O que são Agonistas dos receptores adrenérgicos Beta-2?

Os agonistas dos recetores adrenérgicos Beta 2 (β2) (beta-miméticos, broncodilatadores, beta-2 agonistas) são um grupo farmacológico de broncodilatadores que atua sobre o sistema nervoso simpático para tratar a asma brônquica e a bronquite. Existem dois tipos diferentes de agonistas dos recetores adrenérgicos Beta 2 (β2): de ação rápida (alívio) e de ação prolongada (Controlo).

Para que são usados?

Os broncodilatadores estão indicados quando o corpo não pode ativar os seus próprios recursos, as catecolaminas que são neurotransmissores, tais como norepinefrina, dopamina e adrenalina.

Os agonistas de ação rápida beta2 (inaladores de alívio) são usados em casos de emergência, ou seja de crises de asma pois o seu efeito ocorre imediatamente após a aplicação. Em contraste, os agonistas beta-2 de longa duração (inaladores preventivos) são usados para o tratamento a longo prazo da asma, como prevenção de ataques agudos (crises de asma).

São também usados para o tratamento de doença pulmonar obstrutiva crónica (DPOC) e hipercalemia.

Nomes dos principais Agonistas dos receptores adrenérgicos Beta-2

As principais substâncias ativas que pertencem a este grupo farmacológico são as seguintes:

Como funcionam?

Os agonistas dos recetores adrenérgicos beta 2 ou adrenorecetores beta 2 são recetores presentes nos músculos lisos – como os dos brônquios.

mecanismo de accao dos receptores adrenérgicos beta-2 (broncodilatadores)

Estes agonistas atuam estimulando os recetores da seguinte forma:

  • Os recetores adrenérgicos são recetores de adrenalina
  • Em circunstâncias normais, quando ocorre uma situação de stress ou nervosismo este facto não afecta a normal respiração de uma pessoa, porque o seu sistema nervoso autónomo simpático reage de forma normal perante estas adversidades – os seus recetores adrenérgicos estão programados para responder de forma normal
  • Num paciente asmático existem três componentes que afetam o normal funcionamento do sistema respiratório: inflamação brônquica, reacção exacerbada das vias aéreas e obstrução dos brônquios
  • A obstrução brônquica ocorre porque no paciente com asma os seus recetores adrenérgicos beta 2 recebem níveis de adrenalina acima do normal
  • O que o agonista dos recetores adrenérgicos beta 2 faz é imitar a sua reação numa pessoa sem asma provocando imediata desobstrução das vias aéreas

O facto de funcionarem muito rapidamente faz com que os medicamentos deste grupo farmacológico sejam utilizados com frequência para ataques agudos de asma.

Existem limitações de uso para Atletas?

Os medicamentos do grupo farmacológico dos agonistas dos adrenorecetores beta 2 não funcionam apenas na expansão dos brônquios nos doentes asmáticos, os agonistas também têm propriedades estimulantes e anabolizantes. Pelo facto de estes medicamentos trazerem poucos efeitos secundários eles são frequentemente utilizados pelos atletas de alto rendimento para substituir os esteroides anabolizantes.

Embora a sua toma livre estivesse restringida inicialmente, hoje em dia já é permitida a sua utilização em atletas asmáticos, caso por exemplo do Salmeterol.

O mesmo acontece com o Salbutamol: uma dose diária máxima de 36 microgramas é permitida nestes casos. Deste modo, todos os sprays indicados para o tratamento da asma são permitidos em treino e em competição.

Efeitos Secundários

À semelhança do que acontece com qualquer outro medicamento, a classe dos agonistas dos recetores adrenérgicos Beta 2 não está isenta de efeitos secundários indesejáveis.

Os recetores adrenérgicos não se encontram exclusivamente nos brônquios: existem em órgãos com tecido muscular liso como o coração e o sistema vascular, motivo pelo qual alguns dos efeitos secundários estão associados a estes sistemas.

Os principais efeitos colaterais decorrentes da utilização destes medicamentos são: arritmias cardíacas e palpitações, agitação, tremores, náuseas, sudação excessiva, irritação da garganta e da boca, cãibras musculares, distúrbios de sono e insónias, diminuição dos níveis de potássio no sangue e aumento da frequência cardíaca.

Em caso de persistência dos efeitos ou efeitos não listados o paciente deve consultar um médico.

De uma forma geral estes medicamentos são considerandos seguros, sendo a prevalência de efeitos secundários maior quanto maior for a dose administrada.

Interações medicamentosas

Os medicamentos agonistas dos adrenorecetores beta 2 interagem com alguns medicamentos conforme indicado na tabela, sendo necessário que os pacientes a tomar este tipo de medicamentos sejam devidamente acompanhados por um médico.

Medicamento Interação com os Agonistas beta2
Beta bloqueadores Contraindicados em pacientes com asma
Medicamentos que alteram a frequência cardíaca Contraindicada a concomitância
Diuréticos Necessária autorização médica
Glicocorticóides Necessária autorização médica
Antidepressivos tricíclicos Necessária autorização médica
Metilxantinas (estimulantes do sistema nervoso central) Necessária autorização médica
Nifedipina (bloqueador dos canais de cálcio) Necessária autorização médica
Glicosídeos cardíacos Necessária autorização médica
Medicamentos que diminuam os níveis de potássio sérico Necessária autorização médica

De forma genérica é sempre uma boa recomendação quando se sofre de doença crónica consultar um médico antes de iniciar qualquer medicação.

Contraindicações

Os medicamentos agonistas dos recetores adrenérgicos beta 2 está contraindicados em alguns casos, conforme indicado na lista abaixo.

  • Gravidez – não devem ser utilizados de forma geral em mulheres grávidas por potenciais más formações e porque retardam o trabalho de parto
  • Amamentação – só devem ser utilizados mediante recomendação médica porque os ingredientes activos são excretados no leite materno
  • Hipertiroidismo
  • Arritmias cardíacas
  • Doença coronária
  • Episódio cardíaco súbito recente (como ataque cardíaco, enfarte, etc.)
  • Alterações musculares do miocárdio
  • Perda de massa muscular
  • Diabetes tipo 1 e 2 não controlada
  • Hipertensão arterial
  • Doença renal e/ ou doença hepática

As contraindicações destes medicamentos estão sobretudo relacionadas com o sistema nervoso central e as propriedades dos agonistas de relaxamento de tecido muscular liso.

A utilização deste tipo de medicamentos é bastante comum em pacientes que sofrem de asma e bronquite, sendo necessário o paciente estar consciente das contraindicações, interações e efeitos secundários para prevenir situações de potencial perigo para a saúde. Se tem dúvidas, contacte um médico. A euroClinix oferece-lhe esse serviço e permite-lhe comprar inaladores para asma.

Fontes:

  1. Folheto informativo: Informação para o utilizador - Ventilan, INFARMED (2014) - URL: Infarmed.pt
  2. Beta-2 Adrenergic Agonist, MayoClinic (2016) URL: mayoclinic.org
  3. Antiasmáticos e Broncodilatadores, INFARMED - URL: imfarmed.pt
  4. Broncodilatadores beta-adrenérgicos de longa duração Segurança, eficácia e indicações, José Ângelo Rizzo em Jornal Brasileiro de Pneumologia, Vol 23 - 2 (1997)URL: jornaldepneumologia.com.br

Publicado em 12 de Outubro de 2016

Como funciona
Passo 1 - Escolha o medicamento
Passo 2 - Preencha o formulário médico
Passo 3 - O médico analisa os seus detalhes e emite a sua prescrição
Passo 4 - O seu medicamento será enviado no mesmo dia ou no dia seguinte
Entrega gratuita