de cabeça;
  • Efeitos ortostáticos, incluindo queda da pressão arterial;
  • Tosse;
  • Diarreia;
  • Vômito;
  • Alterações das funções renais.
Efeitos colaterais incomuns (entre 0,1 e 1% dos pacientes):
  • Maior concentração de potássio no sangue;
  • Alterações no humor, inclusive com sintomas de depressão;
  • Sensação de dormência;
  • Vertigem;
  • Alterações no paladar e no sono;
  • Alucinações;
  • Ataque cardíaco;
  • Derrame cerebral em razão da queda de pressão arterial em pacientes de alto risco;
  • Palpitações;
  • Taquicardia e desmaio;
  • Rinite;
  • Náusea;
  • Dor abdominal;
  • Indigestão;
  • Lesões na pele com vermelhidão;
  • Coceira;
  • Alergia ou inchaço da face, da extremidade, dos lábios, da língua, da laringe;
  • Impotência sexual;
  • Cansaço e fraqueza;
  • Aumento da ureia no sangue;
  • Aumento da creatinina no sangue;
  • Aumento das enzimas hepáticas.
Efeitos colaterais raros (entre 0,01 e 0,1% dos pacientes):
  • Secreção inapropriada do hormônio antidiurético, que reduz a produção da urina;
  • Concentração anormalmente baixa de íons de sódio no sangue;
  • Confusão mental;
  • Distúrbio olfativo;
  • Boca seca;
  • Urticária;
  • Queda de cabelo;
  • Descamação e vermelhidão na pele;
  • Insuficiência renal aguda;
  • Redução da hemoglobina;
  • Aumento na bilirrubina sérica.
Efeitos colaterais muito raros (menos de 0,01% dos pacientes):
  • Depressão da medula óssea;
  • Anemia;
  • Redução do número de plaquetas no sangue;
  • Redução do número de leucócitos no sangue;
  • Redução do número de glóbulos brancos do tipo granulócito no sangue;
  • Anemia com destruição dos glóbulos vermelhos;
  • Baixa concentração de glicose no sangue;
  • Broncoespasmo;
  • Sinusite;
  • Pancreatite;
  • Inchaço no intestino;
  • Suor excessivo;
  • Bolhas na pele;
  • Problemas de pele semelhante a queimaduras de segundo grau;
  • Vermelhidão da pele com presença de bolhas;
  • Redução ou ausência de micção;
  • Hepatite;
  • Icterícia;
  • Insuficiência hepática.
Efeitos colaterais com frequência não conhecida
  • Febre;
  • Vasculite;
  • Mialgia;
  • Artralgia ou artrite;
  • Exame positivo para anticorpos antinucleares;
  • Aumento da velocidade de hemossedimentação;
  • Eosinofilia;
  • Leucocitose;
  • Erupções cutâneas;
  • Fotossensibilidade;
  • Manifestações dermatológicas.

Quais são as precauções, interações e contraindicações do Lisinopril (Zestril)?

O Lisinopril não deve ser utilizado nas seguintes situações:

  • Quando o paciente apresenta alergia ao princípio ativo ou a qualquer dos componentes de sua formulação;
  • Em pacientes que apresentam reações anafiláticas que podem levar à morte ou com angioedema, ou seja, dificuldade para respirar ou engolir, relacionado ao tratamento prévio com inibidor da enzima conversora de angiotensina e angioedema hereditário ou idiopático;
  • Em mulheres no segundo ou terceiro trimestre da gravidez;
  • Em pacientes com diabetes ou insuficiência renal moderada que utilizam medicamentos contendo Alisquireno.

O Lisinopril deve ser administrado com cuidado nas seguintes situações:

  • Em pacientes com distúrbio vascular do colágeno e renal, devendo ser considerado o monitoramento periódico da contagem de glóbulos brancos no sangue;
  • Em pacientes com problemas cardiovasculares, com diarreia ou vômito, com problemas renais e que fazem diálise;
  • Em pacientes que estão em terapia diurética, dieta com restrição de sal e que tomam suplementos de potássio ou substituto de sal de cozinha que contenha potássio e que utilizem medicamentos para elevar o nível de potássio no sangue, como Heparina e Cotrimoxazol;
  • Em pacientes que estejam recebendo tratamento de dessensibilização para qualquer tipo de alergia;
  • Em pacientes com pressão baixa e que apresentam fraqueza ou tontura;
  • Em pacientes que já apresentaram reações alérgicas.

Em pacientes diabéticos que fazem uso de medicamentos associados à insuficiência renal, o uso de Lisinopril pode provocar queda de açúcar no sangue.

Em pacientes negros, o efeito pode ser menor quando comparado a outros pacientes.

Interação medicamentosa

A combinação de Lisinopril com medicamentos inibidores da enzima conversora da angiotensina, bloqueadores dos receptores de angiotensina II, medicamentos que reduzem e controlam a pressão arterial e Alisquireno, não é recomendada.

Fontes:

Dados do Medicamento
Dados do Medicamento
Nome: Lisinopril
Nome Comercial: Zestril
Princípio ativo: Lisinopril di-hidratado
Fabricantes: vários
Descrição: O lisinopril é indicado para o tratamento da hipertensão e hipertensão renovascular. Pode ser usado como monoterapia ou associado a outras classes de agentes anti-hipertensivos. O lisinopril é também indicado para o controle da insuficiência cardíaca congestiva, como tratamento adjuvante com diuréticos e, quando apropriado, digitálicos. Doses elevadas reduzem o risco de mortalidade e hospitalização. O lisinopril é igualmente indicado para o tratamento de pacientes hemodinamicamente estáveis que sofreram infarto agudo do miocárdio nas últimas 24 horas, para prevenir o desenvolvimento subsequente de disfunção do ventrículo esquerdo ou insuficiência cardíaca, além de melhorar a sobrevida. O lisinopril reduz a taxa de excreção urinária de albumina em pacientes diabéticos normotensos insulinodependentes e em pacientes diabéticos hipertensos não insulino-dependentes que apresentam nefropatia incipiente caracterizada por microalbuminúria. O lisinopril reduz o risco de progressão de retinopatia em pacientes diabéticos normotensos insulino-dependentes.
Dispensa: Medicamento sujeito a receita médica
Administração: Uso oral
Apresentação: 30 comprimidos
Doses: 5mg, 10mg e 20mg
Aplicação: Uso adulto
Posologia: De acordo com orientação médica
Classe: IECA (inibidor da enzima conversora da angiotensina)
Com álcool: Não especificado
Durante a amamentação: Não recomendado
Durante a gravidez: Não recomendado
Download da bula do medicamento Lisinopril (Zestril)
Como Funciona
Escolha o Medicamento
Preencha o Formulário Médico
O médico emite a sua prescrição
Medicamento é enviado da farmácia
Entrega gratuita
Avaliação de Serviço
Rating
Excelente
5 4.7
4,116 pacientes deram a sua opinião sobre o nosso serviço
Avaliação de Produtos
Nossos pacientes adoram o nosso serviço
  • Atendimento ao paciente acessível para todos

    Serviço de atendimento ao paciente: Seg. - Sex. das 06:00h - 17:00h (Horário de Brasília)
  • Todos os serviços estão incluídos no preço

    Consulta médica online, prescrição e entrega + possibilidade de parcelamento
  • Entrega Expressa

    Entrega garantida de 4-6 dias (UPS) ou 7-12 dias (Correios)
Alternativas ao Lisinopril (Zestril)
Feedback

Seu feedback

Como você classificaria o nosso site?