Outros Tratamentos

Rifaximina (Xifaxan)

Comprar Rifaximina (Xifaxan) online - Envio e validação de receita médica

Excelente   4.7 4,420 pacientes deram a sua opinião sobre o nosso serviço

O Xifaxan é um antimicrobiano intestinal, que apresenta como princípio ativo a Rifaximina. O medicamento é indicado no tratamento da diarreia aguda infeciosa causada e como tratamento sintomático da doença diverticular não complicada do cólon. A Rifaximina (Xifaxan) é também eficaz para o tratamento da síndrome do intestino irritável e diarreia de viajante.

Na euroClinix, você pode comprar o medicamento Rifaximina (Xifaxan) online. Basta preencher um questionário e enviar a receita médica emitida pelo seu profissional de saúde.

O Rifaximina (Xifaxan) está sendo revisado pelo nosso médico parceiro e não podemos aceitar pedidos no momento. Para mais informações, entre em contato com a nossa equipe de atendimento ou deixe seu email para receber notificações quando o Rifaximina (Xifaxan) estiver aprovado para venda.

Perguntas e respostas sobre como comprar Rifaximina (Xifaxan) online

Como consigo comprar o medicamento de prescrição Rifaximina (Xifaxan) na euroClinix?

A Rifaximina (Xifaxan) é um medicamento de prescrição e só pode ser comprado online com receita médica. Se você quiser comprar Rifaximina (Xifaxan) online a euroClinix, você tem que ter em mãos a receita prescrita pelo seu médico ou sua médica. O processo é bastante simples: basta preencher um rápido formulário com informações pessoais e informações do médico ou da médica que emitiu a prescrição e fazer o upload da prescrição no nosso checkout.

É seguro comprar Rifaximina (Xifaxan) online na euroClinix?

A euroClinix está legalmente autorizada para a venda de medicamentos online pela entidade britânica (MHRA) e também pela Agência Europeia de Medicamentos (veja o final da página abaixo de "Somos Certificados por:"). Se você se deparar com alguma farmácia física ou online que não requisite a prescrição médica ou qualquer dado médico, que tem preços demasiado baixos, não tem atendimento português e não tem um registo de farmácia evidente, além de potencialmente pôr a sua vida em risco, você estará cooperarando com uma atividade criminosa com possíveis implicações legais. Escolha uma opção segura, escolha a euroClinix.

Posso comprar Rifaximina (Xifaxan) sem receita médica?

Segundo determinação da Anvisa, não é possível comprar Rifaximina (Xifaxan)l sem receita médica. A Rifaximina (Xifaxan) é considerado um medicamento de prescrição médica, ou seja, se quiser comprar, o seu estado de saúde terá de ser previamente verificado por um médico fisicamente. Qualquer farmácia física ou na internet que venda Rifaximina (Xifaxan) sem receita não está agindo de acordo com a legislação.

Qual é o preço da Rifaximina (Xifaxan) na euroClinix?

A euroClinix preza pelo seu serviço de excelência. O preço do medicamento Rifaximina (Xifaxan) inclui todo esse serviço, nomeadamente, o medicamento Rifaximina (Xifaxan) original e a entrega grátis em embalagem discreta. Além disso, temos uma equipe de atendimento ao paciente e equipe médica sempre ao dispor para qualquer tipo de esclarecimento.Você pode consultar os preços no início da página.

Ao usar o nosso serviço, você economizará tempo e não precisará visitar uma farmácia local.

Quais os métodos de pagamento disponíveis?

Comprando medicamentos online através da euroClinix, você pode fazer o pagamento da forma que escolher, seja através de cartões de débito ou de crédito (nacional ou internacional) ou por boleto bancário.Aceitamos pagamentos em parcelas de até 6x e também à vista.

Os meus dados estão seguros ao comprar Rifaximina (Xifaxan) online?

A Privacidade dos nossos pacientes está sempre garantida. Quando você compra Rifaximina (Xifaxan) na euroClinix, todos os seus dados estarão totalmente protegidos. Dados pessoais, informações gerais, dados do cartão de crédito e informações médicas, são protegidos pelo sistema de encriptação SSL. Nenhum dos seus dados é compartilhado com terceiros sem o seu consentimento prévio. Também garantimos uma privacidade no processo de envio com a embalagem discreta e também no caso de pagar por cartão, apenas aparecerá no seu extrato a sigla da nossa empresa "HHC" ou do intermediário "goInterpay".

O que é a Rifaximina (Xifaxan)?

O Xifaxan é um antibiótico utilizado no tratamento de determinados tipos de doenças do intestino, como a síndrome do intestino irritável e a diarreia de viajante, provocada por comidas ou bebidas contaminadas com a bactéria E. coli.

O medicamento também pode ser usado para o tratamento da encefalopatia hepática, provocada por doenças do fígado. Uma pessoa com encefalopatia hepática não consegue liberar as toxinas do organismo, podendo levar à redução de suas funções cerebrais.

Conheça a estrutura química da Rifaximina:

estrutura-quimica-rifaximina

O Xifaxan está disponível apenas através de prescrição médica, sendo disponibilizado em forma de comprimidos. O medicamento pode também ser utilizado para a prevenção de diarreia do viajante.

A Rifaximina é eficaz no alívio dos sintomas funcionais crônicos de inchaço e flatulência, que são comuns na síndrome do intestino irritável, podendo ser indicada também para o tratamento de pacientes com infecção recorrente pela bactéria C. difficile. É necessário, no entanto, alguns cuidados, uma vez que a exposição a rifamicinas no passado pode aumentar o risco de resistência e, nesses casos, o Xifaxan deve ser evitado.

No tratamento da encefalopatia hepática, a Rifaximina apresenta o status de medicamento que consegue resolver com eficácia esse problema. Embora ainda faltem evidências de alta qualidade, a Rifaximina mostra-se tão eficaz ou mais do que outros medicamentos para a encefalopatia hepática, como a lactulose.

O medicamento é melhor tolerado e pode funcionar com mais rapidez do que similares.

Uma das vantagens do seu uso é que a Rifaximina apresenta efeitos colaterais mínimos, prevenindo a síndrome do intestino irritável, a encefalopatia recorrente e a diarreia do viajante.

Composição da Rifaximina (Xifaxan)

O princípio ativo do Xifaxan é a Rifaximina, em sua forma polimórfica. Cada comprimido revestido por película contém 200 mg do princípio ativo.

Além disso, o medicamento apresenta os seguintes excipientes: carboximetilamido sódico, pamiltoesterato de glicerol, sílica coloidal anidra, talco e celulose microcristalina. O revestimento do comprimido de Xifaxan apresenta hipromelose, dióxido de titânio, edetato dissódico, propilenoglicol e óxido de ferro vermelho.

Quais as doses disponíveis para a Rifaximina (Xifaxan)?

O Xifaxan é comercializado na forma de comprimidos revestidos por película de forma circular, biconvexos e de cor rosa, estando disponível em embalagens contendo 12 comprimidos, acondicionados em blister de PVC/PE/PVDE-alu.

A Rifaximina também está disponível em medicamento genérico, podendo ser encontrado com o nome comercial do princípio ativo, sendo comercializado na mesma quantidade do princípio ativo.

Como funciona a Rifaximina (Xifaxan)?

A Rifaximina é um antibiótico que interfere com a transcrição por ligação à subunidade da RNA polimerase bacteriana. Sua ação resulta no bloqueio da etapa de translocação que normalmente segue a formação da primeira ligação que ocorre no processo de transcrição do DNA das bactérias, impedindo que se proliferem no organismo.

Após um tratamento de 10 dias consecutivos, os portadores de problemas intestinais apresentam melhora geral em seus sintomas, tendo o tratamento uma duração de pelo menos 10 semanas depois do uso de Rifaximina.

Em pacientes com síndrome do intestino irritável, os músculos do cólon não funcionam normalmente, sofrendo constantes espasmos. O desenvolvimento da doença, bastante comum nas sociedades ocidentais, está tradicionalmente ligado a fatores psicossomáticos, como o estresse e a depressão, embora os pesquisadores também a relacionem atualmente a uma bactéria habitante da flora intestinal.

Entenda mais sobre a síndrome do intestino irritável abaixo:

Síndrome do Intestino Irritável
sindrome-do-intestino-irritavel

A síndrome do intestino irritável é o nome aplicado a uma associação de sintomas, que consistem mais frequentemente de dores abdominais, inchaço do abdômen, constipação ou prisão de ventre e diarreia. Muitos pacientes que apresentam o problema apresentam alternância de diarreia com constipação, podendo haver muco presente nas fezes.

A doença não é um defeito anatômico ou estrutural, muito menos uma desordem física ou química identificável. Também não é um câncer e há mínimas probabilidades de desenvolvimento de um problema desse gênero, não causando outros problemas gastrointestinais, ou seja, não se trata de uma doença orgânica detectável.

A síndrome do intestino irritável é uma desordem funcional do intestino. Não há sinal de doença que possa ser vista ou medida, já que o intestino funciona normalmente. Trata-se de um problema bastante comum, afetando cerca de uma a cada 5 pessoas no mundo desenvolvido, sendo mais comum em mulheres e mais frequente em momentos de estresse emocional. Geralmente, o problema começa no início da fase de adolescência ou no começo da idade adulta, raramente aparecendo após os 50 anos de idade.

O que o problema demonstra ser é uma associação entre um distúrbio da motilidade intestinal, as contrações musculares rítmicas dos intestinos que levam a comida digerida através do intestino, e uma percepção anormal de estímulos do intestino, que, em pessoas sem o problema não acarretariam nenhum desconforto.

Uma pessoa com a síndrome do intestino irritável sente desconforto decorrente da presença de volumes anormais de gás.

Eficácia e segurança da Rifaximina (Xifaxan) de acordo com estudos clínicos

A aprovação do Xifaxan pelo FDA, órgão fiscalizador de medicamentos dos Estados Unidos, foi baseada em dados de três estudos de fase 3. O medicamento foi estudado em mais de 3 mil pacientes, tendo demonstrado eficácia e segurança em tratamento de duas semanas.

Após os estudos, estabeleceu-se que o tratamento completo de Xifaxan para a síndrome do intestino irritável deve ter duração de 2 semanas, com a utilização de 42 comprimidos.

Os resultados dos estudos constataram que os pacientes tratados com Xifaxan respondem de forma positiva ao tratamento, comparado com placebo.

Além dos efeitos bactericida e bacteriostático, o medicamento apresentou outros efeitos na microbiota intestinal, como a redução da resposta inflamatória do intestino, inibindo a ativação do fator nuclear Kb, através do pregnano receptor X, reduzindo a expressão das citocinas inflamatórias interleucina 1B e o fator de necrose tumoral alfa.

Quais as doses disponíveis para a Rifaximina (Xifaxan)?

O Xifaxan é comercializado na forma de comprimidos revestidos por película de forma circular, biconvexos e de cor rosa, estando disponível em embalagens contendo 12 comprimidos, acondicionados em blister de PVC/PE/PVDE-alu.

A Rifaximina também está disponível em medicamento genérico, podendo ser encontrado com o nome comercial do princípio ativo, sendo comercializado na mesma quantidade do princípio ativo.

Como usar a Rifaximina (Xifaxan)?

O Xifaxan deve ser sempre tomado de acordo com as indicações do médico responsável. O paciente deve conversar com o profissional de saúde sobre todas as dúvidas que apresentar.

A dose habitual normalmente recomendada para o tratamento da síndrome do intestino irritável é de 600 mg do princípio ativo, ou um comprimido tomado 3 vezes ao dia, ou de 800 mg, com 2 comprimidos tomados duas vezes ao dia.

O tratamento da síndrome do intestino irritável deve ser acompanhado pelo médico responsável, podendo ter a duração de 3 dias. No caso de o paciente não apresentar melhor nesse período, deve consultar novamente o seu médico.

O comprimido de Xifaxan deve ser engolido inteiro, sem amassar ou mastigar, utilizando suco de frutas ou água.

Para a população pediátrica, a segurança e a eficácia da Rifaximina ainda não foram estabelecidas, principalmente em crianças com idade inferior a 12 anos e, nesse caso, não é possível fazer uma recomendação para a posologia.

No caso de o paciente tomar mais comprimidos do que recomendado pelo médico, de forma acidental, é bem provável que o medicamento não apresente efeitos colaterais mais graves. Contudo, se houver ingestão acidental de vários comprimidos, é necessário entrar em contato com o médico, levando a embalagem do medicamento para que o médico possa analisar.

Se o paciente se esquecer de tomar o Xifaxan, não deve tomar uma dose dobrada para compensar a dose esquecida, continuando o tratamento como recomendado pelo médico. No caso de qualquer dúvida, é necessário consultar o médico ou o farmacêutico responsável pela venda.

Quais são os efeitos colaterais da Rifaximina (Xifaxan)?

Da mesma forma que outros medicamentos de prescrição, o Xifaxan pode apresentar efeitos colaterais, embora eles não se manifestem em todos os pacientes que passaram pelo tratamento.

Em determinados casos, foram observados efeitos colaterais pouco frequentes, afetando pelo menos uma pessoa em cada 100, ou mais de uma pessoa em 1.000 pacientes tratados.

Confira na tabela a seguir os possíveis efeitos colaterais da Rifaximina:

Efeitos colaterais do Omeprazol

Efeitos colaterais mais comuns (de leves a moderados)*

  • náuseas
  • dispepsia
  • vômitos
  • dores e câimbras abdominais
  • distensão abdominal
  • prisão de ventre
  • flatulência
  • diarreia

*Normalmente, esses efeitos desaparecem de forma espontânea, sem que haja necessidade de promover alterações na dose ou mesmo a suspensão do tratamento.

Efeitos colaterais mais raros (afetando menos de um paciente em cada 10 mil)

  • desidratação
  • diminuição do apetite
  • nervosismo
  • insônia
  • diminuição da sensibilidade
  • sonolência
  • enxaqueca
  • aumento da pressão arterial
  • palpitações cardíacas
  • dificuldades em respirar
  • garganta seca
  • dor de garganta
  • alteração da motilidade gastrointestinal
  • dor abdominal superior
  • indigestão
  • diminuição do paladar
  • reações do tipo urticária
  • dores musculares, incluindo dores de costas
  • fraqueza muscular

No caso de algum efeito colateral se apresentar de forma mais grave, ou mesmo se o paciente apresentar qualquer reação não relacionada ou constatada nos estudos clínicos, deve procurar atendimento médico com urgência.

Quais são as precauções, interações e contraindicações da Rifaximina (Xifaxan)?

O Xifaxan (Rifaximina) não deve ser indicado nos seguintes casos:

  • Para pacientes que apresentam alergia ou hipersensibilidade à Rifaximina, a qualquer outro tipo de rifamicina ou a excipientes presentes na fórmula do medicamento.

O paciente em tratamento com Rifaximina deve tomar cuidado especial se apresentar febre ou verificar a presença de sangue nas fezes. Nesse caso, é necessário consultar um médico com urgência.

Da mesma forma, se o paciente perceber que a urina está corada de vermelho, depois de ter tomado Xifaxan, deve procurar atendimento médico. A presença de cor avermelhada na urina deve-se ao fato de que o princípio ativo Rifaximina, como a maior parte dos antimicrobianos da família das rifamicinas, é vermelho-alaranjado. Em situações de tratamento mais prolongado, ou quando a mucosa intestinal apresenta lesões, uma pequena quantidade do princípio ativo pode ser absorvida, levando a urina a apresentar a cor avermelhada.

Ao receber a prescrição de Rifaximina, o paciente deve informar ao seu médico sobre qualquer outro tipo de medicamento que estiver utilizando, inclusive os utilizados sem receita médica. Mesmo não havendo constatação de que o Xifaxan não apresenta interações sérias com outros medicamentos, o médico deve ser informado.

Para mulheres grávidas ou que estejam amamentando, ao receber a prescrição médica o médico deve ser informado dessas condições. Em caso de gravidez, como medida de precaução, é preferível evitar o tratamento com Xifaxan.

O uso de Xifaxan em mulheres que estão amamentando deve estar sujeito à estrita vigilância por parte do médico responsável.

No caso de condução de veículos ou operação de máquinas, o medicamento não apresenta qualquer efeito colateral digno de nota que impeça essas ocupações.

Considerando que a absorção de Rifaximina é bastante reduzida, como menos de 1% do princípio ativo, não é recomendado o tratamento com Xifaxan em casos de diarreia com febre ou com sangue nas fezes, devendo haver um diagnóstico mais preciso sobre a infecção, que pode ser provocada por agentes enteropatogênicos invasivos.

O tratamento com Rifaximina deve ser interrompido no caso de os sintomas da diarreia se agravarem ou se continuarem persistentes por mais de 48 horas, devendo ser considerada uma terapêutica antibiótica alternativa.

É necessária atenção médica em determinados casos, uma vez que foram reportados casos de diarreia associada à bactéria Clostridium difficile com a utilização da maior parte dos agentes antibacterianos, incluindo a Rifaximina.

Além disso, não pode ser excluída a associação do tratamento com Rifaximina com DACD e colite pseudomembranosa (CP).

O tratamento com Rifaximina em doentes com insuficiência renal não chegou a ser estudado, exigindo do médico responsável cautela nesses casos.

Interação medicamentosa

Para o paciente que está fazendo tratamento com Rifaximina, o uso concomitante de outros medicamentos ou produtos sem prescrição podem alterar os resultados de um ou de outro medicamento.

Embora não tenham sido constatadas interações medicamentosas mais severas, o uso em conjunto de medicamentos pode aumentar o risco de efeitos colaterais, ou mesmo fazer com que o medicamento não ofereça sua ação total para o tratamento ao qual foi indicado.

Mesmo de forma não grave, a Rifaximina pode provocar interações com os seguintes medicamentos:

  • Bosutinib
  • Daclatasvir
  • Eliglustat
  • Flibanserin
  • Ibrutinib

É importante que o paciente informe o seu médico sobre qualquer tipo de medicamento, vitaminas ou mesmo suplementos nutricionais que esteja utilizando, ajudando o médico a prevenir ou controlar possíveis interações.

Fontes:

Dados do Medicamento
Dados do Medicamento
Nome: Xifaxan
Princípio ativo: Rifaximina
Fabricantes: Alfa Wassermann
Descrição: O Xifaxan é indicado no tratamento da diarreia aguda infeciosa causada por
microrganismos sensíveis à rifaximina e no tratamento sintomático da doença diverticular
não complicada do cólon quando associado a terapêutica com fibras alimentares.
Dispensa: Medicamento sujeito a receita médica
Administração: Oral
Apresentação: comprimidos revestidos
Dose: 200 mg
Aplicação: Uso adulto e pediátrico acima de anos
Posologia: Segundo orientação médica
Classe: Antibiótico bactericida
Com álcool: Não recomendado
Durante a amamentação: Não recomendado
Durante a gravidez: Não recomendado
Download da bula do medicamento Rifaximina
Como Funciona
Escolha o Medicamento
Preencha o Formulário Médico
O médico emite a sua prescrição
Medicamento é enviado da farmácia
Entrega gratuita
Avaliação de Serviço
Rating
Excelente
5 4.7
4,420 pacientes deram a sua opinião sobre o nosso serviço
Avaliação de Produtos
Nossos pacientes adoram o nosso serviço
  • Atendimento ao paciente acessível para todos

    Serviço de atendimento ao paciente: Seg. - Sex. das 06:00h - 17:00h (Horário de Brasília)
  • Todos os serviços estão incluídos no preço

    Consulta médica online, prescrição e entrega + possibilidade de parcelamento
  • Entrega Expressa

    Entrega garantida de 4-6 dias (UPS) ou 7-12 dias (Correios)
Alternativas ao Rifaximina (Xifaxan)
Feedback

Seu feedback

Como você classificaria o nosso site?