Outros Tratamentos

Vitaros

O Vitaros é um creme para tratamento da disfunção erétil de prescrição médica. Embora sua comercialização siga os padrões de comercialização de medicamentos, apresenta diversas contraindicações, sendo também de uso mais complicado do que outros medicamentos aprovados pelos órgãos reguladores da saúde.

O Vitaros foi lançado como uma alternativa aos comprimidos inibidores da PDE5, como Viagra e Cialis, entre outros. Encontre aqui todas as suas características.

O que é o Vitaros

O Vitaros é um creme que pode ser usado no tratamento de disfunção erétil, que depende de aplicação diretamente no órgão sexual, devendo, no entanto, ser prescrito por um médico especialista, não podendo ser vendido sem receita médica.

o-que-e-o-vitaros

O princípio ativo do Vitaros é o alprostadil, uma substância que permite a dilatação dos vasos sanguíneos do pênis, possibilitando ereção mais duradoura, permitindo ao homem com disfunção erétil manter uma relação sexual satisfatória.

O medicamento é comercializado como uma alternativa aos inibidores da PDE5 para tratamento de disfunção erétil, ou impotência sexual, como o Viagra e o Cialis. Cada embalagem de Vitaros contém 4 doses individuais, com 300 mg de princípio ativo em cada uma, quantidade considerada suficiente, como demonstraram os testes clínicos e laboratoriais.

Comercializado pelo laboratório francês Majorelle, o Vitaros, além de seu modo de aplicação diferenciado, uma inovação que o produto oferece em relação aos demais medicamentos para disfunção erétil de uso similar presentes no mercado, também possui em sua fórmula um transportador de membrana denominado NextAct, que possibilita a difusão do medicamento mais rapidamente para o interior do pênis, não havendo necessidade de injeções.

De acordo com o laboratório e com as informações do setor de Andrologia e Medicina Sexual do Comitê da Associação Francesa de Urologia, o Vitaros é a primeira inovação na área de medicamentos para disfunção, depois do lançamento do Viagra. Sua forma de aplicação amplia o número de tratamentos disponíveis, já que não se trata de um produto invasivo.

Como o Vitaros age no organismo?

O Vitaros contém em sua fórmula o princípio ativo alprosdatil, uma substância que possibilita a dilatação dos vasos sanguíneos do pênis, possibilitando sua ereção.

O Vitaros deve ser usado através de uma gota aplicada na uretra, na abertura do pênis, apresentando efeitos entre 5 e 30 minutos, podendo a ereção durar entre uma e duas horas, dependendo do organismo do paciente.

Contudo, o Vitaros apresenta uma série de contraindicações para os usuários, sendo de grande risco para homens que tiveram infarto do miocárdio ou para quem sofre de hipotensão ortostática, ou seja, para quem apresenta queda da pressão quando está em pé depois de ter ficado deitado por determinado tempo.

O uso do Vitaros também não é recomendado para quem apresenta riscos de trombose venosa. Durante os testes clínicos e laboratoriais com o medicamento, foram constatados casos de vertigens e síncope, o que faz com que os pacientes evitem dirigir ou fazer qualquer atividade perigosa depois do uso do medicamento.

Como o Vitaros é administrado pelo paciente?

Para a aplicação do Vitaros é preciso usar um preservativo de látex comum, fazendo a aplicação tópica diretamente na abertura da uretra.

Como administrar o Vitaros

Para ser aplicado corretamente, o pênis deve ficar em posição ascendente, de forma que a uretra fique exposta. Depois, basta encostar o dosador no local, carregando lentamente o êmbolo durante alguns segundos, para que o creme possa penetrar na uretra.

O Vitaros apresenta um resultado bastante rápido de absorção, com uma penetração transdérmica bastante eficaz, com a passagem do princípio ativo para os vasos sanguíneos onde deve agir.

Após a aplicação do Vitaros, o homem consegue uma ereção normal e fisiológica entre 5 e 30 minutos, com efeitos que podem permanecer por até duas horas.

O medicamento deve ser conservado sob refrigeração, entre 2 e 8 graus, embora possa ficar exposto ao meio ambiente por até 3 dias, em temperaturas inferiores a 25 graus. Além disso, deve ser utilizado juntamente com um preservativo.

Vantagens e desvantagens do Vitaros

Como qualquer outro medicamento de prescrição, o Vitaros também apresenta algumas contraindicações. O medicamento é um produto indicado apenas para homens adultos, não podendo, no entanto, ser usado por aqueles que tenham sofrido ou que apresentem riscos de infarto do miocárdio, de hipotensão postural, com queda de pressão arterial em razão de tontura, de mal-estar ou mesmo de breve perda de consciência, assim como por aqueles que correm risco de trombose.

Um dos pontos positivos decorrentes de sua aplicação local é que o Vitaros não apresenta tantos efeitos colaterais negativos. O uso tópico, de acordo com o laboratório, evita efeitos secundários de tratamentos orais, que podem aumentar a circulação de sangue em outras regiões do corpo, como a cabeça, provocando dores, tonturas e distúrbios visuais e digestivos.

No entanto, alguns homens que fizeram o uso voluntário do Vitaros em testes clínicos, apresentaram determinados efeitos, como uma sensação de tensão e de aquecimento na região. Os sintomas foram demonstrados por 43% dos pacientes, além de um menor percentual, de 4%, entre as parceiras.

É preciso se atentar ao fato de que todo e qualquer medicamento deve ser aplicado com responsabilidade, devendo seguir as orientações médicas. O Vitaros pode oferecer riscos de overdose, o que limita seu uso a uma dose por dia, com o máximo de três doses por semana.

O uso de mais doses do Vitaros pode levar o paciente ao priapismo, uma ereção dolorosa que pode durar várias horas seguidas, criando riscos de danos irreparáveis nos tecidos penianos, podendo levar à impotência definitiva.

"A primeira dose deste medicamento será aplicada no consultório médico. Então o médico vai lhe mostrar como utilizar a medicação corretamente em casa, sem a necessidade de suporte. Como não se trata de um medicamento de fácil utilização é apenas recomendado em casos específicos."

Contraindicações do Vitaros

O Vitaros é contraindicado para pessoas que apresentam hipotensão ortostática, infarto do miocárdio e síncope, hipersensibilidade ao princípio ativo alprosdatil ou a qualquer dos componentes da sua fórmula.

Também não é indicado para quem apresentam condições de desenvolver priapismo, para homens que tenham anatomia anormal do pênis e doentes propensos a trombose venosa ou que tenham síndrome de hiperviscosidade sanguínea.

O Vitaros também não deve ser prescrito para pessoas para as quais a atividade sexual não é permitida, não devendo ser usado em relações sexuais com uma mulher que esteja em fase de possibilidade de gravidez, a menos que se utilize preservativo.

Efeitos secundários do Vitaros

Os efeitos secundários do Vitaros, constatados em testes clínicos e laboratoriais, foram os seguintes:

  • Pouco frequentes: hiperestesia, tonturas, síncope, hipotensão, dores nas extremidades, estenose uretral, inflamação das vias urinárias, prurido no pênis, erupção cutânea genial, dores no saco escrotal, depleção genital, rigidez excessiva, falta de sensibilidade no pênis, ereção prolongada (priapismo), dor no local de aplicação e, em mulheres parceiras, prurido vaginal;
  • Frequentes: erupção cutânea, dor uretral, ardor no pênis, dores, eritema peniano, mal-estar genital, ereção aumentada, edema no pênis, sensação de adormecimento na região genital e, em parceiras mulheres, vaginite e sensação de ardor na vagina.

Existem outros medicamentos mais fáceis de usar do que o Vitaros?

Os inibidores de fosfodiesterase-5, ou PDE5, ainda são a melhor opção criada pela medicina para tratamento de disfunção erétil. São medicamentos eficazes, que oferecem boa segurança e que apresentam efeitos adversos controláveis pelo próprio paciente.

produtos-para-impotencia

As taxas de descontinuação do tratamento com medicamentos como o Vitaros são bastante elevadas, com inúmeros fatores contribuindo para a situação, como as expectativas dos próprios pacientes em relação à resposta, a perda de interesse no sexo, a preocupação do indivíduo com relação à segurança e pacientes que são difíceis de serem tratados, entre eles os que apresentam diabetes e patologias cardiovasculares.

Se procura um tratamento fácil de administrar e que apresente alta taxa de segurança, os comprimidos de Viagra ou Sildenafil são o tratamento mais confiável e mais bem estabelecido no mercado para a impotência, tendo sido prescrito a mais de 20 milhões de homens por todo o mundo. Está provado que o Viagra funciona em homens que muitas vezes lutavam para conseguir uma ereção quando estavam sexualmente excitado, ou que não conseguiam manter a ereção durante o ato sexual.

Sildenafil
  • Medicamento original, testado em estudos clinícos
  • Ação em 30 minutos e duração de 4 horas
  • Versão económica do medicamento Viagra
Mais sobre o Sildenafil

Fontes:

Aprenda mais sobre medicamentos para impotência:
Como Funciona
Escolha o Medicamento
Preencha o Formulário Médico
O médico emite a sua prescrição
Medicamento é enviado da farmácia
Entrega gratuita
Feedback

Seu feedback

Como você classificaria o nosso site?