Outros Tratamentos

Hiperidrose (suor excessivo)

Tratamento tópico eficaz para Hiperidorse

A hiperidrose é um problema caracterizado pelo excesso de suor produzido por uma pessoa, mesmo quando a temperatura está amena e a pessoa não está se movimentando. A doença pode atingir diversas partes do corpo e suas causas podem ser de origem genética ou patológica.

O diagnóstico da doença pode ser feito através de exames de sangue ou de urina, além de testes específicos e o seu tratamento pode ser feito através de cirurgias ou de procedimentos médicos ou mesmo através de medicamentos.

De acordo com as estatísticas, entre 2 e 3% da população mundial sofre com o problema, que é mais comum entre membros de uma mesma família.

Na euroClinix, você pode ter acesso a medicamentos eficazes para o tratamento da hiperidrose como o Driclor e Perspirex sem ter de visitar um médico. Prencha um rápido e discreto questionário médico e receba o seu tratamento de forma rápida e discreta.

Saiba mais sobre Hiperidrose (suor excessivo)
Nossos Serviços
Encontre o seu tratamento
Sobre nós
Nossos Serviços
Seleccione Medicamento
Preencha o formulário
O médico emite a sua prescrição
Entrega expresso para qualquer área de residência
Sobre nós

euroClinix é uma empresa que presta cuidados de saúde a nível internacional, oferencendo serviços médicos diferenciados, em múltiplas línguas.

Nós já tratamos mais de

1381614 pacientes

Veja o que eles pensam sobre nós...

  • Diagnóstico especializado e prescrição médica onlineNão desperdice seu tempo na sala de espera do médico
  • Entrega Expressa Grátis com máxima discrição4-6 (UPS) ou 7-12 (Correios) dias úteis em todo Brasil
  • Medicamentos originais e serviço de confiançaApenas o médico tem acesso à sua informação
4.7 4,399Comentários

O que é hiperidrose (suor excessivo)?

Para os seres humanos, o suor é fundamental para a manutenção da temperatura do organismo. O suor acontece quando a temperatura corporal sobe, e os centros responsáveis pelo equilíbrio térmico indicam essa alteração, fazendo a pessoa transpirar e aliviando a sensação de calor.

O controle de sudorese não pode ser feito pela pessoa, sendo determinado pelo sistema nervoso autônomo. No entanto, algumas pessoas apresentam sudorese excessiva, ou hiperidrose, que interfere em suas atividades.

Por exemplo, uma pessoa com hiperidrose nas mãos pode causar sensação desagradável até mesmo quando cumprimenta outra. Quando o problema se manifesta nas axilas, a pessoa sempre apresenta marcas de suor debaixo dos braços.

A hiperidrose também pode aparecer nos pés e no rosto e, nestes casos, a pessoa pode passar por uma série de constrangimentos.

A origem do problema da hiperidrose é que vai definir o seu tipo. Os tipos classificados pela medicina são os seguintes:

Hiperidrose primária

A hiperidrose primária tem origem genética, começando a se manifestar durante a infância ou nos primeiros anos da adolescência. As áreas mais afetadas geralmente são as mãos, os pés, as axilas e o rosto.

A Organização Mundial de Saúde estima que pelo menos 2% da população mundial sofra com hiperidrose primária.

Hiperidrose secundária

A hiperidrose secundária pode ter como causas algum agente externo, algum problema de saúde ou pode vir como efeito colateral de algum medicamento, além de ser ocasionada por fases da vida, como no caso da menopausa.

Ao contrário da hiperidrose genética, que só se manifesta durante o dia, a secundária pode afetar qualquer parte do corpo e pode ocorrer inclusiva à noite. Além disso, também pode afetar pessoas de todas as idades.

Hiperidrose focal e generalizada

A hiperidrose também pode ser classificada como focal, quando atinge apenas uma área do corpo, ou generalizada, quando ocorre no corpo todo.

Entenda como o suor é formado no organismo:

formacao-suor-organismo

Quais são as causas da hiperidrose (suor excessivo)?

A hiperidrose é provocada quando há excesso de atividade nas glândulas sudoríparas, provocadas por algum tido de atividade. As razões para sua ocorrência podem ser:

De origem genética

Pelo menos metade dos casos de hiperidrose são classificados como genéticos, segundo um levantamento do Center of Hiperhidrosis, dos Estados Unidos. A medicina ainda não sabe como funciona a hereditariedade para a doença, mas já se conseguiu mapear o gene responsável pela sua ocorrência.

Menopausa

Os dados do setor de ginecologia do Dumfries and Galloway Royal Infirmary, da Escócia informam que 85% das mulheres durante a menopausa passem pela hiperidrose secundária.

Durante a menopausa há uma queda na produção de estrogênio, um dos principais hormônios femininos, também responsável pela regulagem da temperatura corporal. Episódios de hiperidrose durante a menopausa podem ocorrer até 30 vezes por dia, costumando ser mais intensos à noite.

Ansiedade

A hiperidrose ocorre também em pessoas com transtornos de ansiedade. As crises de ansiedade afetam diversas partes do organismo, principalmente no hipotálamo e isso vai interferir diretamente no estímulo às glândulas sudoríparas.

O maior problema, nesse caso, é que as crises de hiperidrose geram mais ansiedade e cria-se um círculo vicioso, em que a ansiedade provoca hiperidrose, que vai provocar mais ansiedade.

Doenças do sistema nervoso

O sistema nervoso central possui o sistema nervoso simpático, o SNS. Esse sistema é responsável pelas reações do organismo em situações de estresse.

O sistema nervoso simpático também determina a reação de hiperidrose e, em razão disso, determinadas doenças que atacam o sistema nervoso também são responsáveis por quadros de hiperidrose.

Entre os problemas mais comuns que causam a hiperidrose secundária estão os seguintes:

  • Mal de Alzheimer;
  • Mal de Huntington;
  • Mal de Parkinson;
  • Epilepsia;
  • Esclerose múltipla;
  • Acidente vascular cerebral;

Problemas cardíacos

As doenças cardíacas também podem provocar sobrecarga no sistema nervoso simpático. A sobrecarga faz com que o sistema nervoso reaja às situações, trazendo sintomas como boca seca, crises de ansiedade e hiperidrose.

As doenças cardíacas mais propensas a gerar esse quadro são:

  • Insuficiência cardíaca;
  • Insuficiência na aorta;
  • Vasculite;
  • Miocardite;
  • Infarto do miocárdio.

Hipoglicemia

A glicemia é a quantidade de açúcar no sangue. Quando uma pessoa está com esse índice abaixo do normal, está sofrendo de hipoglicemia. O fenômeno é bastante comum em pacientes diabéticos, mas pode ocorrer quando uma pessoa passa muito tempo sem comer, por exemplo.

A resposta do organismo à hipoglicemia ocorre através das glândulas suprarrenais ou adrenais, que estão logo acima dos rins que libera a adrenalina. A adrenalina tem a função de regular a pressão arterial e a frequência cardíaca.

Contudo, a adrenalina também provoca sintomas de ansiedade, e isso vai provocar a hiperidrose.

Obesidade

A gordura acumulada no organismo faz com que o corpo retenha o calor e, como o suor é um mecanismo para regular a temperatura, normalmente os obesos sofrem com hiperidrose.

Diabetes

A hipoglicemia ocorre mais facilmente em pessoas diabéticas. Dessa forma, os diabéticos também estão propensos a desenvolver hiperidrose.

Acromegalia

A acromegalia é uma doença caracterizada pela produção excessiva de GH, o hormônio do crescimento. Quando isso ocorre, a pessoa tem os pés, as mãos e as cartilagens aumentadas, podendo ficar até deformadas.

Como o problema afeta a hipófise, as consequências da doença repercutem em outras partes do corpo e uma delas é o desenvolvimento de hiperidrose.

Hipertireoidismo

A tireoide é uma glândula localizada no pescoço, responsável por diversos hormônios necessários para o cérebro, coração, rins, pulmão e útero, entre outros. Quando a tireoide está produzindo maior quantidade de hormônios, ela apresenta hipertireoidismo.

O excesso de hormônios acelera os processos químicos de várias partes do organismo, provocando desequilíbrio, inclusive causando hiperidrose.

Confira na tabela abaixo as causas da Hiperidrose:

Causas da Hiperidrose:
  • Origem genética
  • Menopausa
  • Ansiedade
  • Doenças do sistema nervoso
  • Problemas cardíacos
  • Hipoglicemia
  • Obesidade
  • Diabetes
  • Acromegalia
  • Hipertireoidismo

Quais são os sintomas da hiperidrose (suor excessivo)?

O único sintoma apresentado pela hiperidrose é o suor excessivo. De forma geral, é comum que as pessoas suem mais em algumas situações, como quando está muito calor, ou quando faz exercícios físicos.

Na hiperidrose, o suor é mais abundante, podendo atrapalhar a qualidade de vida e a autoestima de uma pessoa. Ela pode ocorrer em qualquer momento, mesmo que a pessoa não esteja em qualquer tipo de atividade ou situação que possa provocar maior transpiração.

Evidentemente não existe um padrão fixo sobre o que pode ser suar demais, ou seja, não há níveis ou padrões para estabelecer. O suor excessivo é o que causa constrangimento na pessoa, impedindo-a, inclusive, de praticar alguma atividade, como um exercício físico, cumprimentar uma pessoa, abraçar ou até mesmo usar o teclado do computador.

Os episódios de hiperidrose normalmente afetam mais as mãos, os pés, o rosto e a cabeça, podendo, no entanto, ocorrer em qualquer área do corpo. Pessoas com hiperidrose podem sofrer uma crise semanal com a doença.

Veja no infográfico abaixo as principais regiões do corpo atingidas pela hiperidrose:

locais-frequentes-da-hiperidrose

Diagnóstico da hiperidrose (suor excessivo)

O diagnóstico da hiperidrose geralmente é feito por um clínico geral, que irá avaliar as suspeitas sobre a origem do problema e, se necessário, encaminhar o paciente para um especialista.

Esse especialista pode ser um dermatologista, um cardiologista ou um neurologista, de acordo com as causas da doença.

Durante o diagnóstico, o médico vai estudar os sintomas e o histórico médico do paciente, solicitando depois alguns exames para ter uma definição mais precisa sobre a doença. Os exames podem ser os seguintes:

  • Exames de sangue, para verificar se a hiperidrose está relacionada com alguma condição específica de saúde, como, por exemplo, hipoglicemia ou diabetes;
  • Exame de urina que, como no caso de exame de sangue pode avaliar se existe algum problema no sistema urinário que esteja provocando a hiperidrose. Esse tipo de exame é feito, principalmente, com o objetivo de descartar que a causa da doença seja alguma disfunção da tireoide;
  • Teste de iodo, que também é conhecido como teste do amido-iodo, também podendo ser utilizado para o diagnóstico da hiperidrose. O exame é feito através da aplicação da tintura de iodo nos locais do corpo afetados pela hiperidrose. Depois de aplicado o iodo, é borrifada uma pequena quantidade de amido no local e a reação das duas substâncias irá deixar o local afetado pela hiperidrose com uma cor azul escura;
  • Teste do suor, que consiste na colocação de um papel específico para fazer um exame sobre a área mais afetada pelo suor durante as crises de hiperidrose. Depois de algum tempo, o papel deve ser removido e pesado em balança especial, para que o médico verifique a quantidade de suor concentrada no papel.

Tratamento da hiperidrose (suor excessivo)

A hiperidrose é uma doença que tem cura e o tratamento tanto pode ser cirúrgico como através de medicamentos, como se pode ver na tabela abaixo:

Tratamentos para Hiperidrose (Suor Excessivo)
Área afetada Antitranspirantes / Solução tópica Iontoforese Toxina Botulínica Micro-ondas Simpatectomia
Cabeça/Rosto
Axilas
Mãos
Pés

Em casos menos graves de hiperidrose, o tratamento pode ser feito com comprimidos, cremes e antitranspirantes como Driclor e Perispirex, além de lontoforese e aplicação de toxina botulínica, ou botox, no paciente.

Um dos tratamentos também pode ser feito com a aplicação de ondas eletromagnéticas, quando se faz necessário tratar o suor das axilas sem necessidade de cirurgia. Esse procedimento, no entanto, ainda não está aprovado para uso no Brasil.

O tratamento cirúrgico pode ser feito em casos mais graves, quando são extirpadas as glândulas sudoríparas das axilas ou o bloqueio de gânglios da cadeia simpática. Esse procedimento é conhecido como simpatectomia ou cirurgia do suor, sendo feito através de pequenas incisões através de videocirurgia.

A simpatectomia é um procedimento que permite curar definitivamente a hiperidrose.

Comprar Medicamentos Online para Hiperidrose

Antes de comprar qualquer tratamento, a sua condição deve ser avaliada por um médico. Para comprar tratamento para hiperidrose como o Driclor e Perspirex, você terá que realizar uma consulta online que permitirá que a sua condição possa ser corretamente diagnosticada. Esta consulta contém questões médicas sobre a sua saúde em geral e, em particular, sobre esta condição, para garantir que o tratamento é o mais adequado para o paciente. Após a avaliação da consulta médica por parte dos nossos médico credenciados, será prescrita uma receita médica que permitirá a compra do medicamento. Receba de forma rápida e discreta em 7 dias no Brasil.

O que considerar ao comprar medicamentos online:

  • Sempre dê preferência a compra do medicamento em uma farmácia online que mantém uma boa reputação (ex.: possui selos de qualidade e certificações);
  • A automedicação é algo extremamente desaconselhado nos círculos médicos. Além do risco do medicamento não ser adequado, o mesmo pode resultar em efeitos secundários desagradáveis ou riscos graves para a sua saúde;
  • Medicamentos não devem ser vistos como produtos de consumo regulares;
  • Medicamentos falsificados podem causar danos fatais à sua saúde;
  • Não passe pela tentação de e-mails "spam" oferecendo medicamentos muito baratos. Se algo parece bom demais para ser verdade, geralmente é;
  • Verifique o logotipo da farmácia online quando comprar medicamentos online; É possível também verificar o status de registro do farmacêutico, procurando o nome e endereço da farmácia que opera o site, como ele deve ser conectado a uma farmácia física;
  • Medicamentos vendidos em sites com má reputação podem apenas ter má qualidade ,no melhor dos casos, e causar danos fatais.

Lembre-se de que, se um site oferece a possibilidade de compra de qualquer medicamento de prescrição sem a necessidade de uma receita médica, o mesmo está operando fora da regulamentação e provavelmente não poderá lhe oferecer quaisquer das garantias mencionadas.

Se está sofrendo com hiperidrose e gostaria de adquirir um tratamento, os nossos médicos podem ajudar.

Você seleciona o medicamento que acredita ser o melhor para o seu caso, e o nosso médico analisará a sua condição de saúde atual e historial médico e emitirá a receita, se tal medicamento for seguro para tratamento da sua condição. Se o médico não estiver convencido de que tal tratamento é adequado para o seu caso, o mesmo enviará uma nota por email com as razões pelas quais não deveria utilizar esse medicamento. Se a consulta for aprovada, a nossa farmácia irá então dispensar o seu medicamento para entrega.

Fontes:

Como Funciona
Escolha o Medicamento
Preencha o Formulário Médico
O médico emite a sua prescrição
Medicamento é enviado da farmácia
Entrega gratuita
Feedback

Seu feedback

Como você classificaria o nosso site?