Muse (alprostadil)

O MUSE (alprostadil) é indicado para o tratamento da disfunção erétil, incapacidade de atingir ou manter uma ereção suficiente para a relação sexual, em casos em quais outros medicamentos de uso mais prático não sejam indicados.

Encontre aqui todas as informações sobre utilização, funcionamento e segurança desse tratamento.

O que é MUSE (alprostadil)?

A medicina tradicional apresenta diversos tratamentos para a disfunção erétil e o Muse é um desses medicamentos, tendo sido comprovado como eficiente e apresentando resultados positivos na maior parte dos homens.

muse-sistema-de-medicacao-da-uretra-para-erecoes

O comprimido deve ser injetado diretamente na uretra, através da glande, onde o princípio ativo é liberado, permitindo que o homem possa ser ereções mais duradouras e manter relações sexuais mais satisfatórias, eliminando o problema de disfunção erétil.

O termo Muse, dado ao medicamento, é a abreviatura em inglês de "medicated urethral system for erections", ou seja, em português, "sistema de medicação da uretra para ereções".

O tratamento com Muse, portanto, consiste no uso de comprimidos de pequeno tamanho que devem ser inseridos dentro da uretra, através da glande, num método feito através de um aplicador, pressionando um botão no dispositivo.

Quando no interior da uretra, o comprimido é dissolvido, liberando a princípio ativo alprostadil, que é imediatamente absorvido pelo organismo, possibilitando que seus efeitos ocorram em poucos minutos e permitindo que o homem mantenha a ereção completa por até uma hora.

O princípio ativo alprostadil é um vasodilatador e anticoagulante. Sua ação no organismo ocorre em até 10 minutos após a inserção do comprimido na uretra, o que possibilita que o homem possa manter uma relação sexual totalmente satisfatória.

Como o medicamento Muse age no organismo?

O Muse é um medicamento para tratamento de disfunção erétil que é aplicado de uma maneira diferente de outros medicamentos. A maior parte dos medicamentos para tratamento de impotência sexual é usada oralmente, com o homem ingerindo o comprimido. Com o Muse, o tratamento é feito diretamente no pênis, através de um aplicador especialmente desenvolvido para o processo.

O comprimido é totalmente dissolvido na uretra, onde libera o princípio ativo, fazendo desse tratamento uma variante da terapia de injeções nos corpos cavernosos penianos.

O alprostadil, princípio ativo do Muse, é uma substância classificada como prostaglandina, ou seja, é um medicamento que atua como vasodilatador e como anticoagulante. Através de seu uso, o fluxo sanguíneo necessário para a ereção é aumentado consideravelmente, possibilitando que o homem tenha uma ereção completa e rápida.

ingrediente-activo-alprostadil

Como o Muse é administrado pelo paciente?

O Muse é um medicamento fornecido através de um kit, que consiste no aplicador de plástico, de formato tubular e fino o suficiente para penetrar na uretra, tendo uma haste que deve ser encaixada na extremidade da peça onde se encontra o ingrediente ativo. O aplicador deve ser colocado pelo próprio usuário na uretra, com poucos centímetros de penetração para, em seguida, injetar o comprimido no interior do canal.

Após aplicar o comprimido, o usuário deve retirar o aplicador, deixando que o comprimido se dissolva e comece a agir, gerando a vasodilatação pelos vasos sanguíneos do pênis, permitindo maior circulação sanguínea e garantindo uma ereção para relações sexuais mais satisfatórias.

como-usar-o-muse

Com o uso do Muse, a ereção ocorre no prazo máximo de 10 minutos, podendo sua duração chegar ao tempo máximo de uma hora.

Vantagens e desvantagens do Muse

Uma das principais vantagens do tratamento de disfunção erétil com o Muse é o fato de seu princípio ativo, alprostadil, provocar a ereção mesmo que o homem tenha qualquer problema mais sério nos nervos penianos, sejam danos ou outras situações provocadas por qualquer enfermidade ou traumas.

No entanto, como se trata de um processo mais complicado do que a ingestão de um simples comprimido, é necessário que o usuário seja bem orientado com relação ao procedimento, depois de receber a prescrição médica para usar o Muse.

Muitos homens podem sentir receio com o procedimento aplicado no tratamento com o Muse, mas é importante lembrar que, nesse caso, o princípio ativo age diretamente no pênis, evitando que o princípio ativo se espalhe pelo organismo e pela corrente sanguínea, o que evita uma série de efeitos colaterais provocados por outros medicamentos.

"A primeira dose deste medicamento será aplicada no consultório médico. Então o médico vai lhe mostrar como utilizar a medicação corretamente em casa, sem a necessidade de suporte. Como não se trata de um medicamento de fácil utilização é apenas recomendado em casos específicos."

Contraindicações do Muse

Existem algumas contraindicações para o tratamento de disfunção erétil com o Muse: pacientes que apresentam hipersensibilidade ao princípio ativo alprostadil, pacientes que tenham anormalidades na anatomia peniana (como estreitamento da uretra ou deformações, como curvatura grave do pênis), além de pacientes com uretrite crônica ou aguda e balanite, não podem fazer uso do medicamento.

Além disso, o Muse não deve ser indicado para homens propensos ao priapismo, como os que possuem anemia falciforme, trombocitemia, policitemia, mieloma múltiplo, leucemia ou predisposição à trombose venosa.

O Muse é um medicamento que não deve ser utilizado para relações homossexuais masculinas ou em relações que não sejam vaginais, não podendo ainda ser usado em relações sexuais com mulheres grávidas sem uso de preservativo. É também um medicamento totalmente contraindicado para mulheres ou para menores.

Efeitos secundários do Muse

Em alguns homens, o Muse pode apresentar efeitos secundários, como ocorre com qualquer medicamento de prescrição. Através dos estudos clínicos e laboratoriais, observou-se que o Muse apresentou alguns sintomas em uma pequena parcela de voluntários:

  • Sensação de queimadura no interior da uretra;
  • Dores penianas;
  • Queda na pressão arterial;
  • Ardor nos testículos;
  • Tonturas;
  • Queda na libido.

Existem outros medicamentos mais fáceis de usar do que o Muse?

Existem outros medicamentos mais fáceis de serem usados no tratamento da disfunção erétil. O uso do Muse, para muitos homens, é julgado como complicado ou mesmo dolorido. No entanto, para homens que apresentam problemas nos nervos penianos, é uma alternativa para o tratamento com injeções no pênis, podendo ser usado uma vez por dia.

Uma das principais objeções para o uso do Muse é o medo de ferir o interior da uretra durante o uso do aplicativo, ou mesmo de sentir dores. Com isso, muitos homens se sentem cautelosos com o método aplicado no tratamento.

Embora o uso de comprimidos orais, conhecidos como inibidores da PDE5, sejam recomendados na maior parte dos tratamentos para disfunção erétil e ainda sejam a melhor opção descoberta para o tratamento de da condição, o Muse é indicado para casos específicos, nos quais outros medicamentos não tenham trazido os resultados esperados, por exemplo pacientes que apresentam qualquer tipo de lesão nos nervos penianos ou pacientes que passaram por cirurgia na próstata.

Nessa classe de pacientes, como regra geral, os medicamentos inibidores da PDE5, como Cialis, Viagra ou Levitra, podem não oferecer resultados eficazes. Além disso, alguns pacientes também não podem fazer uso de ingredientes ativos inibidores de PDE5 em razão de doenças ou problemas cardíacos, por exemplo.

O Muse é um medicamento que deve ser indicado apenas quando existe uma contraindicação com relação aos outros medicamentos, permitindo que o paciente com disfunção erétil possa manter uma vida sexual normal e satisfatória.

Se sofre de disfunção erétil e procura um medicamento fácil de administrar e com alto indice de segurança. O Viagra ou Sildenafil é o tratamento mais confiável e mais bem estabelecido no mercado para a impotência, tendo sido prescrito a mais de 20 milhões de homens por todo o mundo. Está provado que o Viagra funciona em homens que muitas vezes lutavam para conseguir uma ereção quando estavam sexualmente excitado, ou que não conseguiam manter a ereção durante o ato sexual.

Sildenafil
  • Medicamento original, testado em estudos clinícos
  • Ação em 30 minutos e duração de 4 horas
  • Versão económica do medicamento Viagra
Mais sobre o Sildenafil

Fontes:

Aprenda mais sobre medicamentos para impotência:
Como funciona
Escolha o Medicamento
Preencha o Formulário Médico
O médico emite a sua prescrição
Medicamento é enviado da farmácia
Entrega gratuita