Outros Tratamentos

Micardis (Telmisartana)

Comprar Micardis (Telmisartana) online - Envio e validação de receita médica

  • Micardis (Telmisartana)
  • Micardis (Telmisartana)
Excelente   4.7 4,116 pacientes deram a sua opinião sobre o nosso serviço

O Micardis é um medicamento que contém o princípio ativo Telmisartana, indicado para o tratamento de hipertensão arterial, ou pressão alta. Pode ser usado isoladamente ou em associação com outros medicamentos que tenham a mesma finalidade.

Micardis também é indicado para a prevenção de mortalidade e lesão cardiovascular, para doenças ou afecções que acometem o coração ou os vasos sanguíneos em pacientes com idade igual ou superior a 55 anos.

Na euroClinix, você pode comprar o medicamento Micardis (Telmisartana) online. Basta preencher um questionário e enviar a receita médica emitida pelo seu profissional de saúde.

O Micardis (Telmisartana) está sendo revisado pelo nosso médico parceiro e não podemos aceitar pedidos no momento. Para mais informações, entre em contato contato com a equipe de atendimento ou deixe seu email para ser notificado quando o Micardis (Telmisartana) estiver aprovado para venda.

Perguntas e respostas sobre como comprar Micardis (Telmisartana) online

Como consigo comprar o medicamento de prescrição Micardis (Telmisartana) na euroClinix?

O Micardis (Telmisartana) é um medicamento de prescrição e só pode ser comprado online com receita médica. Se você quiser comprar Micardis (Telmisartana) online a euroClinix, você tem que ter em mãos a receita prescrita pelo seu médico ou sua médica. O processo é bastante simples: basta preencher um rápido formulário com informações pessoais e informações do médico ou da médica que emitiu a prescrição e fazer o upload da prescrição no nosso checkout.

É seguro comprar Micardis (Telmisartana) online na euroClinix?

A euroClinix está legalmente autorizada para a venda de medicamentos online pela entidade britânica (MHRA) e também pela Agência Europeia de Medicamentos (veja o final da página abaixo de "Somos Certificados por:"). Se você se deparar com alguma farmácia física ou online que não requisite a prescrição médica ou qualquer dado médico, que tem preços demasiado baixos, não tem atendimento português e não tem um registo de farmácia evidente, além de potencialmente pôr a sua vida em risco, você estará cooperarando com uma atividade criminosa com possíveis implicações legais. Escolha uma opção segura, escolha a euroClinix.

Posso comprar Micardis (Telmisartana) sem receita médica?

Segundo determinação da Anvisa, não é possível comprar Micardis (Telmisartana) sem receita médica. O Micardis (Telmisartana) é considerado um medicamento de prescrição médica, ou seja, se quiser comprar, o seu estado de saúde terá de ser previamente verificado por um médico fisicamente. Qualquer farmácia física ou na internet que venda Micardis (Telmisartana) sem receita não está agindo de acordo com a legislação.

Qual é o preço do Micardis (Telmisartana) na euroClinix?

A euroClinix preza pelo seu serviço de excelência. O preço do medicamento Micardis (Telmisartana) inclui todo esse serviço, nomeadamente, o medicamento Micardis (Telmisartana) original e a entrega grátis em embalagem discreta. Além disso, temos uma equipe de atendimento ao paciente e equipe médica sempre ao dispor para qualquer tipo de esclarecimento.Você pode consultar os preços no início da página.

Ao usar o nosso serviço, você economizará tempo e não precisará visitar uma farmácia local.

Quais os métodos de pagamento disponíveis?

Comprando medicamentos online através da euroClinix, você pode fazer o pagamento da forma que escolher, seja através de cartões de débito ou de crédito (nacional ou internacional) ou por boleto bancário.Aceitamos pagamentos em parcelas de até 6x e também à vista.

Os meus dados estão seguros ao comprar Micardis (Telmisartana) online?

A Privacidade dos nossos pacientes está sempre garantida. Quando você compra Micardis (Telmisartana) na euroClinix, todos os seus dados estarão totalmente protegidos. Dados pessoais, informações gerais, dados do cartão de crédito e informações médicas, são protegidos pelo sistema de encriptação SSL. Nenhum dos seus dados é compartilhado com terceiros sem o seu consentimento prévio. Também garantimos uma privacidade no processo de envio com a embalagem discreta e também no caso de pagar por cartão, apenas aparecerá no seu extrato a sigla da nossa empresa "HHC" ou do intermediário "goInterpay".

O que é Micardis (Telmisartana)?

O Micardis é indicado para tratamento de hipertensão arterial, ou pressão alta. Caso o paciente esteja fazendo tratamento com Telmisartana e com Anlodipino em comprimidos separados, o médico poderá substituir ambos pelo Micardis, na mesma dosagem.

O medicamento também é indicado quando a pressão arterial não é adequadamente controlada com Telmisartana ou Anlodipino sozinhos, podendo ser ainda utilizado no tratamento de pacientes com probabilidade de precisar de diversos medicamentos para conseguir a pressão arterial ideal.

O Micardis está disponível em três versões: Micardis Anlo, com Telmisartana e Anlodipino; Micardis somente com Telmisartana; e Micardis com Hidroclorotiazida, os três atendendo as mesmas necessidades.

Conheça a estrutura química da Telmisartana:

estrutura-quimica-telmisartana

Composição do Micardis (Telmisartana)

O Micardis Anlo 40/5 contém 40 mg de Telmisartana e 5 mg de Anlodipino, correspondentes a 6,9 mg de Besilato de Anlodipino.

O Micardis Anlo 80/5 contém 80 mg de Telmisartana e 5 mg de Anlodipino.

O Micardis Anlo 80/10 contém 80 mg de Telmisartana de 10 mg de Anlodipino.

Cada comprimido também contém os seguintes excipientes: hidróxido de sódio, povidona, meglumina, sorbitol, estereato de magnésio, celulose microcristalina, amido pré-gelatinizado, amido de milho, dióxido de silício, mistura de pigmentos (óxido de ferro preto, óxido de ferro amarelo, laca de alumínio azul brilhante FCF e estereato de magnésio.

O Micardis apenas com Telmisartana é disponibilizado em doses de 40 e 80 mg do princípio ativo, contendo também os seguintes excipientes: povidona, meglumina, hidróxido de sódio, sorbitol e estereato de magnésio.

O Micardis HCT, disponível em duas versões, 40/12,5 mg e 80/12,5 mg, contém o princípio ativo e 12,5 mg de Hidroclorotiazida, além dos seguintes excipientes: hidróxido de sódio, povidona, meglumina, sorbitol, estereato de magnésio, lactose monohidratada, celulose microcristalina, óxido de ferro vermelho, amidoglicolato de sódio e amido.

Como funciona o Micardis (Telmisartana)?

O Micardis combina a ação da Telmisartana e do Anlodipino com mecanismos complementares para controlar a pressão arterial em pacientes com pressão alta.

A Telmisartana impede a ação da angiotensina II, uma substância presente no organismo que provoca o aumento da pressão arterial. O Anlodipino relaxa a musculatura dos vasos sanguíneos, reduzindo a pressão arterial.

A combinação das duas substâncias reduz a pressão arterial em grau maior do que os componentes usados individualmente.

Quais as doses disponíveis para o Micardis (Telmisartana)?

O Micardis Anlo está disponível em comprimidos de 40 mg ou de 80 mg de Telmisartana e 5 mg ou 10 mg de Anlodipino

O Micardis apenas com o princípio ativo é disponibilizado em comprimidos, nas dosagens de 40 mg e 80 mg de Telmisartana.

O Micardis HCT está disponível em comprimidos com 40 mg ou de 80 mg de Telmisartana e 12,5 mg de hidroclorotiazida.

Esses medicamentos podem ser encontrados em embalagens com 10, 14 e 30 comprimidos.

Eficácia e segurança do Micardis (Telmisartana) de acordo com estudos clínicos

Nos estudos clínicos verificou-se que uma dose de 80 mg de Telmisartana inibe quase completamente os aumentos de pressão arterial induzidos pela angiotensina II. O efeito inibidor do medicamento mantém-se durante 24 horas e pode ser detectado pós 48 horas.

Após a administração da primeira dose de Telmisartana, o início da atividade anti-hipertensiva gradualmente se torna evidente dentro de 3 horas.

A redução máxima da pressão arterial normalmente é obtida 4 semanas depois do início do tratamento, mantendo-se durante todo o período, mesmo em terapia de longa duração.

O efeito anti-hipertensivo permanece constante durante 24 horas após a administração, incluindo as últimas 4 horas antes da próxima dose, conforme foi demonstrado pelos resultados dos estudos clínicos.

O fato foi confirmado pelas relações vale-pico consistentemente acima de 80%, verificadas após doses de 40 e 80 mg de Telmisartana em estudos clínicos controlados com placebo.

Notou-se ainda uma aparente tendência para uma relação entre a dose e o tempo de restabelecimento da pressão arterial sistólica basal. Com relação à pressão arterial diastólica, os dados de referência são inconsistentes.

Em pacientes hipertensos, a Telmisartana reduz a pressão arterial diastólica e sistólica, sem afetar a frequência cardíaca.

A eficácia de Telmisartana foi comparada a medicamentos anti-hipertensivos como Anlodipino, Atenolol, Enalapril, Hidroclorotiazida, Losartana, Lisinopril, Rampril e Alsartana. As versões HCT e Anlo oferecem a opção de já apresentar, respectivamente, a Hidroclorotiazida e o Anlopipino.

Após a interrupção abrupta da administração de Micardis, a pressão arterial retorna gradualmente aos valores anteriores ao tratamento, ao fim de alguns dias, sem evidência de efeito-rebote.

Ficou demonstrado em estudos clínicos que o tratamento com Micardis está associado a reduções estatisticamente significativas de massa do ventrículo esquerdo e índice de massa do ventrículo esquerdo em pacientes hipertensos portadores de hipertrofia ventricular esquerda.

Os estudos clínicos demonstraram ainda que, incluindo comparações com outros medicamentos, o tratamento com Micardis está associado a reduções estatisticamente significativas da proteinúria, incluindo microalbuminúria e macroalbuminúria em pacientes com hipertensão e nefropatia diabética.

A incidência de tosse seca foi significativamente menor em pacientes tratados com Micardis do que naqueles tratados com inibidores da ECA em estudos clínicos comparando diretamente os dois tratamentos hipertensivos.

Como usar o Micardis (Telmisartana)?

O comprimido de Micardis deve ser tomado com um pouco de água ou outro líquido, por via oral, com ou sem alimentos, uma vez ao dia. O Micardis é um medicamento de uso contínuo e deve ser tomado diariamente na dose prescrita pelo médico.

Caso o paciente faça tratamento com Anlodipino e apresenta qualquer efeito colateral relacionado à dose, como edema, o médico poderá substituir o medicamento pelo Micardis 40/5 uma vez ao dia, reduzindo a dose de Anlodipino sem reduzir a eficácia esperada, ou substituir o Micardis Anlo pelo Micardis HCT ou Micardis apenas com Telmisartana.

O médico também poderá indicar Micardis como tratamento inicial no caso de haver probabilidade de o paciente precisar de diversos medicamentos para conseguir a pressão arterial ideal.

A dose inicial de 40/5 uma vez ao dia é mais indicada para pacientes que precisem de uma redução menor na pressão arterial, enquanto que a dose inicial de 80/5 é para pacientes que precisem de maior redução.

Caso seja necessária redução adicional da pressão arterial após pelo menos 2 semanas de terapia, a dose pode ser aumentada pelo médico até o máximo de 80/10, uma vez ao dia.

O Micardis pode ser administrado com outros medicamentos anti-hipertensivos. Não há necessidade de ajustes de dose em pacientes com problemas renais ou que fazem hemodiálise.

O medicamento deve ser administrado com cautela em pacientes com problemas leves ou moderados do fígado e, nesses casos, a dose de Telmisartana não deve exceder 40 mg uma vez ao dia. Não há necessidade de ajuste de dose em pacientes idosos.

Quais são os efeitos colaterais do Micardis (Telmisartana)?

O Micardis, como outros medicamentos de prescrição, pode provocar efeitos colaterais indesejáveis. Nos estudos clínicos, constataram-se os seguintes efeitos colaterais:

Efeitos colaterais do Micardis (Telmisartana)

Efeitos colaterais comuns:

  • tontura
  • inchaço nas pernas e pés

Efeitos colaterais incomuns:

  • sonolência
  • enxaqueca
  • dor de cabeça
  • sensações de frio, calor e formigamento
  • vertigem (tontura)
  • batimentos cardíacos lentos
  • palpitações
  • queda da pressão arterial
  • tontura ao se levantar
  • rubor
  • tosse
  • aumento das enzimas do fígado
  • dor abdominal
  • diarreia
  • náuseas
  • coceira
  • dor nas juntas
  • espasmo muscular
  • dor nas costas
  • dor muscular
  • problemas de ereção
  • sensação de fraqueza
  • dor no peito
  • cansaço
  • inchaço

Efeitos colaterais raros:

  • cistite (ardência ou dor ao urinar)
  • depressão
  • ansiedade
  • insônia
  • desmaio
  • neuropatia periférica (formigamento nas extremidades)
  • perda ou diminuição da sensibilidade
  • vômitos
  • indigestão
  • alteração de paladar
  • aumento do volume da gengiva
  • boca seca
  • descamação e vermelhidão da pele
  • dor nas extremidades
  • aumento da quantidade de urina durante a noite
  • indisposição
  • aumento do ácido úrico no sangue
  • tremor

Efeitos colaterais pós-comercialização (efeitos colaterais raros):

  • infecção generalizada que pode ser fatal
  • eosinofilia
  • redução das plaquetas do sangue
  • reações alérgicas graves
  • alergia
  • redução dos níveis de açúcar no sangue em pacientes diabéticos
  • distúrbios visuais
  • batimentos cardíacos acelerados
  • desconforto estomacal
  • alteração do funcionamento do fígado
  • inchaço da face língua e garganta
  • coceira
  • erupção induzida e relacionada à toxicidade do medicamento
  • dor nos tendões
  • mal-estar com sintomas de gripe
  • redução da hemoglobina
  • aumento da creatinina fosfoquinase no sangue

O inchaço nas pernas e pés, um dos reconhecidos efeitos colaterais dose-dependente do Anlodipino, foi geralmente observado em incidência menor nos pacientes que receberam a combinação de Micardis do que nos que receberam Anlodipino sozinho.

Quais são as precauções, interações e contraindicações do Micardis (Telmisartana)?

O paciente não deve usar o Micardis se apresentar qualquer alergia à Telmisartana, aos derivados di-idropiridínicos, como o Anlodipino, ou a qualquer componente de sua fórmula.

O medicamento não deve ser indicado para gestantes entre os 4 e 9 meses, se a mulher estiver amamentando, se apresentar obstrução das vias que conduzem a bile e problemas graves de funcionamento do fígado.

O Micardis também não deve ser indicado para pacientes com volume sanguíneo reduzido em razão de problemas cardíacos, se apresentar intolerância hereditária rara à frutose, se tiver diabetes mellitus ou problemas nos rins e estiver fazendo uso de Alisquireno.

Precauções

O Micardis deve ser administrado com cautela em pacientes com a função anormal dos rins, fígado ou vias biliares. Caso o paciente tenha pressão alta provocada por estreitamento da artéria que leva sangue para os rins, poderá ter maior risco de queda acentuada da pressão arterial e insuficiência renal.

O paciente poderá ter queda da pressão arterial, especialmente após a primeira dose, se estiver em tratamento com diuréticos, se fizer restrição rigorosa de sal e se estiver com diarreia ou vômitos.

Caso o paciente seja portador de insuficiência cardíaca congestiva grave, com comprometimento grave do funcionamento do coração, ou doença renal, pode haver queda abrupta da pressão arterial, acúmulo de ureia no sangue, redução da produção de urina, podendo acarretar em falha grave do funcionamento dos rins.

Pacientes com problemas nos rins e no coração que estiverem tomando diuréticos que levam à menor excreção de potássio ou outros medicamentos que podem aumentar seus níveis, como Heparina, por exemplo, que precisam tomar suplementação de potássio ou substitutos de sal comum ricos em potássio, podem ter aumento dos níveis desse mineral no sangue, devendo ter cautela durante o tratamento com Micardis.

Pode ocorrer acúmulo de líquido nos pulmões com o uso de Anlodipino em pacientes com comprometimento grave do funcionamento do coração. A redução excessiva da pressão arterial em pacientes com doença do coração ou dos vasos sanguíneos por problemas de fluxo de sangue (isquemia) pode resultar em infarto ou derrame cerebral.

Se o paciente é portador de diabetes mellitus, deve informar o médico, uma vez que ele vai precisar avaliar os vasos do coração (coronárias) antes de começar o tratamento com Micardis para detecção e tratamento adequado da doença arterial coronária.

Mesmo que não apresente sintomas ou queixas, o paciente não diagnosticado pode apresentar maior risco de infarto e morte de causa cardíaca inesperada, quanto tratado com essa classe de anti-hipertensivos.

Não é recomendado o uso de Micardis durante os três primeiros meses de gravidez e o tratamento não deve ser iniciado quando a mulher estiver grávida. Se a mulher engravidar, o tratamento deve ser interrompido imediatamente e, se a mulher pretende engravidar, deve procurar orientação do seu médico para uma possível substituição do tratamento.

O uso do medicamento durante a gravidez pode levar ao risco de retardamento do trabalho de parto.

Não se sabe se a Telmisartana ou o Anlodipino são excretados no leite humano. Em razão dos potenciais efeitos colaterais em bebês lactentes, o uso de Micardis não é recomendado durante a amamentação.

Interações medicamentosas

Não foram realizados estudos de interação do Micardis com outros medicamentos. No entanto, o médico deve considerar as informações do fabricante.

O efeito do Micardis pode ser aumentado pelo uso concomitante de pomelo (grapefruit) e suco de pomelo, além de apresentar interações com outras medicações contra a hipertensão, como Baclofeno e Amifostina, Diltiazem em pacientes idosos, Cetoconazol, Itraconazol e Ritonavir.

Bebidas alcoólicas ou medicamentos que afetam o sistema nervoso, como barbitúricos, narcóticos e antidepressivos podem agravar a queda da pressão arterial ao se levantar rapidamente.

O efeito de Micardis pode ser diminuído pelo uso concomitante de corticosteroides e anti-inflamatórios não esteroides.

No caso de anticonvulsivantes, como Carbamazepina, Fenobarbital, Fenitoína, Fosfenitoína, Primidona, Rifampicina, do fitoterápico Hypericum perforatum (Erva de São João), o médico poderá precisar ajustar a dose de Micardis durante e após o uso concomitante.

O Micardis pode aumentar o efeito da Sinvatatina, devendo haver a necessidade de redução de dose durante o tratamento.

O Micardis também pode aumentar a concentração de ciclosporina e tacrolimo no organismo. Portanto, o médico deve monitorar os níveis sanguíneos dessas substâncias, podendo haver necessidade de ajuste na dose.

Anti-inflamatórios não esteroides, como ácido acetilsalicílico, Diclofenaco, Cetoprofeno e outros, podem causar problemas renais graves, caso ocorra desidratação. Assim, o paciente deve ingerir líquidos regularmente se fizer uso desses medicamentos e de Micardis.

Durante o tratamento, o paciente poderá apresentar reações indesejadas, como desmaio, sonolência, tontura, vertigem ou desmaio. Dessa forma, é necessário cautela ao dirigir veículos ou operar máquinas, evitando também tarefas potencialmente arriscadas.

Fontes:

Dados do Medicamento
Dados do Medicamento
Nomes: Micardis, Micardis Anlo, Micardis HCT
Princípios ativos: Telmisartana, Telmisartana + Anlodipino Telmisartana + Hidroclorotiazida
Fabricantes: Boehringer Ingelheim
Descrição: Micardis é indicado para o tratamento da hipertensão arterial (pressão alta). Pode ser usado isoladamente ou em associação com outros medicamentos com a mesma finalidade. Indicado também para a prevenção de mortalidade e lesão cardiovascular (doenças ou afecções que acometem o coração e/ou vasos sanguíneos) em pacientes com idade igual ou superior a 55 anos.
Dispensa: Medicamento sujeito à receita médica
Administração: Uso Oral
Apresentação: 10, 14 ou 30 comprimidos
Doses: 40mg ou 80mg (Telmisartana), 40mg ou 80mg/5mg ou 80mg/10 mg (Telmisartana/Anlodipino), 40mg ou 80mg/12,5 mg (Telmisartana/Hidroclorotiazida)
Aplicação: Uso em pacientes a partir de 12 anos de idade
Posologia: De acordo com orientação médica
Classe: Anti-hipertensivos
Com álcool: Não recomendado
Durante a amamentação: Não recomendado
Durante a gravidez: Não recomendado
Download da bula do medicamento Micardis (Telmisartana)
Como Funciona
Escolha o Medicamento
Preencha o Formulário Médico
O médico emite a sua prescrição
Medicamento é enviado da farmácia
Entrega gratuita
Avaliação de Serviço
Rating
Excelente
5 4.7
4,116 pacientes deram a sua opinião sobre o nosso serviço
Avaliação de Produtos
Nossos pacientes adoram o nosso serviço
  • Atendimento ao paciente acessível para todos

    Serviço de atendimento ao paciente: Seg. - Sex. das 06:00h - 17:00h (Horário de Brasília)
  • Todos os serviços estão incluídos no preço

    Consulta médica online, prescrição e entrega + possibilidade de parcelamento
  • Entrega Expressa

    Entrega garantida de 4-6 dias (UPS) ou 7-12 dias (Correios)
Alternativas ao Micardis (Telmisartana)
Feedback

Seu feedback

Como você classificaria o nosso site?