Problemas de impotência aos 30 ou 40 anos: Causas, sintomas e tratamento

Em um relacionamento, o sexo é um dos fatores primordiais. Quando existe qualquer problema que possa atrapalhar essa união, existe também uma crise no relacionamento, causando graves consequências psicológicas para ambos.

A situação é mais comum quando o homem possui impotência sexual, uma situação que a maior parte das pessoas imagina que só possa ocorrer com idades mais avançadas.

No entanto, não é sempre assim. Existem homens na faixa dos 30 aos 40 anos que apresentam impotência sexual. Mesmo sendo um assunto que muitos homens evitam comentar, é um problema que, atualmente, atinge até 25 milhões de brasileiros acima dos 18 anos.

Na faixa dos 40 anos o percentual de impotência sexual chega a atingir 30%, com homens que não conseguem chegar à ereção para manter uma relação sexual satisfatória.

O problema, no entanto, tem solução. Basta que o homem deixe de lado o medo ou a vergonha, encarando a situação de frente e buscando os tratamentos apropriados. Saiba mais sobre a impotência sexual em homens entre 30 e 40 anos.

O que é impotência sexual?

A impotência sexual envolve diversos fatores que dificultam a relação sexual e o orgasmo, ocorrendo nas seguintes formas:

  • Situações em que o homem não sente vontade de praticar sexo;
  • Situações em que o o homem apresenta ejaculação precoce, quando o orgasmo pode acontecer até mesmo antes da penetração, podendo prejudicar o relacionamento;
  • Disfunção erétil, que se manifesta como a incapacidade de conseguir manter uma ereção durante toda a relação sexual.

O problema da impotência sexual é mais grave do que se pensa: pelo menos metade dos homens pode passar pela situação alguma vez na vida e a situação pode se tornar recorrente, se não houver alguns cuidados.

Existem sintomas comuns para que o homem possa avaliar se está ou não sofrendo de impotência sexual, como, por exemplo:

  • Dificuldade de manter a ereção durante a relação sexual, não conseguindo a penetração;
  • Falta de condições de manter a ereção durante mais tempo, ou seja, ela pode ocorrer, mas dura pouco tempo, impedindo uma relação sexual completa.
  • O homem também pode sentir deficiência na libido, não sentindo vontade de praticar sexo e não tendo qualquer explicação para o fato.

Os sintomas, sobre os quais falaremos mais adiante, podem ser comuns por uma série de razões, inclusive pelo estresse, pela correria do dia a dia, mas, se eles continuarem por mais tempo, o homem deve dar atenção à situação.

Para que a ereção possa acontecer, é necessário que o homem receba estímulos específicos, tanto pela visão quanto pelo toque ou mesmo pelo pensamento. Para isso, também é preciso que haja um equilíbrio hormonal no organismo, nos nervos e na circulação sanguínea.

Em alguns casos, o excesso de adrenalina e a ansiedade podem dificultar a ereção e o sexo deve acontecer naturalmente, em ambiente propício, garantindo maior intimidade entre os parceiros.

Entenda abaixo a fisiologia da ereção:

fisiologia-erecao

Falha eventual não é impotência sexual

Um ponto importante a ser destacado é que, quando o homem falha uma vez ou outra, ele certamente não está apresentando impotência sexual. Contudo, quando a falha acontece pelo menos 4 vezes em 10 tentativas, é preciso que procure ajuda médica para o problema.

O homem pode procurar uma terapia de apoio, quando a impotência sexual tem origem psicológica, podendo, ao mesmo tempo, fazer uso de qualquer medicamento via oral para resolver seu problema. Contudo, também é preciso cuidado, uma vez que ele pode cair na dependência psicológica do medicamento, principalmente porque muitos já fazem uso de medicamentos para melhorar o desempenho sexual.

Com o passar do tempo, é natural que o homem comece a apresentar impotência sexual, lembrando, ainda, que os homens que têm ejaculação precoce, correm maior risco de ter impotência na terceira idade.

Além disso, pessoas mais velhas também costumam a ter algumas doenças próprias da idade, fazendo tratamentos que podem prejudicar o desempenho sexual. Além disso,  existe o fato que, depois dos 30 anos, os níveis de testosterona começam a diminuir no organismo.

Outros problemas podem causar a impotência sexual, como doenças cardiovasculares, que tornam os vasos sanguíneos mais rígidos, atrapalhando a vasodilatação e impedindo que o sangue chegue aos corpos cavernosos do pênis.

O diabetes é outro fator que traz como resultado a impotência, pois interfere nos nervos e nos vasos sanguíneos, também comprometendo o processo.

Problemas na próstata, uso de anabolizantes, medicamentos contra a depressão, hipertensão ou remédios para emagrecer ajudam a piorar a situação. O tabagismo é um vício que obstrui os vasos sanguíneos, impedindo a chegada do sangue à região genial e, por fim, existe o sedentarismo, que aumenta a gordura abdominal, atingindo também os vasos e reduzindo os níveis de testosterona.

A impotência sexual dos 30 aos 40 anos, portanto, é algo que costuma ocorrer com mais frequência do que se imagina, principalmente na vida moderna, tão agitada e cheia de atropelos.

Quais são as causas da impotência sexual em homens de 30 e 40 anos?

Quando acontece entre os 30 e 40 anos de idade, a impotência sexual pode ser provocada por diversos fatores, principalmente quando se sabe que o homem pode apresentar disfunção erétil em qualquer idade.

Problemas psicológicos como causa para a disfunção sexual

Quando se trata do que conhecemos como meia-idade, normalmente a impotência sexual está ligada a problemas emocionais, se o homem não apresenta qualquer condição de saúde adversa.

Em se tratando de causas emocionais, elas também podem ser provenientes de diversos problemas, como estresse, que pode ser provocado por qualquer situação pessoal ou profissional, com sobrecarga no trabalho ou pressões profissionais e até mesmo pela ansiedade.

A ansiedade é ainda um fator mais complicado, pois pode acontecer simplesmente pelo medo de ser impotente sexualmente, ou de não oferecer o desempenho esperado pela parceira, trazendo, como resultado, exatamente o que o homem estava temendo.

Confira abaixo como a ansiedade pode causar impotência sexual:

Ansiedade Causa Impotencia

As causas emocionais devem ser as primeiras a serem investigadas, uma vez que, durante a meia-idade, elas podem influenciar e provocar a impotência sexual.

Como a ereção está diretamente ligada à excitação cerebral, qualquer problema ou qualquer sentimento ou emoção da qual o homem não consiga de desligar completamente, concentrando-se no sexo, pode causar impotência sexual.

Outra causa emocional bastante comum é o medo da frustração, principalmente porque, entre os 30 e 40 anos, o homem sofre ainda maior pressão sobre seu desempenho sexual. Pode, inclusive, acontecer de o homem ter fracassado uma vez e, por receio de uma nova ocorrência, sentir a impotência sexual na hora da relação.

O vício em pornografia tem sido considerado uma das causas da impotência sexual na meia-idade. Os homens costumam ver pornografia em revistas ou, principalmente, na internet, não considerando que isso seja um mal.

Contudo, pornografia em excesso pode prejudicar o desempenho sexual. O homem pode se tornar, mesmo sem perceber, viciado em conteúdo erótico, vendo pornografia diversas vezes por dia. Se juntar esse fato à masturbação, o homem pode ir se tornando insensível aos estímulos sexuais reais, chegando a disfunção erétil por não conseguir mais se satisfazer senão no mundo virtual.

Problemas orgânicos como causa para a disfunção sexual

A impotência sexual entre os 30 e 40 anos não é decorrente apenas de problemas emocionais. Algumas condições orgânicas podem levar o homem à disfunção erétil, impedindo que tenha desempenho satisfatório durante as relações sexuais.

O uso de anabolizantes pelos atletas, por exemplo, pode causar condições orgânicas que alteram o metabolismo masculino, dificultando a ereção para manter uma relação sexual, além de problemas circulatórios, que normalmente atingem o homem nessa fase da vida.

Há que se considerar, além disso, o próprio organismo que, a partir dos 30 anos, começa a reduzir a produção de testosterona, o principal hormônio ligado aos estímulos sexuais.

Quando se trata de problemas orgânicos, geralmente o homem sente o desejo de manter relações sexuais, mas o organismo impede que consiga a ereção. Nesse caso, o uso de medicamentos prescritos é a única solução para o problema.

Quais são os sintomas da impotência sexual em homens de 30 e 40 anos?

Os principais sintomas da impotência sexual na idade entre 30 e 40 anos podem se manifestar da seguinte forma:

Falta de capacidade de conseguir e manter a ereção

O homem pode conseguir ter a ereção, mas não consegue mantê-la até o final da relação sexual. Quando isso acontece pelo menos uma em quatro vezes durante as relações sexuais, ou mesmo quando essa condição se prolonga por mais de um mês, o homem deve procurar um médico.

Demora em conseguir a ereção

Normalmente a ereção acontece com qualquer estímulo e, quando o tempo entre o estímulo e a ereção é demorado, mais longo do que o habitual, a impotência sexual está ocorrendo ou pode acontecer em pouco tempo.

Rigidez insuficiente para a relação sexual

O homem pode ter ereção insuficiente para manter uma relação sexual, não havendo a tumescência necessária para a penetração. Dessa forma, não consegue manter uma relação sexual satisfatória, comprometendo seu desempenho.

Dificuldade em manter a ereção

Quando o homem sente dificuldade de manter a ereção, havendo necessidade de estímulos constantes ou de maior concentração, a relação sexual fica seriamente comprometida, devendo a situação ser alvo de análise mais aprofundada.

Ejaculação precoce

A ejaculação precoce é uma possível consequência da impotência sexual. Quando o homem consegue a ereção completa e chega ao orgasmo em tempo relativamente curto, sua situação também exige atenção médica.

Ausência de ereções espontâneas

A ereção espontânea é bastante comum, tanto pela manhã quanto pela noite. Quando isso não acontece, é sinal de que está havendo algum problema com a função erétil. De uma forma geral, o homem, em situação normal, apresenta ereção durante o sono, parecida com aquelas durante a relação sexual. Não havendo essa situação, é um sinal de que sua saúde sexual está precisando de cuidados.

Falta de ereção com parceiras diferentes

Quando o homem tem mais de uma parceira e apresenta dificuldades de ereção com uma delas, pode acabar tendo o mesmo problema com a parceira com que consiga a ereção completa. A situação pode comprometer ambos os relacionamentos, uma vez acaba por se tornar uma causa emocional para a impotência.

Teste da Testosterona

Os níveis de testosterona no organismo masculino são bastante variáveis de pessoa para pessoa, dependendo, inclusive, da própria idade. De uma forma geral, no entanto, a variação normal de testosterona está entre 300 a 900 nanogramas por decilitro de sangue.

Homens com menos de 25 anos possuem quantidade maior, o que é considerado normal, enquanto, com o passar da idade, esse nível vai decaindo.

A mulher também apresenta níveis de testosterona, em proporção bem menor, ao mesmo tempo que o homem possui progesterona em níveis insignificantes.

É importante destacar ainda que, mesmo durante um dia, os níveis de testosterona podem sofrer alterações, uma situação que também é considerada absolutamente normal.

Os testes para medir a testosterona podem ser feitos de duas formas: através do sangue ou da saliva. O segundo método é mais simples, podendo ser apresentado o resultado na mesma hora.

Existe também um questionário, desenvolvido para pesquisar sintomas de redução dos níveis de testosterona. O questionário é bastante simples e, havendo mais de quatro questões com respostas positivas, o homem pode saber se vai precisar ou não melhorar sua condição hormonal:

Questionário para avaliação dos níveis de testosterona
  1. Você está sentindo diminuição da libido?
  2. Você tem observado falta de energia física?
  3. Você está percebendo redução da força muscular?
  4. Você perdeu altura?
  5. Você fica triste ou rabugento com frequência?
  6. Você sente que suas ereções estão menos vigorosas?
  7. Você tem notado redução na sua capacidade de praticar esportes?
  8. Você sente sonolência após as refeições?
  9. Você tem notado piora no desempenho profissional?

Por que homens de 30 e 40 anos podem sofrer de impotência sexual?

O Journal of Sexual Medicine, em um estudo publicado em 2013, apresenta alguns números sobre impotência sexual. A estimativa é que pelo menos um em cada quatro pacientes com disfunção erétil tenha menos de 40 anos, embora poucas pessoas se deem conta disso.

Os primeiros sinais da impotência sexual em homens da meia-idade normalmente estão ligados problemas psicológicos, sendo esse um problema que existe maior atenção.

No entanto, nem sempre é assim. Muitas vezes, o problema é causado por outras condições, desde agentes químicos ingeridos em alimentos processados, até mesmo a ansiedade com encontros casuais.

Quando a impotência sexual acontece com muita frequência, tornando-se persistente, é bem provável que esteja relacionada com problemas orgânicos. Em homens mais velhos, condições físicas podem contribuir para a impotência, mas essa condição normalmente não está presente na meia-idade.

Outras condições da vida moderna podem resultar na impotência, como, por exemplo, o uso de drogas, o abuso de bebidas alcoólicas e o próprio sedentarismo, que possibilita a redução dos níveis de testosterona. Não podemos esquecer ainda o tabagismo que, mesmo estando em constante redução no mundo todo, ainda é um vício praticado por milhões de homens.

Tratamento da impotência sexual

A impotência sexual, no entanto, é um problema que possui diversos tratamentos, em razão dos progressos da indústria farmacêutica nos últimos anos.

O tratamento da impotência pode ser feito com medicamentos bastante eficazes, permitindo ao homem retornar à sua vida sexual normal. Entre as soluções médicas, estão incluídos os medicamentos de administração oral, em comprimidos, que facilitam a terapia e o tratamento dessa condição.

Os principais remédios para impotência sexual são os inibidores da fosfodiesterase tipo 5, ou inibidores da PDE5, sendo conhecidos amplamente pelos seus nomes comerciais:

Esses medicamentos são de prescrição, já que apresentam efeitos colaterais que, dependendo da condição física do homem, podem ser bastante graves. Portanto, antes de comprar qualquer medicamento, faça uma consulta médica.

Fontes:

Como funciona
Escolha o Medicamento
Preencha o Formulário Médico
O médico emite a sua prescrição
Medicamento é enviado da farmácia
Entrega gratuita