Enxaqueca

Tratamento eficaz pra Enxaqueca

A enxaqueca é um tipo de cefaleia, ou dor de cabeça, que se caracteriza por uma dor pulsante em um ou nos dois lados da cabeça, podendo ser acompanhada de fotofobia, fonofobia, náuseas e vômito.

A duração da crise de enxaqueca pode variar desde poucas horas a dois ou três dias, sendo mais curta em crianças. De acordo com o Ministério da Saúde, entre 5 a 25% das mulheres e entre 2 a 10% dos homens sofrem com enxaqueca.

O problema ocorre com maior frequência entre os 25 e os 45 anos de idade, havendo uma tendência à sua redução depois dos 50 anos, principalmente nas mulheres, em razão da menopausa.

Nas crianças, a enxaqueca ataca de 3 a 10% do público, atingindo os dois gêneros antes da puberdade, embora o predomínio seja para o sexo feminino depois dessa fase.

A enxaqueca pode ocorrer em duas formas: com aura e sem aura, podendo ser episódicas ou crônicas.

Conheça mais sobre essa doença, seus sintomas, causas e tratamento.

Saiba mais sobre Enxaqueca
Nossos Serviços
Encontre o seu tratamento
Sobre nós
Nossos Serviços
Seleccione Medicamento
Preencha o formulário
O médico emite a sua prescrição
Entrega expresso para qualquer área de residência
Sobre nós

euroClinix é uma empresa que presta cuidados de saúde a nível internacional, oferencendo serviços médicos diferenciados, em múltiplas línguas.

Nós já tratamos mais de

1345425 pacientes

Veja o que eles pensam sobre nós...

  • Diagnóstico especializado e prescrição médica onlineNão desperdice seu tempo na sala de espera do médico
  • Entrega Expressa Grátis com máxima discrição4-6 (UPS) ou 7-12 (Correios) dias úteis em todo Brasil
  • Medicamentos originais e serviço de confiançaApenas o médico tem acesso à sua informação
4.7 4,057Comentários no

O que é enxaqueca?

A enxaqueca, também denominada emicramia ou hemialgia, é um transtorno neurológico considerado crônico, que provoca dor de cabeça recorrente, podendo as crises se apresentarem de forma moderada a grave, algumas vezes associada a sintomas do sistema nervoso autônomo.

A dor provocada pela enxaqueca pode se agravar com atividades físicas, além de o problema se apresentar, em algumas pessoas, com uma aura, ou seja, um distúrbio visual transitório, ou mesmo sensorial e de linguagem, que antecede a ocorrência da crise.

Embora não se conheça totalmente as causas da enxaqueca, a medicina acredita que é resultado de uma combinação de fatores ambientais e genéticos, sendo que pelo menos dois terços dos casos são de consequência genética.

Uma das possibilidades é que a alteração dos níveis hormonais tenha papel preponderante, já que a enxaqueca pode afetar mais o sexo masculino do que o feminino na fase anterior à puberdade, embora ataque mais as mulheres depois desse período.

Durante a gravidez, normalmente as crises de enxaqueca tendem a diminuir e tudo isso leva a crer que possa ser um transtorno neurovascular, havendo uma teoria sobre o aumento da excitabilidade do córtex cerebral, além de anormalidades no controle dos neurônios responsáveis pela dor nos núcleos do nervo trigêmeo, no tronco cerebral.

diferenca-enxaqueca-cefaleia-tensional

Veja a diferença entre a enxaqueca e a cefaleia tensional:

Quais são as causas da enxaqueca?

De uma forma geral, podemos considerar os seguintes prováveis gatilhos para a enxaqueca:

  • Estresse físico ou emocional;
  • Longos períodos de jejum;
  • Noites mal dormidas;
  • Mudanças bruscas de umidade ou temperatura;
  • Perfumes ou odores mais fortes;
  • Maior esforço físico;
  • Som e luzes mais intensos;
  • Excesso de medicamentos, como, por exemplo, analgésicos.

Como adiantamos, as causas exatas das crises de enxaqueca não são conhecidas, embora em determinados casos possa ser considerada como alterações no cérebro e de influência genética.

Uma crise de enxaqueca normalmente tem início quando as células nervosas estão em estado de hiperexcitação, reagindo a qualquer gatilho externo, enviando impulsos para os vasos sanguíneos e provocando sua constrição, seguida da dilatação e consequente liberação de prostaglandinas, serotonina e de outras substâncias inflamatórias que provocam a dor.

A crise de enxaqueca acontece sempre da mesma forma para cada pessoa, havendo apenas a variação da intensidade, como ocorre também com o espaçamento. Os gatilhos também variam de uma pessoa para outra, sendo que algumas não possuem qualquer gatilho específico.

Além disso, os fatores hormonais podem provocar a crise de enxaqueca, principalmente nas mulheres, durante ou após a menstruação. Esse tipo de enxaqueca é chamado de enxaqueca menstrual, que tende a diminuir de forma espontânea na menopausa. Algumas mulheres podem ser maior ou menor número de crises quando começam a usar anticoncepcionais orais.

Também alguns alimentos e bebidas podem provocar crises de enxaqueca, como queijos envelhecidos, frutas cítricas, carnes processadas, gorduras e frituras em excesso, café e chocolate, chá e refrigerantes à base de cola, adoçantes artificiais, glutamato monossódico e excesso de bebidas alcoólicas.

Confira as principais causas da enxaqueca no infográfico abaixo:

causas-enxaqueca

Quais são os sintomas da enxaqueca?

Uma manifestação bastante comum nas crises é a enxaqueca com aura, ou enxaqueca com aura visual, que pode se manifestar através de flashes de luzes, imagens brilhantes diante dos olhos ou mesmo manchas escuras.

Em certos casos, a enxaqueca com aura pode se apresentar como dormência ou formigamento em um lado do corpo que, dependendo da gravidade da crise, pode fazer a pessoa sentir formigamento em uma das mãos, espalhando-se por aquele lado do corpo e até adormecendo metade da língua.

Esse tipo de crise de enxaqueca, no entanto, é bastante raro, normalmente começando apenas com dor de cabeça, embora a enxaqueca com aura possa persistir mesmo que a dor termine.

Os principais sintomas nas crises de enxaqueca podem surgir da seguinte forma:

  • Crises de dor de cabeça que podem durar de 4 a 72 horas, podendo ocorrer somente de um lado da cabeça, normalmente com pulsações;
  • Sintomas de náuseas e vômitos;
  • Bocejos prolongados;
  • Irritabilidade;
  • Sensibilidade à luz, ao som e ao movimento físico e ambiental;
  • Fadiga e tonturas;
  • Alterações no apetite;
  • Problemas de concentração, inclusive com dificuldade para se expressar.

Diagnóstico da enxaqueca

A estimativa do Ministério da Saúde é que apenas 56% das pessoas que sofrem com enxaqueca buscam atendimento médico, enquanto que apenas 16% delas procuram especialistas em problemas neurológicos.

As pessoas que normalmente possuem dor de cabeça, em sua maior parte são vítimas da enxaqueca e o diagnóstico para saber se a pessoa realmente é portadora do problema é feito de forma clínica.

O médico normalmente vai fazer uma série de perguntas, buscando saber os sintomas relacionados à dor, a duração da enxaqueca, os lados da cabeça que são atingidos, se a pessoa apresenta ou não sintomas visuais e se esses sintomas surgem antes da crise de enxaqueca.

Quando o médico não consegue chegar a um diagnóstico, possivelmente poderá pedir exames físicos e neurológicos e, além disso, também irá procurar saber sobre o histórico familiar do paciente, ou seja, se existem outras pessoas na família com o mesmo tipo de problema, se a pessoa usa medicamentos como anticoncepcionais ou vasodilatadores, ou mesmo se a crise começa depois de esforço físico, entre outras questões.

Para que o médico possa chegar a um diagnóstico da enxaqueca, normalmente é preciso seguir as diretrizes da Headache International Society, apresentando pelo menos cinco dos seguintes sintomas:

  • Crises de dor de cabeça que tenham duração de até 72 horas;
  • Dor de cabeça com pelo menos duas das características: unilateral e pulsátil;
  • Dor de cabeça com intensidade moderada a intensa;
  • Dor que impede ou atrapalha atividades físicas de rotina, como subir escadas, caminhar ou se concentrar;
  • Sintomas de náusea ou vômito durante as crises;
  • Fotofobia ou fonofobia durante as crises.

No caso de enxaqueca com aura, o paciente deve relatar pelo menos duas crises de sintomas da aura, como pontos luminosos surgindo frente aos olhos, embaçamento da visão, formigamento ou dormência em um lado do corpo ou dificuldade na fala.

Conheça os estágios da enxaqueca:

Estágios da Enxaqueca
  1. Período prodrômico (premonitório):

Apresentação dos seguintes sintomas poucas horas a um dia antes do início da dor de cabeça:

  • Cansaço;
  • Incômodo;
  • Irritação;
  • Sensação de inchaço;
  • Desejo de ingerir algum tipo característico de comida.
  1. Aura

Uma hora antes do início da dor de cabeça, apresentação dos sintomas de aura, definidos abaixo:

  • Visão de pontos luminosos ou de pontos pretos;
  • Outros problemas na visão;
  • Confusão mental;
  • Dificuldade para falar.
  1. Enxaqueca

Fase da dor de cabeça com as seguintes características e sintomas:

  • Intensidade variável, podendo afetar um ou os dois lados da cabeça;
  • Duração de 4 a 72 horas;
  • Sensibilidade à luz, sons e cheiros;
  • Náusea;
  • Vômitos;
  • Diarreia também podem ocorrer.
  1. Período após a enxaqueca (resolução)

Fase caracterizada por um intenso cansaço, com duração de até 24 horas.

Tratamento da enxaqueca

Antes de começar qualquer tratamento para a enxaqueca, é preciso ter certeza de que o diagnóstico está correto e, ainda, quais as causas que podem provocar as crises.

De uma forma geral, o paciente é aconselhado a evitar os gatilhos da enxaqueca, além de tomar alguns medicamentos prescritos sempre que uma crise começar. Os medicamentos para prevenir as crises de enxaqueca normalmente são os neurobloqueadores, os betabloqueadores, os antidepressivos e os antivertiginosos.

Contudo, cada medicamento deve ser administrado em decorrência das causas diagnosticadas.

O paciente também deve ficar atendo à frequência e gravidade das crises de enxaqueca, já que esses dados podem ser indicadores de alguma condição mais grave de saúde.

Se, por exemplo, uma pessoa começa a sentir dores de cabeça de forma súbita e intensa, se começa a sentir o pescoço duro, febre, confusão mental ao mesmo tempo que as crises de enxaqueca, ou ainda quando a dor de cabeça é acompanhada de convulsões leves, com visão dupla ou desmaio, as causas podem não ser simplesmente para um diagnóstico de enxaqueca.

Em comparação com outros tipos de dor de cabeça, a enxaqueca provoca dores recorrentes, geralmente ocorrendo apenas em um dos lados da cabeça, e todas essas informações vão servir para o diagnóstico médico, que poderá indicar algumas mudanças inclusive no estilo de vida do paciente.

Assim, entre outras coisas, o médico poderá indicar como tratamento mudanças nos hábitos alimentares ou mesmo nas condições cotidianas, principalmente quando a pessoa se sente muito estressada, uma das causas que contribuem para as crises de enxaqueca.

Exercícios físicos ou a prática de meditação e ginástica oriental, como yoga ou tai-chi-chuan, em muitos casos, podem trazer uma solução mais permanente para a enxaqueca.

O médico também poderá prescrever medicamentos, como o Maxalt, que possam ajudar a reduzir os sintomas de dor e possíveis inflamações.

Veja a tabela abaixo com os possíveis tratamentos para a enxaqueca:

Tratamento para Enxaqueca
  • Analgésicos, como Ibuprofeno e medicamentos não esteroides anti-inflamatórios;
  • Medicamentos para controle da náusea;
  • Medicamentos para reduzir a ansiedade;
  • Medicamentos que permitam ao paciente controlar melhor os sinais nervosos;
  • Medicamentos para dormir.

É preciso destacar, no entanto, que nem sempre os medicamentos são necessários. Em alguns casos, basta fazer mudanças de hábitos de vida e alimentação, não dando atenção ao que provoca ansiedade ou estresse e buscando maior equilíbrio mental na vida do paciente.

Comprar Medicamentos Online para Enxaqueca

Antes de comprar qualquer tratamento, a sua condição deve ser avaliada por um médico. Para comprar tratamento para Enxaqueca, como o Maxalt ou Maxalt RPD, você terá que realizar uma consulta online que permitirá que a sua condição possa ser corretamente diagnosticada. Esta consulta contém questões médicas sobre a sua saúde em geral e, em particular, sobre esta condição, e garante que o tratamento seja o mais adequado para o paciente. Após a avaliação da consulta médica por parte dos nossos médico credenciados, será prescrita uma receita médica, que permitirá a compra do medicamento. Receba de forma rápida e discreta em 7 dias no Brasil.

O que considerar ao comprar medicamentos online:

  • Sempre dê preferência a compra do medicamento em uma farmácia online que mantém uma boa reputação (ex.: possui selos de qualidade e certificações);
  • A automedicação é algo extremamente desaconselhado nos círculos médicos. Além do risco do medicamento não ser adequado, o mesmo pode resultar em efeitos secundários desagradáveis ou riscos graves para a sua saúde;
  • Medicamentos não devem ser vistos como produtos de consumo regulares;
  • Medicamentos falsificados podem causar danos fatais à sua saúde;
  • Não passe pela tentação de e-mails "spam" oferecendo medicamentos muito baratos. Se algo parece bom demais para ser verdade, geralmente é;
  • Verifique o logotipo da farmácia online quando comprar medicamentos online; É possível também verificar o status de registro do farmacêutico, procurando o nome e endereço da farmácia que opera o site, como ele deve ser conectado a uma farmácia física;
  • Medicamentos vendidos em sites com má reputação podem apenas ter má qualidade ,no melhor dos casos, e causar danos fatais.

Lembre-se de que, se um site oferece a possibilidade de compra de qualquer medicamento de prescrição sem a necessidade de uma receita médica, o mesmo está operando fora da regulamentação e provavelmente não poderá lhe oferecer quaisquer das garantias mencionadas.

Se você está sofrendo com enxaqueca e gostaria de adquirir um tratamento, os nossos médicos podem ajudar.

Você seleciona o medicamento que acredita ser o melhor para o seu caso, e o nosso médico analisará a sua condição de saúde atual e historial médico e emitirá a receita, se tal medicamento for seguro para tratamento da sua condição. Se o médico não estiver convencido de que tal tratamento é adequado para o seu caso, o mesmo enviará uma nota por email com as razões pelas quais não deveria utilizar esse medicamento. Se a consulta for aprovada, a nossa farmácia irá então dispensar o seu medicamento para entrega.

Fontes:

Como Funciona
Escolha o Medicamento
Preencha o Formulário Médico
O médico emite a sua prescrição
Medicamento é enviado da farmácia
Entrega gratuita
Feedback

Seu feedback

Como você classificaria o nosso site?